O MILAGRE PELA OBEDIÊNCIA                                                                                                                               29/11/2009
Jo.21.3-11
 

Int. Jesus havia exercido o seu ministério terreno por três anos e meio; Jesus já havia sido crucificado e ressuscitado; e agora por um espaço de 40 dias, Jesus se manifestava aos seus discípulos.

      Esta era a terceira vez que Jesus se manifestava aos seus discípulos depois de ter ressuscitado.

      Os discípulos que após a crucificação de Jesus, estavam desanimados e desorientados; agora estavam animados e motivados para seguirem em frente a marcha do Evangelho.

      Os discípulos retornaram à sua ocupação de pesca, como meio de vida.

I- A Noite de Pescaria.

      Pedro foi pescar e convidou os demais discípulos para lhe acompanharem.

- Passaram a noite toda pescando no Mar da Galiléia.

- Mas o resultado foi nulo.

- Não pegaram nada.

- Os discípulos foram ao mar ao cair da tarde, e pescaram a noite inteira.

- Na ótica humana aquele período era apropriado para a pescaria, no entanto, nada pescaram.

- Voltaram para a praia frustrados e cansados.

- É tão decepcionante quando aquilo que planejamos não dá certo.

- Ficamos tristes e desanimados.

- Era isso que os discípulos estavam sentindo.

Exemplo: Da mesma maneira sentiu o paralítico do tanque de Betesda.

- Ele era paralítico há 38 anos.

- Seu plano de ser curado quando o anjo agitava a água estava frustrado; porque não tinha ninguém para lhe ajudar a descer as águas, quando o anjo a agitava.

- Mas tudo mudou quando Jesus chegou.

II- Lições que Tiramos Desse Texto.

1- O Cristo Ressurreto Estava Distante.

- Jesus não estava ali.

- Os discípulos usaram todas as suas habilidades e conhecimentos de pesca e nada.
 

    

- Se esforçaram de todo jeito para obterem sucesso e nada.

- Conversaram entre si; trocaram idéias; foram aos lugares no Mar onde eles costumavam encontrar mais peixes e nada.

- Quando Jesus não está em nossos projetos, temos uma grande chance de fracassarmos.

- Muitas vezes como cristãos fazemos as coisas sem a presença do Senhor; não convidamos Jesus para os nossos planos.

- Usamos nosso conhecimento e habilidade e muitas vezes não funcionam.

- Ficamos frustrados quando as coisas não dão certo.

- Devemos lembrar que quando aceitamos a Jesus como Salvador, fizemos uma aliança com Ele.

- Ele agora está reinando em toda a nossa vida.

Ap.3.20- Jesus fala: Entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo.

- Quer dizer: Jesus entrou em nosso coração e quer operar em todas as áreas da nossa vida.

a) Jesus quer atuar na sua vida espiritual.

b) Jesus quer atuar na sua saúde.

c) Jesus quer atuar na sua família.

d) Jesus quer atuar na sua vida financeira.

- Convide Jesus a entrar em seu barco.

- Há um corinho que cantávamos que diz: Com Jesus no barco vai tudo  bem.

- Jesus é a solução para o sucesso do seu projeto.

- Não deixe Jesus fora do seu projeto.

- Não deixe Jesus fora do seu plano.

- Toda a plenitude da benção está em Jesus.

Cl.1.19- Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse.

2- Jesus Sabia das Necessidades dos Discípulos.

- No texto diz que Jesus se apresentou na praia pela manhã e perguntou-lhes: Tendes alguma coisa de comer?

- Uma coisa importante: Jesus é onisciente.

- Ele sabia da frustração dos discípulos com a pescaria.

- Ele perguntou de propósito para mostrar o seu cuidado com os seus.

    

- Jesus sabe do seu problema.

- Jesus sabe da sua necessidade.

- Jesus deixou os discípulos experimentarem a pescaria sem a sua presença e com a sua presença.

- Você pergunta: Se Jesus sabe do meu problema, porque Ele não faz nada?

- Existe a condição para Ele operar.

- Primeiro os discípulos tentaram de tudo e voltaram a praia.

- Segundo eles se renderam a presença de Jesus.

- Não colocaram condição nenhuma para Jesus operar.

Tg.4.8- Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração.

- Uma coisa importante: Não podemos ficar de braços encruzados diante do problema, esperando Deus se compadecer de nós.

- Temos que ir ao encontro de Jesus.

Mc.10.47- E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar e a dizer: Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim.

- O cego Bartimeu clamou por Jesus.

- Não ficou esperando Jesus se compadecer dele.

- Foi ouvindo o clamor de Bartimeu que Jesus parou e o curou.

- Quer a tua benção?

- Clame por Jesus; creia em Jesus; vá até Jesus.

3- O Poder de Jesus Operou Mediante a Obediência.

V.6- E ele lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes.

- Diz no V.11- Simão Pedro subiu e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinqüenta e três grandes peixes; e, sendo tantos, não se rompeu a rede.

- Neste texto a Bíblia não diz que eles questionaram a Jesus, dizendo que pescaram a noite toda e não conseguiram nada.

- Eles apenas obedeceram a palavra de Jesus.

- Receberam a benção pela obediência.

- O segredo está em obedecer.

- O Poder de Deus foi liberado mediante a obediência.

- Exemplo: Os dez leprosos obedeceram a palavra de Jesus e foram curados.

- Quantas vezes Deus quer operar, mas nós não obedecemos.
 

    

- Para obedecerem a Jesus os discípulos:

a) Creram que Ele era o Filho de Deus.

b) Creram que Ele tem o Poder sobre todas as coisas.

c) Acreditaram no sobrenatural perante o natural.

- Só obedece quem crer.

- Só obedece quem tem comunhão com Cristo Jesus.

- A comunhão faz a gente acreditar no milagre.

- Os discípulos não questionaram porque lançar a rede no lado direito?

- Não importava em que direção Jesus lhes mandaria lançar a rede.

- O importante era obedecer a palavra de Jesus.

 

Conclusão: Precisamos aprender a lançar nossas redes sob a direção de Jesus. Então o trabalho feito não será realizado em vão.

 

 









 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo