Home
 
 
   

A Natureza do Reino de Deus

26/02/2013

Lc. 17.20-37  

                                                                             

Int.- Quando falamos na natureza do Reino de Deus, estamos falando da sua essência, do seu conteúdo, da sua razão de ser.

      Aqui os fariseus interrogaram a Jesus sobre quando havia de vir o Reino de Deus. E Jesus lhes responde: O Reino de Deus não vem com aparência exterior.

      Os judeus esperavam que o Reino de Deus viesse com um poder político e de exército, que pusesse um fim na era do mal e os libertasse do império romano. Esperavam o Messias como um rei muito rico e poderoso e que dominasse sobre a nação. Os judeus rejeitaram a Jesus porque Ele era tudo o contrário do que eles esperavam. Os judeus esperam que Jesus nascesse num palácio e fosse muito rico. Jesus nasceu pobre numa estrebaria. Nasceu de uma família não importante em Israel e proclamou o Reino de Deus de uma maneira totalmente diferente do que eles esperavam.

      Os judeus esperavam um reino material e Jesus anunciou um reino espiritual.

      Muitos estão esperando o Reino de Deus no futuro.

      Mas o Reino de Deus se iniciou com o ministério de Jesus; já está entre nós e será plenamente consumado na Segunda Vinda de Jesus.

      O Reino de Deus é antes de tudo uma demonstração do poder divino em ação. Deus inicia seu domínio espiritual na terra através do coração do seu povo, daqueles que foram transformados pelo poder do Evangelho.

I-A Chegada do Reino de Deus Através de Jesus.

- João Batista anunciava a chegada do Reino de Deus.

Mt. 3.2: E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o Reino dos céus.

- João Batista pregava que com a chegada de Jesus o Reino de Deus chegava.

- Jesus dizia se o Espírito de Deus está agindo, então já é chegado o Reino de Deus.

Mt. 12.28: Mas, se eu expulso os demônios pelo Espírito de Deus, é conseguintemente chegado a vós o Reino de Deus.

- Jesus dizia se o poder de Deus está operando milagres nos homens, então o Reino de Deus chegou.

- As curas que Jesus operava eram manifestações do Reino.

- Jesus percorria as cidades pregando o Evangelho do Reino e curando o povo.

Mt. 4.23: E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas, e pregando o evangelho do Reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.

- Tudo o que Jesus fez está relacionado com Sua declaração de que o Reino de Deus havia descido até a humanidade, através de Seu ministério.

- Nos evangelhos a pregação de Jesus e os seus sinais atestam a realidade da presença do Reino eterno de Deus.

- O mais importante é saber que o Reino de Deus veio a terra, possibilitando ao homem entrar nele.

II- A Essência do Reino de Deus.

- O Reino de Deus não é físico, material, mas é essencialmente espiritual.

- O Reino de Deus não é visível aos olhos dos homens, mas é invisível.

- Alguém pensa que o Reino de Deus é um estado ou lugar privilegiado.

- Enquanto os homens esperam algo em que possam apalpar, o Reino de Deus é invisível e espiritual.

I Co. 4.20: Porque o Reino de Deus não consiste em palavras, mas em virtude.

- O Reino de Deus é o poder de Deus agindo no homem.

- Jesus dizia que o seu Reino não era deste mundo.

Jo. 18.36: Respondeu Jesus: O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, lutariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas, agora, o meu Reino não é daqui.

- O Reino de Deus constitui o próprio conteúdo do Evangelho.

- Quais são as leis do Reino de Deus?

- Qual o modo de viver nesse Reino?

- Qual o modo de proceder nesse Reino?

- Encontramos nos ensinamentos do Evangelho.

- No Evangelho que Jesus ensinou, estão as normas e maneira como devemos proceder.

Jesus era a plena encarnação do Reino.

- Devemos imitar Jesus em toda a sua forma de proceder.

Hb. 12.2: Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.

- A Bíblia fala qual é a essência máxima do Reino de Deus.

Rm. 14.17: Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

- Ingressamos no Reino de Deus através do Novo Nascimento e passamos a desfrutar da justiça de Deus, da paz de Deus e da alegria do Espírito Santo.

- Se eu digo que estou vivendo no Reino de Deus e estas coisas não acontecem em minha vida, tem algo de errado.

- O Reino de Deus tem mistérios que ao homem natural não é revelado, mas somente para aqueles que estão em Cristo Jesus.

Lc. 8.10: E ele disse: A vós vos é dado conhecer os mistérios do Reino de Deus, mas aos outros, por parábolas, para que, vendo, não vejam e, ouvindo, não entendam.

III- Condições Para Entrar no Reino de Deus.

1-Arrependimento e Fé.

Mc. 1.15: E dizendo: O tempo está cumprido, e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho.

- O arrependimento implica na grande mudança de vida.

- A fé implica a aceitação e o reconhecimento da realeza de Deus.

- Esse arrependimento e fé implica no Novo Nascimento.

Jo. 3.3: Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.

Jo. 3.5: Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus.

2- Dependência de Deus.

Mt. 5.3: Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus.

- Pobre de espírito aqui é dependente de Deus.

3- Amar a Deus.

Tg. 2.5: Ouvi, meus amados irmãos. Porventura, não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé e herdeiros do Reino que prometeu aos que o amam?

4- Dedicação Plena.

Mt. 11.12: E, desde os dias de João Batista até agora, se faz violência ao Reino dos céus, e pela força se apoderam dele.

- Força aqui fala de esforço, dedicação, empenho.

- Para entrar no Reino de Deus precisa se esforçar.

 

Conclusão: O cristão vive neste mundo sob as leis humanas, mas também ao mesmo tempo vive no Reino Deus sob as leis de Deus. O cristão tem duas cidadanias: a terrena e a celestial. O cristão aqui na terra já desfruta de muitas bênçãos como cidadão do Reino de Deus. O cristão desfruta na terra uma partícula da Glória Celestial que lhe espera.

 

 
 

  Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens