Home
 
 
 
     
  O Grande Favor de Deus em Resposta ao Arrependimento do Homem

26/10/2014

 
  II Cron. 33.1-3; 11-13     
 


Int.:
 O capítulo trinta e três de II Crônicas relata o grande favor de Deus em resposta ao arrependimento do homem. 

      Neste capítulo conta a história do Rei Manassés de Judá, que começou a reinar com doze anos de idade e reinou cinquenta e cinco anos em Jerusalém. 

      Naqueles dias o reinado era passado de pai para filho. Ezequias seu pai reinou durante vinte e nove anos em Jerusalém sobre Judá. Ezequias era um rei que temia ao Senhor; diz a Bíblia: E fez o que era reto aos olhos do Senhor, conforme tudo quanto fizera Davi, seu pai. 

      A primeira coisa que Ezequias fez, no primeiro ano, no primeiro mês do seu reinado: Ele abriu as portas da Casa do Senhor e as reparou e mandou que purificassem o templo. 

- Ezequias trouxe os sacerdotes e os levitas que estavam dispersos, e os pediu para se santificarem, para exercerem o sacerdócio. 

- A segunda coisa que Ezequias fez foi restabelecer o Culto a Deus, que estava esquecido. 

- Ezequias tirou os altos, e quebrou as estátuas e fez em pedaços a serpente de metal que Moisés fizera e que os filhos de Israel idolatraram, e que queimavam incenso e lhe chamavam Nestã. 

- E quando o Rei Senaqueribe, Rei da Assíria, invadiu Judá com o seu grande exército de Cento e oitenta e cinco mil soldados, Ezequias foi a Casa do Senhor para lhe pedir socorro. E diz a Bíblia que Deus enviou o Seu Anjo e numa noite destruiu os Cento e oitenta e cinco mil soldados de Senaqueribe. 

- Esse Ezequias é aquele que adoeceu de uma doença mortal e orou ao Senhor e Deus enviou o profeta Isaías, que orou por ele e Deus lhe deu mais quinze anos de vida. 

- Essas são bênçãos para aqueles que são fieis a Deus. 

- Deus abençoou o rei Ezequias por causa do seu compromisso com Deus. 

- Deus livrou Ezequias e a nação de Judá do exército da Assíria, porque Ezequias servia Deus e o buscou na hora da angústia. 

- Ezequias foi um Rei que deixou sua marca na história dos reis de Judá, por causa do seu temor a Deus. 

I- O Reinado de Manassés Sucessor de Ezequias. 

      A Bíblia aqui fala que Manassés filho de Ezequias tinha doze anos de idade, quando começou a reinar, e que reinou cinquenta e cinco anos em Jerusalém. 

- Manassés foi o 15º Rei de Judá. 

V. 2: E fez o que era mal aos olhos do Senhor, conforme as abominações dos gentios que o Senhor lançara de diante dos filhos de Israel. 

V. 3: Porque tornou a edificar os altos que Ezequias, seu pai, tinha derribado, e levantou altares a baalins, e fez bosques, e prostrou-se diante de todo o exército dos céus, e os serviu. 

- Manassés foi um Rei idólatra. 

- Manassés profanou a Casa do Senhor, ele edificou altares na Casa do Senhor; colocou imagens e adorou a outros deuses na Casa do Senhor. 

V.5: Edificou altares a todo o exército dos céus, em ambos os pátios da Casa do Senhor. 

- No V. 6 diz: Fez ele também passar os seus filhos pelo fogo no vale do Filho de Hinom. 

- Quer dizer: Manassés sacrificou seus filhos como oferta a Moloque. 

- Que perversidade, que tremenda maldade cometeu esse rei. 

- A Bíblia fala que ele usou de agouros, de feitiçarias, e consultou adivinhos e encantandores. 

- Manassés foi o mais perverso dos reis de Judá. 

- Alguém pode perguntar: Como pode um homem que era filho de um Rei temente a Deus, que foi tremendamente abençoado por Deus, como Ezequias, se tornar no mais devasso, no mais pecador, no pior rei da história da nação de Judá? 

1- O seu pai o Rei Ezequias morreu quando ele tinha apenas 12 anos, era muito novo, não deu tempo para o seu pai lhe influenciar muito. 

2- As pessoas que rodeavam o Rei Manassés eram pessoas de más influências. 

- Pessoas que levaram ele ao mundanismo, a se afastar de Deus. 

- Aquele velho ditado: “Me digas com quem tu andas e eu direi quem tu és”. 

Pv. 13.20: Anda com os sábios e serás sábio, mas o companheiro dos tolos será afligido. 

- Nós escolhemos os nossos amigos e a quem queremos ouvir. 

III- Consequências dos Pecados do Rei Manassés. 

V. 9: E Manassés tanto fez errar a Judá e aos moradores de Jerusalém, que fizeram pior do que as nações que o Senhor tinha destruído de diante dos filhos de Israel. 

- O povo de Judá cometeu piores pecados do que as nações ímpias que Deus havia destruído. 

- Manassés induziu outros a cometerem pecados. 

V. 10: E falou o Senhor a Manassés e ao seu povo, porém não deram ouvidos. 

- A pior coisa para o ser humano, ou seja, para o desviado: É não ouvir a Deus. 

- Deus levantou profetas para falar a Manassés e ao povo, mas não deram ouvidos a Deus. 

Ap. 3.13: Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. 

- Tudo o que o homem faz tem consequências: ou boas, ou más. 

Gl. 6.7: Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. 

- Nós colhemos aquilo que nós plantamos. 

- A Bíblia diz no V. 11: Pelo que o Senhor trouxe sobre eles os príncipes do exército do rei da Assíria, os quais prenderam Manassés entre os espinhais, e o amarraram com cadeias, e o levaram à Babilônia. 

- Os pecados de Manassés e do povo estavam agora sendo tratados. 

- O exército da Assíria invadiu Jerusalém e levou cativo Manassés. 

- Aqui diz a Bíblia: Que prenderam Manassés entre os espinhais. 

- Provavelmente Manassés tentou fugir e foi encurralado e preso entre os espinhais. 

- O Rei Manassés antes todo pomposo e vaidoso; agora sai acorrentado e levado cativo para a Babilônia. 

- Que humilhação tremenda ele agora passa. 

Rm. 6.23: Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor. 

- A prática do pecado leva a pessoa a destruição. 

- A pessoa que vive na prática do pecado vai afundando num abismo, cada vez mais fundo. 

- Foi o que aconteceu com Manassés, ele esqueceu do ensinamento do seu pai. 

Pv. 22.6: Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele. 

IV- Arrependimento e Conversão de Manassés. 

V. 12: E ele, angustiado, orou deveras ao Senhor, seu Deus, e humilhou-se muito perante o Deus de seus pais. 

- Amados, depois da humilhação, quando estava sofrendo no cativeiro, Manassés se lembra do Deus de seus pais. 

- A ficha caiu, as consequências dos seus pecados fizeram Manassés acordar. 

- Manassés se lembrou que existe um Deus no Céu. 

V. 13: E lhe fez oração, e Deus se aplacou para com ele, e ouviu a sua súplica, e o tornou a trazer a Jerusalém, ao seu reino; então, reconheceu Manassés que o Senhor é Deus. 

- Olha o tamanho da misericórdia de Deus para com o homem pecador. 

- Para mim e para você: Manassés não teria salvação e nenhuma chance; uma pessoa que praticou a idolatria, a feitiçaria, que sacrificou os seus filhos a Moloque. 

- Mas eu quero te anunciar que o nosso Deus, é um Deus grande em misericórdia. 

- Que o nosso Deus é um Deus que ama o pecador. 

Lm. 3.22: As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não tem fim. 

- Amados, Deus teve misericórdia de Manassés e mudou o seu cativeiro. 

- Talvez você pergunta: Por que? 

- Porque Manassés se arrependeu dos seus pecados. 

At. 3.19: Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor. 

- A Bíblia diz: Que depois que Manassés chegou em Jerusalém: 

1- Ele reconstruiu os muros de Jerusalém. 

2- Fortificou as cidades de Judá. 

3- Tirou da Casa do Senhor os deuses estranhos. 

4- Reparou o altar do Senhor e ofereceu ofertas de louvor ao Senhor. 

 

Conclusão: Se Deus perdoou e transformou o pior rei de Judá e fez dele uma nova pessoa, quanto mais você Deus te perdoará e te transformará, e fará de você uma nova criatura.


 


 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos