Home
 
 
   

As Bênçãos de Deus em Jesus Cristo

28/05/2013

Ef. 1.3-23  

                                                                             

Int.- Aceitamos a Jesus como Salvador, porque tivemos um encontro com Deus, e nesse encontro com Deus, descobrimos que éramos miseráveis pecadores, destinados ao inferno. Mas havia em nosso coração um desejo de encontrar a verdade e nos livrar daquilo que nos angustiava, que era o pecado. Esse encontro com Deus transformou a nossa vida; nos deu uma nova perspectiva de vida; encheu o nosso coração de alegria; e nos trouxe o alivio do pecado que nos atormentava; e nos fez novas criaturas em Cristo Jesus.

      Chegamos a esse encontro com Deus pela fome que havia em nossa alma; pelo vazio que havia em nosso coração; pela necessidade de alivio que havia em nosso interior.

      Pela salvação em Cristo Jesus, Deus preencheu o nosso vazio, concedendo-nos todas as bênçãos espirituais. Nós não éramos filhos legítimos com direito a herança, mas em Cristo Jesus, Deus nos recebeu como filhos de adoção e nos deu direito as heranças espirituais.

V.5: E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade.

      Como salvos em Jesus Cristo passamos a ter acesso a todas as bênçãos espirituais.

      Agora como filhos adotados temos de Deus bênçãos temporais, que são bênçãos que podemos desfrutar nesse tempo presente, e temos bênçãos eternas, que estão aguardando os salvos na glória.

I-As Características das Bênçãos do Cristão.

      O que é benção?

      É a liberalidade de Deus em favor do seu povo.

      São dádivas de Deus concedidas aos salvos.

      A benção para o crente se resume a três áreas: a salvação, a prosperidade e a alegria de viver.

V.3: Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo.

- Numa outra tradução diz: “Como louvamos a Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos do céu por pertencermos a Cristo”.

- Aqui diz todas as bênçãos.

- Para o crente não há limitação de benção.

- Agora nós pertencemos a Cristo.

1- A Fonte das Bênçãos.

- Aqui Paulo começa dizendo: Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

- Não há bênção fora de Deus.

- Se procuramos bênçãos fora de Deus, ficaremos expostos aos perigos do caminho.

Sl. 68.19: Bendito seja o Senhor que de dia em dia nos cumula de benefícios; o Deus que é a nossa salvação.

- As bênçãos de Deus em nossa vida são diárias.

- A nossa benção vem de Deus.

- A fonte de nossas bênçãos é Deus.

- Nós salvos devemos ter essa consciência e esperarmos a benção de Deus.

Sl. 146.3: Não confieis em príncipes nem em filhos de homens, em quem não há salvação.

V.3: O qual nos abençoou.

- Aqui mostra que é um fato consumado.

- Deus nos coloca na posse real desses tesouros espirituais, abrindo-nos os olhos aos privilégios de cristãos.

2- A Posse das Bênçãos.

      Podemos comparar todas as riquezas espirituais que estão disponíveis para o crente, como a fortuna depositada num banco. Para sacarmos essas riquezas, levamos ao dono do banco que é Deus, um cheque assinado por Jesus.

I Tm. 2.5: Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem.

Jo. 15.16: Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda.

- Por Jesus Cristo nós temos acesso as bênçãos espirituais.

3- A Posição do que é assim abençoado.

V.3: Nos lugares espirituais.

- As bênçãos do crente não só são celestiais, mas “nos lugares celestiais”.

II- Nossas Bênçãos em Cristo.

1- A primeira e principal bênção é a salvação em Cristo Jesus.

- Cidadania no mundo celestial.

I Pe. 1.9: Alcançando o fim da vossa fé, a salvação da alma.

- Essa é a maior benção que alcançamos.

Ef. 2.6: E nos ressuscitou juntamente com ele, e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus.

2- A Participação da Natureza Divina.

II Pe. 1.4: Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que, pela concupiscência, há nu mundo.

- Ser participante da natureza de Deus é participar da sua essência, daquilo que lhe pertence, daquilo que Ele é.

Ef. 5.1: Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados.

- A essência maior da natureza de Deus: É que Deus é amor.

- Quando nos convertemos esse amor de Deus passou a encher os nossos corações.

- Essa é uma das riquezas espirituais que nós nos apropriamos.

3- Acesso a Deus por meio de Cristo.

Ef. 3.12: No qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele.

- É uma das grandes bênçãos, termos acesso a Deus.

- O pecador não tem acesso a Deus, somente o salvo em Cristo Jesus.

4- Pertencer a família de Deus.

Ef. 2.19: Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos Santos e da família de Deus.

- Agora pertencemos ao corpo de Cristo.

- Somos a Noiva do Cordeiro.

- Somos ovelhas do Senhor.

- Aquele que é da família de é bem cuidado.

5- Ser Membro da Igreja dos Primogênitos.

Hb. 12.23: A universal assembleia e igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus, e a Deus, o Juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados.

- Esses são aqueles que seus nomes estão escritos no livro da vida.

6- Ter a Presença do Espírito Santo.

- Ele é chamado de Consolador; Espírito da promessa; Espírito da verdade; Espírito da graça; Espírito da vida.

Jo. 14.16: E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre.

- A presença do Espírito Santo na vida do crente é uma das grandes riquezas espirituais.

- Ele nos ajuda; Ele nos Guia; Ele nos orienta; Ele nos fortalece; Ele nos capacita; Ele nos enche.

7- Ser Participante da promessa de Deus em Cristo.

Ef. 3.6: A saber, que os gentios são co-herdeiros, e de um mesmo corpo, e participantes da promessa em Cristo pelo evangelho.

- Essa riqueza espiritual é participarmos de todas as promessas do Senhor Jesus Cristo feito a Sua Igreja.

 

Conclusão: Jesus Cristo autor da nossa redenção e cabeça da Igreja nos deu a condição de participarmos de todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais; não somos mais bastardos, agora somos filhos e co-herdeiros juntamente com Cristo dessas bênçãos.

 
 

  Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens