Home
 
 
 
 
 
 
 

30/04/2017 

                      A Cura de Um Paralítico de Betesta 2       

Jo. 5.1-9

                          Chegou a sua vez de ser abençoado            

I- O Tanque de Betesda.

      Havia em Jerusalém próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Bestesda, o qual tinha cinco alpendres.

- Seu nome em hebreu significa casa de misericórdia.

V. 3: Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento das águas.

- Podemos chamar aquele lugar de esperança.

- Aonde tem esperança as pessoas se reúnem.

- Aonde tem esperança as pessoas vão em sua busca.

- Todas aquelas pessoas enfermas estavam ali porque tinham esperança.

- Esperança de serem curadas.

V. 4: Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque e agitava a água, e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.

- Nós estamos reunidos aqui nesta noite porque temos esperança.

- Sabemos que aquele que agita as águas está aqui nesta noite.

- Aqui no texto diz: Que um anjo descia um certo tempo ao tanque e agitava a água, e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, era curado de qualquer enfermidade que tivesse.

- Somente o primeiro que descesse depois do movimento da água era curado.

- A Bíblia não fala de quanto em quanto tempo o anjo descia; apenas que o doente que estava ali tinha que estar atento ao movimento da água.

- Eu estive em Jerusalém em Abril de 1996 e lá está o Tanque de Betesda, somente o que restou dele, está preservado para visitação.

- O tanque é bem grande, os alpendres são bem espalhados ao redor do tanque.

- Dezenas e até centenas de enfermos, cegos, mancos e doentes, ficavam ali esperando o movimento da água.

II- Esperando Com Paciência e Perseverança.

V. 5: E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo.

- Este homem era paralítico, não podia de forma alguma andar, e estava paralítico havia trinta e oito anos.

- Podemos imaginar que toda manhã alguém o trazia e o colocava ali a beira do tanque e a tarde vinha buscá-lo.

- E ele ficava sozinho deitado em sua cama à beira do tanque o dia todo esperando o movimento da água.

1- O paralítico de Betesda poderia ter desistido há muito tempo. Pois, quando chegava a sua vez de ser abençoado, outra pessoa roubava a sua vez, e ele voltava para a fila de espera.

- Quantas vezes ele viu o anjo descer e movimentar as águas; e quando ele se arrastou para descer ao tanque para mergulhar, outro que não era paralítico desceu na sua frente e foi curado da sua enfermidade.

- Ele viu muitos doentes serem curados das suas enfermidades.

A) O que esse paralítico tinha? Era paciência.

Sl. 40.1: Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.

V. 2: Tirou-me de um lago horrível, de um charco de lodo; pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos.

- Isso se cumpriu literalmente na vida daquele homem.

B) Outra coisa que o paralítico do Tanque de Betesda tinha era Perseverança.

- O paralítico perseverava todos os dias na frente do tanque esperando o anjo movimentar a água.

- O paralítico estava todos os dias junto ao Tanque de Betesda, fazia sol ou fazia chuva, ele estava lá, ele perseverava, ele estava atrás da sua benção.

- O paralítico sabia que para receber o seu milagre, ele devia estar presente quando o anjo movimentasse a água, e que ele tentasse ser o primeiro a pular no tanque.

- Quantos enfermos ficaram meses esperando e não alcançaram o seu milagre e desistiram e voltaram para casa, mas o paralítico estava lá.

- A perseverança é o segredo para se alcançar a benção de Deus.

- Se você quer que Deus opere a benção sobre a sua vida, você deve perseverar na presença de Deus, esperando nele.

C) Outra coisa que o paralítico tinha era esperança.

- A esperança fazia o paralítico voltar ao tanque todos os dias.

- A esperança fazia o paralítico enfrentar sol e chuva.

- A esperança fazia o paralítico enfrentar a monotonia de ficar deitado naquela cama em frente ao tanque todo o santo dia.

- A esperança o animava a ficar junto aqueles outros enfermos ali no tanque todo o santo dia.

- A nossa esperança vem de Deus.

Sl. 62.5: Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança.

- A esperança daquele que serve a Deus não será perdida.

Pv. 23.18: Porque deverás há um fim bom, não será malograda a tua esperança.

- Você serve a Deus, você teme a Deus, você tem o Espírito Santo de Deus, a tua esperança não será frustrada.

- Deus não decepciona aqueles que esperam nele, aqueles que confiam nele.

- Porque Deus trabalha para aquele que nele espera.

Is. 64.4: Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti, que trabalhe para aquele que nele espera.

- Você espera em Deus? Deus vai trabalhar em seu favor.

D) Exemplos Bíblicos de Esperança:

1- Abraão esperou o cumprimento da promessa de Deus que Sara teria um filho, que seria o seu herdeiro.

Rm. 4.18: O qual, em esperança, creu contra a esperança que seria feito pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência.

2- José esperou o cumprimento dos seus sonhos que seria abençoado na terra.

Gn. 45.5: Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese aos vossos olhos por me haverdes vendido para cá; porque, para conservação da vida, Deus me enviou diante da vossa face.

3- Davi foi ungido por Deus com dezessete anos de idade, mas esperou até aos trinta anos para ver cumprido o propósito de Deus para a sua vida.

- Foram anos difíceis, mas Deus era com ele.

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos