Home
 
 
 
 
 
 
 

               31/12/17

Conquistando a Vitória Com a Unção de Deus

 

Jz. 10.10,16; 11.29,33

Int.: Nos tempos dos juízes em Israel, os filhos de Israel fizeram o que parecia mal aos olhos do Senhor, e o Senhor se afastou de Israel.

      E o pior, o povo de Israel deixou de servir a Deus e passou a servir aos baalins e Astarote, os deuses das nações vizinhas; deuses da Síria e de Sidom.

- Imagens de escultura, que Deus abominava.

Dt. 5.8: Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.

- E por isso veio todo o sofrimento e opressão ao povo de Israel.

- Todo aquele que deixa a presença de Deus, passa a sofrer sem a proteção de Deus.

- E vieram os filhos de Amom e passaram a oprimir e vexaram aos filhos de Israel por dezoito anos.

- Foram dezoito anos de opressão, de angustia, de sofrimento nas mãos dos Amonitas.

- Mas as derrotas e os sofrimentos os fizeram reconhecer o seu pecado e o seu afastamento de Deus.

Pv. 28.13: O que encobre as suas transgressões, nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.

- O povo de Israel percebeu que haviam saído do caminho do Senhor, por isso estavam sofrendo.

- E resolveram buscar o perdão de Deus, o socorro de Deus.

V. 10: Então os filhos de Israel clamaram ao Senhor, dizendo: Contra ti havemos pecado, porque deixamos o nosso Deus e servimos aos baalins.

- Houve um quebrantamento do povo perante a presença de Deus.

V. 16: E tiraram os deuses alheios do meio de si e serviram ao Senhor; então se angustiou a sua alma por causa da desgraça de Israel.

- Deus se condoeu pelo sofrimento do seu povo.

- Quando o povo abandonou os deuses estranhos: os baalins e astarotes e passaram a servir só ao Senhor, então Deus pelejou pelo seu povo.

- O start para Deus pelejar e dar a vitória ao seu povo, foi o arrependimento, o abandono dos deuses falsos e a volta a servir só a Deus.

- Então Deus deu uma grande vitória a Israel diante dos Amonitas.

I- O Segredo da Vitória de Israel.

V. 10: Então os filhos de Israel clamaram ao Senhor.

- A oração em si sem ação não resolve o problema.

- O povo de Israel além de orar, também agiram.

- Confessaram o seu pecado de idolatria perante Deus.

V. 16: E tiraram os deuses alheios do meio de si e serviram ao Senhor.

- A conversão foi completa, o que agradou a Deus.

Jz. 11.29: Então o Espírito do Senhor veio sobre Jefté, e atravessou ele por Gileade e Manassés; porque passou até Mispa de Gileade, e, de Mispa de Gileade, passou até os filhos de Amom.

A) Quem Era Jefté?                                   

- Jefté era filho de Gileade com uma prostituta.

- Jefté era de tribo de Manassés.

- Seu nome significa: Deus Abrirá.

- Jefté nasceu numa época onde os preconceitos eram bem mais acentuados que hoje.

- Jefté foi criado com seu pai numa família que simplesmente não o aceitava.

- Jefté, durante toda sua infância e juventude, foi um filho rejeitado.

- Jefté tinha um passado de improbabilidades desanimadoras.

- Jefté era alguém que tinha tudo para ser um homem fracassado.

- O crente vencedor não pode ficar preso às mágoas e aos rancores do passado.

- Todo crente precisa superar as calúnias, injúrias, injustiças e as decepções.

Sl. 142.7: Tira a minha alma da prisão, para que louve o teu nome; os justos me rodearão, pois me fizestes bem.

- Um grande pregador disse: “O perdão é a faxina da mente, a assepsia da alma, a limpeza dos porões do coração”.

- Perdoar é zerar a conta.

- É nunca mais lançar no rosto da pessoa a sua dívida.

- Perdoar é lembrar sem sentir dor.

- Perdoar é não retaliar.

- Perdoar é sair do cárcere da alma.

- Deus usou Jefté porque ele perdoou seus irmãos e deixou de olhar para o passado.

- Comece o ano de 2018 com a sua conta zerada. Perdoe.

V. 29: Então o Espírito do Senhor veio sobre Jefté.

- Deus escolheu Jefté para livrar Israel das mãos dos Amonitas.

- Deus escolheu um homem, filho de uma prostituta, rejeitado pela sua família e pela sua cidade, para ser o libertador de Israel.

- Por que Deus faz uma escolha como esta?

- Porque Deus é soberano nas suas atitudes e age segundo o seu querer, e escolhe segundo a sua vontade, porque Ele conhece os corações.

- Jefté foi cheio do Espírito Santo, isso o capacitou para liderar o exército de Israel contra os Amonitas.

- Amados sem o Espírito Santo somos simples mortais sujeitos a derrota.

- Mas com o Espírito Santo de Deus somos capacitados a sermos vencedores.

- Com a presença do Espírito Santo, Jefté sentiu-se capaz para liderar Israel contra os Amonitas.

V. 33: E os feriu com grande mortandade, desde Aroer até chegar a Minite, vinte cidades, e até Abel-Queramim. Assim foram subjugados os filhos de Amom diante dos filhos de Israel.

- Os Amonitas foram derrotados naquele dia porque Deus pelejava por Israel, e porque Deus estava com Jefté.

- O que valeu na vida de Jefté foi à unção de Deus na sua vida.

- Podemos dizer que Jefté conquistou a vitória para Israel com a unção de Deus na sua vida.

- A unção de Deus em nossa vida faz toda a diferença.

- O significado do seu nome, Deus abrirá, foi profético, porque chegou o dia em que as portas se abriram para a vitória de Deus em sua vida e na de Israel.

- Deus usou o improvável para dar uma grande vitória para Israel diante dos Amonitas.

- Deus usou aquele que era rejeitado para mostrar que Ele pega o pequeno para confundir os grandes.

I Co. 1.27,28: Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes.

      E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são.

- Deus usou Jefté em Israel como juiz durante seis anos.

II- A Vitória do Crente Pelo Espírito Santo de Deus.

- Da mesma maneira que Deus levantou e usou Jefté e lhe deu vitória, Deus tem o poder de te levantar e de te usar e de te dar a vitória.

- Mas para que isso aconteça é preciso fazer três coisas:

1- Reconhecer que algo precisa mudar em sua vida.

2- Precisa clamar ao Senhor que Ele vai ouvir.

II Cr. 7.14: E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.

3- Tirar os deuses estranhos do meio de si e servir só ao Senhor.

- Quer dizer: Abandonar os maus hábitos, os maus caminhos, e servir ao Senhor com dedicação.

- Então o Senhor vai condoer-se pela tua causa.

- E o Senhor vai te encher do Espírito Santo.

- E nada vai parar em pé diante de ti, porque os vencerá em nome do Senhor.

- O Espírito Santo te dará sabedoria para a batalha.

- O Espírito Santo te dará estratégia para a guerra.

- O Espírito Santo te dará fortaleza para a batalha.

- O Espírito Santo te dará coragem para a guerra.

- E vencerá os seus inimigos em nome do Senhor.

- O Senhor vai à tua frente diante das adversidades.

- Os problemas serão grandes, as lutas serão grandes, as dificuldades vão surgir, mas com a presença do Espírito Santo de Deus você vencerá todas em nome do Senhor.

Conclusão: O Senhor dará vitória ao seu povo que o busca e o que o serve, de dia e de noite.

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos