A IMPORTÂNCIA DOS DONS ESPIRITUAIS                                                             29/06/2010 
 
I Co.12.1-11
 

Int.- A Igreja de Jesus Cristo nasceu no coração de Deus antes da fundação do mundo, foi edificada por Cristo na plenitude dos tempos e oficialmente inaugurada pelo Espírito Santo no glorioso dia de Pentecostes. Quando também iniciou a Dispensação da Graça, ou o tempo da Ação do Espírito Santo.

      O Senhor Jesus anunciou em Atos 1.8 que a Igreja, isto é, os salvos em Cristo Jesus, receberiam a virtude do Espírito Santo, e seriam testemunhas do Evangelho, não só em sua cidade, seu país, mas no mundo todo.

      O grande desejo de Deus é ver o mundo todo salvo em Jesus Cristo.

I Tm. 2.3,4- Porque isto é bom e agradável diante de Deus, nosso salvador.

      Que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade.

      E esta missão de ganhar as almas, Deus incumbiu a sua Igreja, que sou eu e você. Não pensemos que só os obreiros tem essa obrigação, mas todos os membros.

Mc.16.15- Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.

- É uma ordem imperativa de Jesus para a sua Igreja.

Is.43.10- Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e o meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá.

      Para esta grande missão de ganhar as almas para o Senhor, além do poder do Espírito Santo, Deus deu a Igreja os Nove Dons Espirituais, os quais são:

1-     A palavra da sabedoria.

2-      A palavra da ciência.

3-      O dom da fé.

4-      Os dons de curar.

5-      A operação de maravilhas.

6-      O dom de profecia.

7-      O dom de discernir os espíritos.

8-      A variedade de línguas.

      9-  O dom de interpretação

 

I- O Significado dos Dons Espirituais.

      Dons são dádivas de Deus concedidas à Igreja, temos que ter a plena consciência de que essas dádivas são para todas as épocas enquanto a Igreja do Senhor estiver aqui na terra.

      A palavra “Dom” vem do termo grego “Charisma”, que é derivada de Charis: Que significa graça.

- Essa palavra aparece dezessete vezes no Novo Testamento.

- Ela é empregada para aquilo que podemos chamar de “dádivas da graça”.

      Podemos dizer que os Dons Espirituais são ferramentas espirituais concedidas por Deus a Igreja, para a realização da obra de Deus na terra.

Exemplo: Assim como o marceneiro precisa do serrote e do martelo para a realização do seu trabalho.

- Assim como o pescador precisa da rede para o seu trabalho.

- Assim o pintor precisa do pincel para o seu trabalho de pintura.

     Da mesma maneira o cristão precisa dos Dons Espirituais para a realização da obra de Deus.

- Os dons espirituais são dados para aqueles que precisam deles, não para satisfazer a vaidade de algum servo de Deus.

      Devemos distinguir que existem os dons espirituais; o fruto do Espírito; os dons Espirituais e os dons ministeriais.

II- Propósitos dos Dons Espirituais.

I Co.14.12- Assim, também vós, como desejais dons espirituais, procurai sobejar neles, para a edificação da igreja.

- O propósito dos dons espirituais é para edificação da Igreja.

- Tanto para o crescimento dos salvos, como também para o crescimento espiritual.

Mc.16.17,18- E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas línguas.

      Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão.

- Os dons espirituais não são dados para nos tornarmos em pessoas super espirituais, e nem para nos tornarmos melhores ou
superiores que outros crentes

 - Paulo desejava comunicar algum dom espiritual aos crentes romanos, para conforto deles.

Rm.1.11- Porque desejo ver-vos, para vos comunicar algum dom espiritual, a fim de que sejais confortados.

- Quer dizer o dom espiritual também conforta o cristão.

- Deus concede algum dom espiritual para uma necessidade especifica.

I Co.12.7- Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil.

- Havendo a necessidade em algum momento da manifestação de algum dom espiritual, Deus operará. Mas para isso tem que haver algum vaso preparado para Deus usar.

- Os dons espirituais são dados para a edificação da Igreja, para a conversão de almas e para o esclarecimento da Igreja.

I Co.14.12- Assim, também vós, como desejais dons espirituais, procurai sobejar neles, para a edificação da igreja.

I Co.14.33- Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos.

- Deus não quer que fiquemos confusos naquilo que Ele faz, mas quer que sejamos esclarecidos e edificados.

I Co.14.26- Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.

- Os dons espirituais são uma benção para a Igreja.

- Vamos usar essa ferramenta que Deus opera gratuitamente na sua Igreja.

III- Os Dons Espirituais Pertencem ao Espírito Santo.

      Daí o termo: Dons do Espírito Santo. Deus é o único proprietário dos dons.

      São possessão do próprio Espírito Santo. E por serem dele, não podem existir independentes dele. Estes dons de maneira alguma podem ser usados pela vontade própria da pessoa. Só o Espírito de Deus pode possuí-los de maneira absoluta, e manifestá-los de maneira absoluta, e manifestá-los através dos vasos nos quais Ele habita.

      A verdade é que o homem não usa os dons do Espírito. Antes o Espírito Santo que ocupa, enche e usa o homem, através
dos dons espirituais, no momento e situação que lhe convier

 

- O uso dos dons espirituais não é para glorificar ao homem, mas para edificação da Igreja e Glorificação do Senhor.

- Qual deverá ser a atitude de um cristão que experimenta os dons do Espírito Santo? Deve humilhar-se, diante da presença de Deus, dedicar-se como vaso puro, e então esperar que o Espírito Santo manifeste os dons através dele no momento e lugar que o próprio Espírito escolher.

- Os dons espirituais não são para dirigir a vida do cristão.

Exemplo: No casamento, na vida profissional.

- Os dons ministeriais estão acima dos dons espirituais.

- Os dons espirituais estão debaixo de uma ordenação dos dons ministeriais.

- O que nós precisamos evitar é o fanatismo (zelo sem entendimento), a meninice e o uso errado dos dons.

- Muitas vezes queremos os dons mais populares: como os dons de cura, o dom da palavra de sabedoria e o dom da palavra do conhecimento.

- Devemos orar pedindo a Deus que Ele manifeste e nos use nos dons segundo a sua vontade e desejo.

I Co.12.31- Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho ainda mais excelente.

 

Conclusão: Peçamos a Deus, que nos ajude a compreender a necessidade e a importância dos Dons do Espírito Santo como ferramentas espirituais para a realização da sua obra aqui na terra, para o crescimento da sua Igreja e glorificação do seu nome.

 

 

     

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil