A MANEIRA DE SERVIR A DEUS                                                                                                              26/10/2010 

Rm.13.8-14

 

Int.- Paulo Apóstolo aos gentios escreveu esta Epístola em Corinto da casa de Gaio, que era um cristão rico desta cidade, por ocasião da sua terceira viagem missionária.

      Nessa Carta aos Romanos Paulo apresenta Jesus Cristo Justiça nossa. Em Romanos, Paulo mostra-nos o método de Deus para fazer do homem culpado um homem bom. Paulo mostra a necessidade do pecador e apresenta a justiça de Deus – Cristo, que o pecador recebe pela fé.

      Nos primeiros capítulos, Paulo mostra como viver a vida cristã e nesta última parte Paulo mostra a maneira de servir a Deus.

      O propósito de Paulo é enfatizar que somos salvos para servir.

- A vida do cristão precisa ser vivida em relação a Deus, em relação a si próprio e em relação ao próximo.

I- Os Três Conselhos de Paulo.

1- Primeiro Conselho: Amar ao Próximo.

V.8- A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.

- Um dos princípios do Evangelho mais difícil de praticar é o amor ao próximo.

- Uma grande maioria daquilo que fazemos, fazemos por amor a nós mesmos.

- O amor é a única divida permissível para o crente.

- E o amor é uma divida necessária e perpétua.

- O amor deve controlar todas as ações do crente, dentro e fora da Igreja.

- Aqui Paulo fala que o amor deve controlar as nossas ações concernente as finanças.

- Aquele que toma emprestado mas não devolve, dificilmente ama aquele de quem tomou emprestado; pois está lhe causando uma perda financeira.

- O amor é uma divida infinita, que nunca diminui.

- Você já amou ontem, continue amando hoje.

Mt.19.19- Honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo.

- Um dos grandes desafios do cristianismo para nós é amar ao próximo.

- Na parábola do bom samaritano, nem o sacerdote e nem o levita, conseguiram amar o próximo; mas um samaritano que não se comunicava com os judeus foi o que amou.

- O nosso cristianismo é medido pelo amor que revelamos.

Rm.12.10- Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.

V.10- O amor não faz mal ao próximo.

- O amor é aquela qualidade que encontra sua felicidade no bem alheio.

- O amor é uma expressão divina no intimo do crente.

I Jo.2.10- Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo.

- Quando amamos ao nosso irmão revelamos que estamos na luz.

I Jo.3.14- Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos; quem não ama a seu irmão permanece na morte.

- O amor é o termômetro que mostra se estamos vivos espiritualmente ou não.

- Quando estamos pagando nossa divida de amor com o próximo, Deus nos beneficia com múltiplas bênçãos, pois é impossível alguém dar mais do que Deus.

I Co.13.13- Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e a caridade, estas três; mas a maior destas é a caridade.

2- O Segundo Conselho de Paulo: A Vigilância.

V.11- E isto digo, conhecendo o tempo, que é já hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.

- Paulo alerta os cristãos para acordarem do sono espiritual.

- Estarem vigilantes, apercebidos quanto ao tempo da Igreja.

- Paulo mostra que estamos agora mais perto de chegar, do que voltarmos de onde começamos.

V.12- Paulo fala aqui: Rejeitemos, pois, as obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz.

- É embaraçoso alguém ser apanhado de pijama, sendo dia.

- Também é inapropriado para os filhos de Deus, ou do dia, praticarem as obras das trevas.

- A vigilância é um dever de todo cristão.

I Co.16.13- Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente e fortalecei-vos.

- O cristão consegue desviar-se do mal, quando está em vigilância.

- A vigilância está muito ligada a oração.

Ef.6.18- Orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos.

- O combate no qual o crente está engajado é com os poderes das trevas, e para isto precisamos das armas da luz.

V.12- Paulo fala aqui: Vistamo-nos das armas da luz.

- As armas da luz são armas espirituais: O amor, a fé, a bondade, a mansidão, o domínio próprio.

- As armas da luz nós as conseguimos, consagrando as nossas vidas a Deus.

3- O Terceiro Conselho de Paulo: A Pureza.

V.13- Andemos honestamente, como de dia, não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja.

- Mantenha-se puro.

- Um crente santo é uma arma poderosíssima nas mãos de Deus.

V.13- Andar aqui fala de ação.

- Fala de um hábito de toda a vida.

- Tenha um hábito sadio.

- Tenha um modo de vida que condiz com a sua fé em Jesus.

- Como cristãos nós temos que andar em novidade de vida, no Espírito, como filhos da luz.

Rm.6.4- De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.

- Nós vivemos agora uma nova vida em Cristo Jesus.

II Co.5.17- Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

- Aquilo que nós fazíamos sem ter a Jesus, ficou para trás; agora é tudo novo em nossa vida.

- As nossas palavras mudaram.

- As nossas ações são outras.

- Os nossos pensamentos são outros.

- Os nossos hábitos mudaram, agora que somos de Jesus.

 

V.14- Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo.

- O Senhor Jesus Cristo é a roupa de que todos nós precisamos.

- Que as pessoas possam olhar para nós e lembrar de Jesus.

Ef.5.1- Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados.

- Imitar é copiar, é querer ser igual.                  

- Revestir-se de Jesus é envolver-se, é armar-se do Senhor Jesus Cristo. É procurar ter o caráter de Cristo.

- O nosso dever como cristão é a busca desse aperfeiçoamento.

Ef.4.13- Até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.

 

Conclusão: Cuidemos da nossa conduta no exercício da fé, na nossa melhor maneira em servirmos a Deus. Pois assim fazendo estaremos sendo sal e luz no mundo e glorificando o nome do Senhor.

 
    

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil