Home
 
 
 
     
  O Desafio do Cristão de Andar Em Espírito 

28/10/2014

 
  Gl. 5.16-22     
 

                                                                         

Int.- Aceitamos a Jesus Cristo como Salvador e deixamos o mundanismo e a prática do pecado para trás, e passamos a ser uma nova criatura. 

      Quando vivíamos no mundo sem Jesus, praticávamos as obras mundanas, sem ter nenhum temor em nosso coração. Qualquer coisa fazíamos sem ter peso de consciência. Estávamos afundando no lamaçal do pecado; estávamos mortos espiritualmente, sem Deus e sem Jesus. 

      Mas em Cristo recebemos vida espiritual; em Cristo nós fomos transformados; em Cristo nós descobrimos que existe um Deus no Céu, de verdade; em Cristo nós nascemos de novo. 

      Então começamos a andar de uma maneira diferente; começamos a viver de uma maneira diferente. Perdemos o prazer das coisas mundanas, das coisas carnais; e passamos a ter prazer nas coisas espirituais, nas coisas de Deus; passamos a viver a Palavra de Deus. Passamos a ser guiados pelo Espírito de Deus. 

      Mas o grande desafio é que depois que aceitamos a Jesus como Salvador, não mudamos para um país maravilhoso, sem pecado, sem tentação e sem influência satânica. Continuamos a morar no mesmo mundo, onde o pecado prolifera e onde satanás é príncipe. A Bíblia diz que o mundo jaz no maligno. 

      E nós como cristão estamos vivendo neste mundo; estamos cercados de uma atmosfera maligna e pecaminosa; e o nosso grande desafio agora é andar em Espírito. 

      Carregamos conosco a natureza pecaminosa, que quer nos dominar; mas também carregamos conosco o Espírito Santo, que quer nos guiar. 

      Enfrentamos diariamente uma guerra, da carne contra o Espírito. 

V.17: Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis. 

      Temos esta batalha contra a carne diariamente. 

- É uma luta incessante contra os desejos da carne. 

- Quando o crente tem a consciência desta realidade e se apropria dos recursos de Deus, então vencerá as obras da carne. 

- Como cristão nenhum de nós está imune às obras da carne; mas se apropriarmos das armas espirituais, seremos vitoriosos. 

I- A Ordem de Deus é Andarmos Em Espírito. 

V.16: Digo, porém: Andai em Espírito e não cumpriremos a concupiscência da carne. 

- Andar aqui está falando da maneira de viver. 

- O impulso e a direção da vida. 

Rm. 6.4: De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. 

- Aqui está dizendo: Vivamos em novidade de vida. 

II Co. 4.11: E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossa carne mortal. 

- Quando a Bíblia diz: Andai em Espírito, está dizendo: Vivei no âmbito da influência do Espírito. 

- Um bom exemplo para entendermos: É como estarmos debaixo de um guarda-chuva.  

- Vivemos neste mundo debaixo do guarda-chuva do Espírito Santo. 

- Quer dizer: Ele me influência; Ele me inspira; Ele me guia; Ele me protege. 

- Amado, não saia de debaixo do guarda-chuva do Espírito Santo. 

- A pior coisa para o crente neste mundo é andar sem o guarda-chuva do Espírito. 

- Como o crente mantém esse guarda-chuva do Espírito sem o afastá-lo? 

- Não o entristecendo; não o magoando; não deixando de lhe obedecer.  

- Amados, a melhor maneira de conservar uma vasilha livre de joio é enchê-la de trigo. 

- A melhor maneira de conservar a nossa vida livre das obras da carne é enchê-la do Espírito. 

Ef. 5.18: E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito. 

- Esta é uma ordem de Deus para o crente. 

- Como o crente se enche do Espírito? 

1- Buscando a Deus em oração. 

2- Meditando na Palavra de Deus. 

3- Cultuando a Deus na Sua Igreja. 

4- Se separando do mundo a cada dia. 

5- Buscando o Fruto do Espírito. 

- Não existe coisa melhor para o crente do que andar em Espírito. 

- Essa deve ser uma prática diária na vida do crente. 

II- A Luta Para Vencer os Desejos da Carne. 

V.16: Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne. 

- Aqui diz: “E não cumprireis a concupiscência da carne”. 

- Concupiscência significa desejo. 

- O versículo está orientando: Andai em Espírito e não cumprireis os desejos da carne. 

- Quer dizer: Se eu viver pela influência do Espírito Santo eu não vou praticar os desejos da carne. 

- Se eu ficar debaixo do guarda-chuva eu não vou praticar os desejos da carne. 

- O crente pratica os desejos da carne quando sai de debaixo do guarda-chuva do Espírito. 

- Nós como cristãos sofremos tentações, mas podemos impedir que o pecado obtenha sua vitória, ficando debaixo do guarda-chuva do Espírito. 

- Ficando sob influência do Espírito Santo de Deus. 

V.19: Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia. 

V.20: Idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias. 

V.21: Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus. 

- Emulações significa: rivalidades. 

- Aqui diz: “Que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus”. 

- Se sairmos de debaixo da influência do Espírito Santo, estaremos sujeitos a cometermos essas obras da carne. 

- Qualquer crente que está na carne fatalmente cometerá qualquer uma dessas obras da carne. 

- Carne aqui não está se referindo ao corpo físico, mas a natureza pecaminosa que todo ser humano carrega. 

- Olhando assim parecem coisas tão pequenas e simples; mas a Bíblia fala que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus. 

- Então entendi: Que para eu chegar no Céu, eu preciso estar debaixo do guarda-chuva do Espírito. 

III- O Intuito do Cristão é Produzir o Fruto do Espírito. 

- O nosso alvo é produzir o fruto do Espírito. 

V.22: Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. 

- Podemos ilustrar o fruto do Espírito com uma mexerica: Cada qualidade do fruto do Espírito é como um gomo da mexerica. 

- A palavra fruto aqui é singular; é como uma fruta com muitos gomos, como a mexerica. 

- Os aspectos do fruto do Espírito são apenas partes integrantes de um único desenvolvimento espiritual. 

- Na medida em que o cristão vai crescendo espiritualmente, esses aspectos vão aparecendo em sua vida. 

1- O Amor. 

2- O Gozo. 

3- A Paz. 

4- A Longanimidade. 

5- A Benignidade. 

6- A Bondade. 

7- A Fé. 

8- A Mansidão. 

9- A Temperança. 

- Veja que qualidades maravilhosas que um crente espiritual apresenta. 

- Quando estamos debaixo da influência do Espírito, o fruto do Espírito se manifestará em nossa vida; essas qualidades vão se manifestar em nossa vida. 

- No fruto do Espírito aparecem qualidades totalmente contrárias às obras da carne. 

- Quem faz manifestar em nós essas qualidades é o Espírito Santo; por isso que tem o nome fruto do Espírito; são qualidades do Espírito Santo manifestadas na vida do crente. 

 

Conclusão: Estamos vivendo nesse mundo, estamos sujeitos as tentações e a praticarmos as obras da carne, mas se permitirmos o Espírito Santo nos guiar, então estaremos sob a Sua influência e sob a Sua proteção. 

      O Senhor nos chamou para sermos felizes e mais que vencedores.


 


 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos