Home
 
 
 
 
 
 
 

25/04/2017 

                     O Propósito de Deus na Vida do Seu Povo                    

Gn. 37.5-11

Int.- José foi um dos personagens mais nobres do Antigo Testamento. Foi por meio dele que a família de Jacó se transplantou para o Egito. A vida de José é uma das ilustrações bíblicas mais perfeitas da providência de Deus. Foi vendido como escravo aos dezessete anos. Aos trinta se tornou governador do Egito. Dez anos mais tarde seu pai, Jacó, entrava no Egito.

      Nós vamos aprender com a história de José, que tudo que acontece com o servo de Deus, tem um propósito de Deus. Tudo parecia conspirar contra José, parecia que ele estava perdendo, parecia que cada vez mais ele estava descendo ao fundo do poço, mas Deus tinha um propósito glorioso em tudo aquilo, com ele, com sua família e com sua nação.

      O que aconteceu com José mudou a história e a nação de Israel.

      José foi o meio de preservação da família de Jacó e da nação de Israel.

Rm. 8.28: E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto.

- Aqui no texto não está dizendo somente as coisas boas.

- Mas está dizendo: “Que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus”.

- Tanto as coisas boas, como as coisas más.

- O crente tem que procurar aceitá-las como propósito de Deus.

- E procurar buscar o que pode aprender com elas.

- José não reclamou; José não murmurou.

- José viveu esperando o melhor de Deus para a sua vida.

- Amado, da mesma forma acontece em nossa vida, na vida do crente, Deus está no controle de tudo. Muitas vezes coisas adversas acontecem em nossa vida, que nos deixam triste, ficamos pensando que Deus nos abandonou; mas não. Ele está no controle de todas as coisas, e mesmo naquela coisa adversa, Deus tem um propósito de benção para a nossa vida.

- No vale sombrio que podemos passar Deus uma luz para nos iluminar.

- No meio da tempestade que podemos enfrentar, Deus tem uma mão amiga para acalmar a tempestade.

- No terrível problema que podemos passar Deus com a sua presença nos conforta e nos guia.

I- Os Sonhos de José.

      José era filho de Jacó, também conhecido como Israel, um homem que ao longo de sua vida teve muitas experiências com o Senhor Deus, e com certeza José prestava muita atenção quando Jacó contava suas histórias, e isto teve um grande impacto em sua vida. Jacó tinha 12 filhos e José era um dos filhos mais novos, o décimo primeiro, e a Bíblia nos deixa claro que o seu pai tinha preferência por ele, fazendo dele o seu filho favorito.

- Por ser um filho de confiança, o filho preferido, José recebeu uma vestimenta especial, diferente das vestes dos irmãos, José tinha um tratamento diferenciado dos demais, Jacó via em José varias qualidades que os distinguiam dos seus irmãos.

- José cresceu neste meio familiar, diz a Palavra de Deus que seus irmãos ficaram com ódio de José devido o tratamento especial que ele recebia de seu pai.

- Mas José não era só querido pelo seu pai, ele também era um escolhido por Deus, e Deus falava com ele através de sonhos.

- José teve um sonho da parte de Deus, e é coisa linda quando recebemos revelações da parte de Deus.

V. 7: Eis que estávamos atando molhos no meio do campo, e eis que o meu molho se levantava e também ficava em pé; e eis que os vossos molhos o rodeavam e se inclinavam ao meu molho.

- O que Deus estava mostrando para José é que ele teria um futuro brilhante, um futuro de prosperidade, de honra, e que ele seria mais importante que seus irmãos.

- Deus trabalha da maneira como quer, escolhe e capacita quem Ele quer, e José foi o escolhido por Deus, escolhido para uma grande obra.

- Confirmando o propósito de Deus José teve outro sonho, o que deixou seus irmãos ainda mais furiosos.

V. 9: E sonhou ainda outro sonho, e o contou a seus irmãos, e disse: Eis que ainda sonhei um sonho; e eis que o sol, e a lua, e onze estrelas se inclinavam a mim.

- Amados, tem sonhos que é Deus que coloca em nossos corações, tem projetos que Deus coloca em nossas vidas, temos que aprender com José a vencer as adversidades.

- Desde os sonhos de José até a sua concretização se passaram treze anos.

- Todo sonho tem o seu tempo para se realizar.

- Se a pessoa não sair do propósito de Deus, se o crente não se distanciar de Deus, os sonhos de Deus se realizarão.

II- Os Tempos de Prova de José.

- José foi enviado por seu pai para ver como estavam os seus irmãos no campo, apascentado o rebanho.

Gn. 37.18: E viram-no de longe e, antes que chegasse a eles, conspiraram contra ele, para o matarem.

- Os seus irmãos lançaram José numa cova.

- Mas como Deus tinha um propósito na vida de José, Deus preservou a sua vida.

- Os seus irmãos o venderam para uma companhia de ismaelitas.

- Venderam José por vinte moedas de prata.

V. 36: E os midianitas venderam-no no Egito a Potifar, eunuco de Faraó, capitão da guarda.

- Até aqui a vida de José estava sendo preservada e Deus estava no controle de todas as coisas; o fato de José ir parar na casa de Potifar no Egito teve a mão de Deus guiando esse propósito.

1- José na Casa de Potifar.

- José na casa de Potifar foi um treinamento de Deus para José.

Gn. 39.2: E o Senhor estava com José, e foi varão próspero; e estava na casa de seu Senhor egípcio.

V. 3: Vendo, pois, o seu senhor que o Senhor estava com ele e que tudo o que ele fazia o Senhor prosperava em sua mão.

V. 4: José achou graça aos seus olhos e servia-o; e ele o pôs sobre a sua casa e entregou na sua mão tudo o que tinha.

V. 5: E aconteceu que, desde que o pusera sobre a sua casa e sobre tudo o que tinha, o Senhor abençoou a casa do egípcio por amor de José; e a bênção do Senhor foi sobre tudo o que tinha, na casa e no campo.

- Na casa de Potifar Deus estava preparando José para administrar quando viessem os sete anos de fartura.

- Era um período de treinamento de Deus para ele.

- Para a realização de todos os sonhos que Ele nos deu, Deus nos prepara para a sua concretização.

- José estava na escola de Deus.

2- José na Prisão.

- Com o assédio da mulher de Potifar em José, ele foi caluniado injustamente e jogado na prisão.

Gn. 39.21: O Senhor, porém, estava com José, e estendeu sobre ele a sua benignidade, e deu-lhe graça aos olhos do carcereiro-mor.

V. 22: E o carcereiro-mor entregou na mão de José todos os presos que estavam na casa do cárcere; e ele fazia tudo o que se fazia ali.

V. 23: E o carcereiro-mor não teve cuidado de nenhuma coisa que estava na mão dele, porquanto o Senhor estava com ele; e tudo o que ele fazia o Senhor prosperava.

- Primeira coisa: Deus estava com José também na prisão.

- Segundo: o carcereiro-mor percebeu isso e entregou a administração da prisão nas mãos de José.

- Terceiro: Tudo o que ele fazia o Senhor prosperava.

- O tempo que José passou na prisão, Deus o estava preparando para os sete anos de fome que haveria em toda a terra.

- José aprendeu a administrar no pouco como na prisão.

- Deus estava treinando José para ser o grande governador do Egito e preservar o seu povo.

- E José posteriormente entendeu isso.

- O mais importante é você enxergar Deus em meio às provas que está passando.

- O importante é você entender, que tudo que você está passando, é um meio de preparo de Deus, para se chegar a um fim de benção.

- Deus quer realizar os sonhos que Ele mesmo te deu.

Jr. 29.11: Porque eu bem sei os pensamentos que penso de vós, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.

- O pensamento de Deus para o crente que o serve é pensamento de paz.

- Deus não tem pensamento de mal para conosco, mas pensamento de paz.

- O propósito de Deus é realizar os nossos sonhos, aquilo que nós esperamos.

- Todos nós esperamos um fim de benção, um fim de prosperidade, e Deus quer realizar esse sonho de cada um de nós.

- Basta nós crermos e confiarmos.

3- José Governador do Egito.

- Depois de José estar pronto chega o dia de Deus de livrar José da prisão e o elevar a governador do Egito.

- Se o copeiro tivesse se lembrado de José, ele seria apenas um servente no palácio real.

- O propósito de Deus para com José era outro, como servente ele não conseguiria livrar o seu povo; precisava ser o governador do Egito.

- O lugar que Deus tem para você é especialmente trabalhado por Ele para a sua vida.

III- Deus Tem Um Propósito de Vitória Para Cada Cristão.

Is. 55.8,9: Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor.

      Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.

- Os pensamentos de Deus são mais altos do que nossos pensamentos.

- Os pensamentos de Deus para conosco são grandes.

- Deus pensa grande a nosso respeito.

1- Daniel foi levado para Babilônia seus pais foram mortos, estava como um exilado em uma terra estranha, mas foi fiel a Deus, e Deus cumpriu o seu propósito em sua vida; foi honrado na Babilônia, foi um dos príncipes que servia a corte.

- O que é importante para o crente é aceitar o processo de Deus para chegar no propósito final.

- Quantos acabam não entendendo e desistem no meio da caminhada.

- Quantos deixam a comunhão de Deus por não entender e aceitar processo como caminho de Deus para o seu bem.

- Amados, para o vaso ser preparado o barro precisa ser amassado, moldado, levado ao forno.

- Nenhuma benção cai do céu pronta embalada em papel celofane.

- É preciso ser buscada; é preciso ser trabalhada; é preciso pagar o preço.

Conclusão: Deus vai realizar os nossos sonhos, mas tenhamos paciência, enfrentemos com coragem as adversidades, e mantenhamos firme a razão da nossa fé.

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos