Como Enfrentar as Tentações Diárias e o Pecado                    23/08/2011
Tg. 1.2-18
 

Int.- Nós aceitamos a Jesus como Salvador para alcançarmos a Vida Eterna; e nessa caminhada de fé não podemos nos descuidar, porque o inimigo está a espreita para nos roubar a Salvação.

      Somos crentes em Cristo Jesus chamados para a Salvação; temos a presença de Deus e sentimos a sua mão nos guiando e nos protegendo neste mundo.

      Buscamos alcançar a plenitude da alegria de Cristo em nossas vidas, enquanto vivemos neste mundo.

      Mas desde o momento que aceitamos a Jesus, passamos a enfrentar uma batalha contra o Diabo, a nossa carne e o mundo, que querem nos roubar a Salvação.

      É uma batalha diária que temos que lutar. Como um leão a ser vencido todos os dias. Chamamos de guerra espiritual.

      O escritor Hélio Hiller de Mesquita apresenta o conceito bíblico sobre tentação sobre dois aspectos: colocar uma pessoa a prova que pode ser com um bom ou com mau propósito.

I- Enfrentando as Tentações.

      A Vida Cristã é comparada com a viagem de um peregrino em direção ao Céu. O peregrino nessa viagem vai enfrentar todo o tipo de obstáculos: Frio, calor, chuva, deserto, perigos diversos. Por isso o peregrino precisa levar provisões para esta viagem, como: Vestimentas adequadas, armas e alimentos.

      Nessa viagem o crente sofre vários tipos de tentação. Para desistir, para pecar e para morrer espiritualmente.

A) O que é Tentação?

      É a indução para o mal por sugestões do diabo ou dos desejos da carne.

B) É pecado o crente sofrer a Tentação?

      Não. Pecado é cair na tentação.

Exemplo: Não podemos impedir o urubu de voar por cima de nossa cabeça, mas podemos impedir de ele pousar em nossa cabeça.

- O próprio Jesus foi tentado pelo Diabo.

C) O crente que sofre muitas tentações demonstra que está fraco.

Mt. 26.41- Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

 

II- Da Onde Provém a Tentação?

1- Dos desejos da carne.

Tg. 1.14,15- Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.

      Depois, havendo a concupiscência concebido, dá a luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.

- A palavra aqui engodado significa: Enganado, iludido.

- A palavra concupiscência significa: Desejo da carne.

- Desejos da nossa natureza pecaminosa.

Gl. 5.16- Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne.

- O grande desafio para o Cristão é andar no Espírito.

Rm. 8.6- Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.

2- Do Diabo que é seu Autor.

I Ts. 3.5- Portanto, não podendo eu também esperar mais, mandei-o saber da vossa fé, temendo que o tentador vos tentasse, e o nosso trabalho viesse a ser inútil.

- A Bíblia chama o diabo de o tentador.

A) Temos o exemplo do Patriarca Jó.

- O tentador dirigiu-se a Deus dizendo que Jó era fiel porque Deus o abençoara muito e lhe dera muitos bens.

Jó 1.20- Então, Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou.

Jó 1.22- Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.

3- A Tentação provém da Más Companhias.

Pv. 16.29- O homem violento persuade o seu companheiro e guia-o por caminho não bom.

Frase: Me digas com quem tu andas e direi quem tu és.

I Co. 15.33- Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.

- Não seja um crente chuchu. Que não tem gosto próprio, que pega o gosto do alimento com que ele é cozinhado.

III- As Astúcias do Diabo.

- O Diabo é astuto para tentar o crente.

Ef. 6.11- Revesti-vos de toda armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.

- Precisamos da armadura espiritual para vencermos as ciladas do Diabo.

- Guerra espiritual se usa armas espirituais.

I Pe. 5.8- Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.

- O Diabo fica nos observando pelo tempo que for necessário, até o dia que nós baixamos a guarda e deixamos de vigiar.

I Co. 10.12- Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia.

Tg. 4.7- Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.

- Quando você resisti a tentação Deus te socorre em tempo oportuno.

Hb. 4.15,16- Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.

      Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.

IV- Deus nos Dá a Provisão para Vencermos a Tentação.

1- Deus não permite que seus santos sejam expostos a tentação acima de seu poder de resistência.

I Co. 10.13- Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.

- Deus dá aos santos vias de escaparem da tentação.

2- Outra provisão que Deus nos dá é a Oração.

Mt. 26.41- Vigiai e orai, para que não entreis em tentação.

- A oração é uma estratégia eficaz.

- Quanto mais aplicação à oração, mais capacidade de vencer as tentações teremos.

- A oração é o alimento espiritual que nos fortalece a cada dia.

- Por isso o cristão não pode negligenciar a prática da oração diária.

Martinho Lutero dizia: Se eu deixar de gastar uma hora de oração cada manhã, o diabo consegue a vitória no restante do dia.

3- Outra provisão de Deus é o Jejum.

- O jejum é uma arma que Deus deu para a Igreja usar.

- O jejum paralisa os desejos da natureza pecaminosa em nós.
- O jejum é uma arma das mais eficazes para combater a tentação na carne.

Mt. 9.15- E disse-lhes Jesus: Podem, porventura, andar tristes os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles? Dias, porém, virão em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão.

- Muitos cristãos nos dias de hoje não estão usando esta arma que Deus deu a Igreja.

4- Outra provisão é a Palavra de Deus.

- Foi esta provisão que Jesus usou quando Satanás veio lhe tentar.

- O conhecimento da Palavra de Deus nos prepara para protegermos das investidas do inimigo.

Sl. 119.11- Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.

- A Palavra de Deus nos serve como advertência contra a tentação e o pecado.

- A Palavra de Deus renova a nossa mente para que não tenhamos uma mente vazia.

- Duas portas de entrada para a tentação: é a mente e os olhos.

- Se tivermos a mente de Cristo e os olhos ungidos, vencermos a todas as tentações que nos sobrevierem.

Fp. 4.7- E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

5- Outra provisão de Deus são os Pastores.

Jr. 3.15- E vos darei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com ciência e com inteligência.

- Deus levantou o Anjo da Igreja para orientar as pessoas em sua busca por uma vida espiritual mais consagrada e do agrado de Deus.

- Deus usa o seu ungido para um conselho de vitória para o crente.

 

Conclusão: Com ajuda do Espírito Santo e com a armadura de Deus, venceremos toda tentação e provação, que possa vir sobre nós. Temos a promessa de Jesus, de estar conosco todos os dias até a consumação dos séculos.


    

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens