Home
 
 
   

Identificados Com Cristo

14/12/2013

Rm. 13.14  

                                                                             

Int.: Paulo escreveu a Carta aos Romanos de Corinto, da casa de Gaio, por ocasião da sua terceira viagem missionária. Foi escrita no quarto ano de Nero, imperador de Roma.

      Paulo nasceu em Tarso, de origem puramente judaica. Seu mestre foi o grande Gamaliel. Como todo menino hebreu, aprendeu um ofício, era fabricante de tendas. A caminho de Damasco, com a finalidade de perseguir os cristãos, Paulo, fariseu, teve um encontro com Jesus Cristo. Paulo foi batizado e recebeu a comissão de pregar o Evangelho.

      Depois de trabalhar três anos em Tarso e um ano em Antioquia, dirigido pelo Espírito Santo, Paulo tornou-se o grande missionário aos gentios. Em suas três viagens missionárias, fundou muitas igrejas e escreveu as epístolas, inclusive a Carta aos Romanos.

      Na Carta aos Romanos, Paulo mostra-nos o método de Deus para fazer do homem culpado um homem bom. Paulo revela a necessidade do pecador e a seguir apresenta o que ele pode receber pela fé: a justiça de Deus, Cristo, a nossa justiça.

      Cristo não só nos salva da pena do pecado mas também nos liberta de uma consciência de culpa e do poder do pecado.

I-O Revestimento de Cristo.

V.14: Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.

- Numa outra versão diz: Mas revistam-se do Senhor Jesus Cristo e não façam planos para deleitar-se nos desejos da natureza humana.

- Nos versículos anteriores Paulo mostra a sua preocupação, com os cristãos de Roma, para que vigiassem com respeito a natureza pecaminosa, e aqui Paulo pede que os crentes se revestissem do Senhor Jesus.

- O que Paulo quer dizer quando diz: Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo?

- Quer dizer: Revesti-vos da vida santa de Cristo.

- Revestir-se de Cristo significa viver pelo Espírito uma vida igual aquela que Jesus viveu no mundo.

- Jesus é o nosso grande modelo a qual devemos imitar.

I Co. 11.1: Sede meus imitadores, como também eu, de Cristo.

- Revestir-se de Cristo é ter o caráter de Cristo.

- Jesus nos fala para aprender com Ele.

Mt. 11.29: Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma.

- Servir a Deus requer do cristão uma identificação com Cristo.

- Para seguir a Cristo temos que renunciar a nossa natureza.

Mt. 16.24: Então, disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me.

- Para se identificar com Cristo, temos que renunciar a nós mesmos e carregar a nossa cruz.

I Pe. 2.21: Porque para isto sois chamados, pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas.

- O nosso exemplo maior de fé, de santidade e de caráter, é o Senhor Jesus.

- Jesus é o nosso maior exemplo de como devemos servir a Deus.

- Devemos ser de tal maneira unidos e identificados com Cristo, que imitemos sua vida como padrão para o nosso viver.

- Com quem o homem convive, padrão de comportamento passa a imitar.

- Se o cristão muito conviver com Cristo, na comunhão e na Palavra, se espelhará e se parecerá com Cristo.

- Olhe para Jesus e o tenha como o seu modelo e padrão.

Hb. 12.2: Olhando para Jesus, autor e consumador da fé.

- Não olhe para outros modelos, que são imperfeitos, mas olhe para Jesus.

- Devemos imitar o caráter de Cristo: Amável, santo, reto, bom, fiel, verdadeiro, justo, inocente, inculpável, impecável, obediente, zeloso, manso, humilde, misericordioso, paciente, longânimo, compassivo, perdoador.

II- O Cuidado Com os Desejos da Carne.

V. 14: E não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.

- Ou aos seus desejos.

- Um dos grandes inimigos do crente é a sua natureza pecaminosa.

- A Bíblia fala que o nosso espírito combate com a nossa carne.

- A carne quer vencer, quer dominar; a nossa natureza pecaminosa quer prevalecer.

- O crente a vence a natureza pecaminosa se revestindo de Cristo.

Gl. 5.16: Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne.

- Esse é o grande desafio do crente no mundo: Andar no Espírito, e não seguir aos desejos da sua carne.

Gl. 5.19-21: Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia.

    Idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias.

      Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus.

- Nós agora estamos em Cristo Jesus, e devemos abandonar o velho homem.

II Co. 5.17: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

- Quando você vive em Jesus, amando a Palavra de Deus; você consegue vencer aos desejos da carne.

- Quanto mais comunhão você tiver com Jesus, mais distante você estará dos desejos da carne.

- Isso nos mostra que não podemos vacilar na nossa comunhão com Jesus.

- O Senhor Jesus deve ser muito reverenciado e buscado pelo cristão.

- Não podemos brincar com a nossa carne.

Mt. 26.41: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

 

Conclusão: O grande êxito do crente está em se revestir do Senhor Jesus: Seu caráter, sua vida e negar a sua carne com os seus desejos; assim sendo o crente atravessará o mar da vida, sem perdera benção, até chegar no Céu.

 
 

  Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens