Home
 
 
 
 
 
 
 

27/11/2018 

A Importância do Crente Não se Deixar Enganar Com o Misticismo Religioso        

I Tm. 4.1-5

Int.- Aqui no texto bíblico o Espírito Santo diz que nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios.

V. 2: Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência.

      Pessoas que trariam invenções nas igrejas para atrair as pessoas, criariam subterfúgios para iludir o povo com falsas doutrinas, que não estão na Bíblia.

      Hoje tem o dobro de pessoas desviadas do número dos que estão na igreja. Essas pessoas perderam a fé, apostataram dos caminhos do Senhor; não tiveram mais forças para servir a Deus.

I Co. 10.12: Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia.

      Para o crente não ser enganado por falsas doutrinas e falsos ensinamentos, o crente precisa estar alicerçado na Palavra de Deus.

      É a Palavra de Deus que vai dar sustentabilidade para o crente, que vai dar firmeza de fé, que vai dar estrutura de um cristão baseado nas doutrinas bíblicas.

II Tm. 3.16,17-

      O crente não pode jamais deixar de estudar as Sagradas Escrituras.

Mt. 22.29: Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.

      É nas Sagradas Escrituras que encontramos as Doutrinas do Cristianismo, onde nós encontramos toda a regra de como servir a Deus em Espírito e em verdade.

      Hoje tem se inventado muitas formas de apresentar o culto a Deus. Mas são invenções do homem, não para agradar a Deus, e também não estão baseadas na Palavra de Deus. São invenções que tem por objetivo aproveitar o misticismo das pessoas, para atrai-las para os seus cultos.

      Muitos aproveitam essas ocasiões para venderem as suas invenções, para angariar dinheiro para os seus trabalhos.

      O crente deve estar precavido e ensinado na Palavra de Deus.

II Pe. 2.1: E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.

I- O Misticismo Que Não Agrada a Deus.

- O que é Misticismo: Disposição para crer no sobrenatural.

- Conjunto de normas e práticas que tem por objetivo alcançar uma comunhão direta com Deus.

- O problema que os místicos sempre exaltam a experiência em detrimento da Palavra.

- De uma maneira ou outra nós somos místicos, porque cremos no sobrenatural.

- O povo brasileiro é um povo muito místico, voltado para as religiões, para o sobrenatural.

- Agora existe aquele místico que deposita a sua confiança em algo que não existe, que não é eficaz. Exemplo: orixás, iemanjá, ninfas, duendes, ídolos, amuletos, simpatias, água benta, óleo ungido, galho de arruda, sal grosso, horóscopo, numerologia.

- Seu nome deriva do termo grego “mystikós”, relativo aos mistérios.

- O Diabo é o responsável pelo engano e que leva o ser humano a uma conexão mística com o mundo espiritual contrário ao Reino Celestial, e sim, com o Reino das Trevas.

- A partir da queda de Adão o Diabo tem usado a prática do Misticismo para enganar o ser humano levando-o a desagradar a Deus e consequentemente levando-o a ficar sem as Bênçãos de Deus após a sua morte.

- As pessoas incautas fazem as suas escolhas erradas sob a sutil influência do Diabo.

Cl. 2.8: Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo.

- O crente precisa ter cuidado para não ser enganado por filosofias e sutilezas humanas, e aqui diz e não segundo Cristo.

- Tem muitos programas evangélicos de rádios e de televisão que tem muitas heresias e muito misticismo, que o crente precisa ficar alerta para não ser levado por esses falsos ensinamentos.

      Nas igrejas neopentecostais existem muito misticismo religioso, onde eles pegam figuras, objetos e símbolos para representarem elementos espirituais.

- Eles tomam figuras do Antigo Testamento e do Novo Testamento e as espiritualizam, transformando-as em proteções semelhantes às usadas pelas magias pagãs.

- E deste ato aparecem crentes com fitinhas no braço, com medalhas de símbolos bíblicos, ungindo portas e janelas com azeite, colocando sal ao redor da casa para impedir a entrada de maus espíritos; outros bebem copos de água abençoada, usam óleos consagrados em Jerusalém, guardam gravetos que misteriosamente aparecem brilhando nos montes, ungem roupas para libertar as pessoas e etc.

- Tudo isso nós vemos acontecendo nas igrejas neopentecostais nos dias de hoje.

- Essas pessoas estão baseando a sua fé em objetos.

- Estamos vendo a doutrina da Idade Média das indulgências, só que agora no meio evangélico.

- A benção está sendo comprada.

- Quanto mais dá, mais bênção.

- Este tipo de misticismo está englobado na Teologia da Prosperidade e da Nova Era.

I Tm. 6.3-5: Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade.

      É soberbo e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas.

      Contendas de homens corruptos de entendimento e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho. Aparta-te dos tais.

- Nós estamos vendo essa tendência no número cada vez maior de pessoas que acreditam em uma revelação especial fora da Bíblia, que buscam nortear-se por sonhos e visões e não pela Palavra de Deus.

- Esses crentes estão buscando o subjetivismo e emocionalismo.

Cl. 2.18: Ninguém vos domine a seu bel-prazer, com pretexto de humildade e culto dos anjos, metendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão.

- Não se deixe enganar por nenhum falso ensinamento, e nenhum culto fora da Palavra de Deus.

Rm. 12.1: Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.

- No culto racional não tem sal grosso.

- No culto racional não tem água abençoada.

- No culto racional não tem rosa ungida.

- No culto racional não tem fitinhas no braço para proteção.

      Por que as pessoas correm atrás dessas coisas?

- Porque elas não querem pagar o preço para serem abençoadas.

- O crente precisa ter um relacionamento com Deus, viver a sua palavra e buscar a sua face em oração.

- Muitos querem o óleo para ungirem objetos, carro, casa e roupas.

      Qual o propósito da unção com óleo de acordo com a Bíblia?

Tg. 5.14: Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor.

V. 15: E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.

- O óleo não é para ungir casa, móveis, carro, chave, roupas, etc.

- O óleo é só para ungir o doente.

- O presbítero daquela época era o pastor da igreja.

- Do presbítero para cima pode usar o óleo para ungir: No caso o presbítero, o evangelista e o pastor.

Conclusão: As Sagradas Escrituras é a única regra de fé e conduta do Cristão. Não há necessidade de nenhum complemento para guiar e instruir o povo de Deus na maneira de servir a Deus.

Ef. 5.6: Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.

- As pessoas precisam conhecer, entender e discernir que existe um Deus criador que vela pela sua Palavra para cumpri-la, e que muitos acontecimentos e situações que ocorrem no mundo são consequências do Juízo de Deus.

- A história do povo de Israel e todos os juízos que sofreram são provas, que deveriam ser motivo, para que as nações e as pessoas em geral não caiam nos mesmos erros, e sejam punidas por práticas místicas que desagradam ao Criador.

- Temos o dever de pregar o Evangelho de Cristo e Ensinar a Sã Doutrina conforme a Palavra de Deus.

- Amados, não existe plano mais alto, nenhuma experiência sobrepujante ou vida mais profunda, fora de Cristo. Cristo é tudo em todos. Agarra-se a Ele. Cultive seu amor por Ele. Somente nele você é completo.

 

 

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos