ESTUDO DO ESPÍRITO SANTO                                                                               27/09/2011
Jo. 14.16-26
 

Int.- Estamos vivendo na dispensação da Graça, chamada também da Dispensação do Espírito Santo. No Antigo Testamento aconteceu a Dispensação do Pai onde Deus agia diretamente com relação ao homem. No período que Jesus esteve na terra aconteceu a Dispensação do Filho, onde Jesus exerceu o seu ministério. E agora no tempo da Igreja está acontecendo a Dispensação do Espírito Santo, onde Ele está agindo plenamente através da Igreja. Jesus disse que rogaria ao Pai, e Ele daria outro Consolador, para que ficasse convosco para sempre (V.16).

 

I- Os Nomes do Espírito Santo na Bíblia:

1- Espírito de Deus (I Co. 3.16).

2- Espírito de Cristo (Rm.8.9).

3- O Consolador (Jo. 14.26).

4- Espírito Santo (Jo. 20.22).

5- Espírito da Promessa (Ef.1.13).

6- Espírito da Verdade (Jo. 14.17).

7- Espírito da Graça (Hb. 10.29).

8- Espírito da Vida (Rm. 8.2).

9- Espírito de Adoção (Rm. 8.15).

 

II- Símbolos do Espírito Santo na Bíblia:

1- Fogo (Mt. 3.11).

- Purificador, Iluminador, Sondador.

2- Vento (Jo. 3.8).

- Independente, Poderoso, Revivificador.

3- Água (Jo. 7.38).

- Refrescante, Abundante, Sacia a sede.

4- Selo (Ef. 1.13).

- Garantia, Autenticador.

5- Azeite (Sl. 45.7).

- Curador, Consolador, Iluminador, Consagrador.

6- Pomba (Mt. 3.16).

- Simples, Gentil, Pura.

III- A Divindade do Espírito Santo.

      O Espírito Santo é a terceira pessoa da Trindade; apesar de não constar a palavra Trindade nos textos bíblicos, encontramos sua função e suas características.

      Em Mt. 28.19 encontramos na fórmula do batismo dada por Jesus a Trindade: Batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

      A Trindade não são três Deuses. O Espírito Santo é a 3ª Pessoa da Trindade, procedente do Pai e do Filho, da mesma substância e igual em poder e glória. Os três cooperam unidos e num mesmo propósito, de maneira que no pleno sentido da palavra, são um. O Pai cria, o Filho redime, e o Espírito Santo santifica. A Trindade é uma comunhão eterna.

IV- O Espírito Santo é Uma Pessoa.

      Ele possui emoção, vontade e inteligência, isto é, Ele é Espírito com personalidade, e a personalidade é o que determina a individualidade de uma pessoa moral.

A) Ele é inteligente e conhecedor de tudo.

I Co. 2.10,11- Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.

      Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.

B) O Espírito Santo tem vontade própria.

I Co. 12.11- Mas um só e o mesmo Espírito opera todas essas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.

C) Ele ama.       

Rm. 15.30- E rogo-vos, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e pelo amor do Espírito, que combatais comigo nas vossas orações por mim a Deus.

D) O Espírito Santo se entristece.

Ef. 4.30- E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o Dia da redenção.

E) O Espírito Santo intercede.

Rm. 8.26- E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.

 

V- A Missão do Espírito Santo.

1- Ele Consola e Conforto (Jo. 14.16).

2- Ele faz Relembrar (Jo. 14.26).

3- Ele Guia à Verdade (Jo. 16.13).

4- Ele Intercede (Rm. 8.26).

5- Ele Redime e Regenera (Tt. 3.5).

6- Ele Assiste (Rm. 8.26).

7- Ele Ordena (At. 13.2).

8- Ele Santifica (Rm. 15.16).

9- Ele Ilumina as Mentes (I Co. 2.10).

10- Ele Sela (Ef. 1.13).

11- Ele Convence o Pecador (Jo. 16.8-11).

 

VI- Atitudes Pessoais com Relação à Pessoa do Espírito Santo.

1- Os homens podem conhecer a pessoa do Espírito Santo.

Jo. 14.17- O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós.

2- O homem pode hospedá-lo.

I Co. 6.19- Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

3- Os homens podem ser batizados com o Espírito Santo.

Mt. 3.11- E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; não sou digno de levar as suas sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.

4- Os homens podem ser cheios do Espírito Santo.

Ef. 5.18- E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito.

5- O homem pode ter comunhão com o Espírito Santo.

II Co. 13.13- A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com vós todos. Amém.

 

Conclusão: A presença do Espírito Santo não é apenas para consolar, mas, também, para proteger e sustentar.

Sua presença produz uma vida espiritual autêntica e verdadeira. Ninguém quer um cristianismo frio, intelectual, sem alegria.

      E o grande propósito de Deus é que cada crente tenha o Fruto do Espírito.

Gl. 5.22- Mas o fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.

      Ter a presença do Espírito Santo e a comunhão com Ele, é o relacionamento mais importante para nós no cristianismo; pois com isso estaremos sempre sendo abençoados por Deus.


    

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens