A IMPORTÂNCIA DE SER VASO                                                                                                                   28/06/2011                      

At. 9.11-20
 

Int.- Neste texto das Sagradas Escrituras, encontramos a chamada de Saulo, como vaso escolhido, para levar a Palavra de Deus aos gentios, aos reis e aos filhos de Israel.

      Deus envia Ananias, discípulo do Senhor a Damasco, ao encontro de Saulo, para orar por ele, para que torna-se a enxergar e fosse batizado com Espírito Santo.

      Ananias argumenta com Deus, que Saulo tem feito muitos males e perseguido os santos em Jerusalém, e que ele vinha a Damasco para prender os cristãos.

      O Senhor diz a Ananias: “Vai, porque este é para mim um vaso escolhido para levar o meu nome aos gentios, aos reis e aos filhos de Israel”.

      Deus diz para Ananias que Saulo é um vaso escolhido.

      Um homem para ser instrumento de Deus as nações.

      A chamada de Paulo é um modelo para nós, que o cristão é salvo por Deus e chamado para ser um vaso nas mãos de Deus.

I- O Cristão Como Vaso.

      O vaso é um objeto para ser colocado substância líquida ou sólida.

- O vaso serve para ornamentar um ambiente.

- No vaso se coloca flores para enfeitar uma sala ou escritório.

- O vaso pode ser feito de diversos materiais. Mas o mais comum é o barro. Por ser mais fácil o seu manuseio.

- A Bíblia diz que o vaso do cristão é de barro.

II Co. 4.7- Temos, porém, esse tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós.

- O tesouro que carregamos em nosso vaso é a glória de Deus.

- O vaso precisa ser bem feito e resistente para possuir a glória de Deus.

- A presença de Deus não repousa sobre qualquer vaso.

I Co. 6.19,20- Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

      Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.

- O nosso vaso deve glorificar a Deus.

- Se o nosso vaso não glorifica a Deus, então o nosso vaso é de desonra.

       

- A Bíblia diz que existe vaso de honra e vaso de desonra.

Rm. 9.21- Ou não tem o oleiro poder sobre o barro, para da mesma massa fazer um vaso para honra e outro para desonra?

- Amado e amada de Deus, seja um vaso de honra.

- O que é vaso de honra?

- É aquele vaso que dignifica o nome do Senhor.

- É aquele vaso que dá fruto para Deus.

- É aquele vaso que é um instrumento nas mãos de Deus.

II Tm. 2.20,21- Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra.

      De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor e preparado para toda boa obra.

A) Somos chamados para sermos úteis para Deus.

- Um vaso que é usado por Deus.

- Deus quer te usar na sua obra.

- Para Deus nos usar precisamos nos encher da Sua Glória.

- Para recebermos da Sua Glória, precisamos nos santificar.

- Precisamos conservar o vaso limpo.

I Ts. 5.23- E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo.

- Que o seu vaso não esteja empoeirado e encostado.

- O azeite que simboliza o Espírito Santo, tanto serve para limpar o vaso, como para preencher o seu interior.

- O vaso precisa estar em seu lugar certo, para que seja útil.

- E o lugar certo para o cristão é o centro da vontade de Deus.

II Ts.1.11,12- Pelo que também rogamos sempre por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação e cumpra todo desejo da sua vontade e a obra da fé com poder.

      Para que o nome de nosso Senhor Jesus Cristo seja em vós glorificado, e vós nele, segundo a graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.

- Precisamos cumprir todo desejo de Deus para conosco e a obra da fé com poder.

       

- Para agradarmos a Deus o nosso vaso precisa estar capacitado.

II- Deus Faz de Novo o Vaso que Quebrou.

- Se o nosso vaso estiver trincado, vazando o seu recipiente, ou defeituoso, Deus pode fazer de novo um vaso novo.

Jr.18.1-6- A palavra do Senhor, que veio a Jeremias, dizendo:

      Levanta-te e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras.

      E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas.

       Como o vaso que ele fazia de barro se quebrou na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos seus olhos fazer.

      Então, veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:

      Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? Diz o Senhor; eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

- Deus está dizendo neste texto que se o vaso quebrar, Ele pode fazer um outro vaso.

V.4- Conforme o que pareceu bem aos seus olhos fazer.

- Deus trabalha em nosso vaso da maneira que Ele quer.

- Somos moldados por Deus para melhor servirmos a Ele.

- O barro para se tornar vaso, primeiro ele é moldado, depois é levado ao forno para endurecer.

- O processo é dolorido mas o seu final é um bonito vaso de utilidade.

- Deus quer usar a mim e a você na Sua obra.

- Seja um vaso de benção nas mãos de Deus.

A) O Processo de Deus para Moldar o Vaso.

1- Deus usa a Sua Palavra para nos moldar.

2- Deus usa o Espírito Santo para nos moldar.

3- Deus usa as circunstâncias para nos moldar.

- Jó depois de todo o sofrimento que passou disse:

Jó 42.5- Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos.

- O Apóstolo Paulo buscou a Deus para o livrar de um espinho em sua carne. II Co.12.9- E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.

 

Conclusão: Amado quando o vaso é de barro, ainda há esperança. A submissão a Deus, o reconhecimento das nossas fraquezas e a total dependência de Deus, nos ajudarão a sermos vasos de honra, vasos de benção, que é usado nas mãos de Deus.


    

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens