Home
 
 
 
     
  Identidade Cristã 

23/06/2015

 
  Cl. 3.12-17     
 
 
 

Int.- A Igreja de Cristã está diante de um mundo cada vez mais envolvente e tentador. O progresso e a consequente modernidade tem afetado direta e indiretamente a igreja brasileira de um modo geral. Esse envolvimento é percebido através do comportamento de jovens e adultos. O mundo exterior está se introduzindo no seio da comunidade cristã a cada dia, atingindo a toda a igreja. 

      A sociedade está caminhando a passos largos por um caminho que não sabe onde var dar. 

      Os valores éticos e morais foram abalados e estão sendo deixados de lado. Dentro deste contexto, observamos que práticas erradas e pecaminosas, estão sendo absorvidas sutilmente por muitos cristãos. 

      Muitas ideias e práticas estão sendo inseridas em nossa cultura cristã em doses homeopáticas. 

      Muitos cristãos estão focando a sua vida num evangelho humanista que resolve problemas aqui e agora, mas não desenvolve o caráter e a santidade de Deus no homem. 

      Muitos cristãos estão vivendo uma crise de identidade; ou seja, estão perdendo a sua identidade de filhos de Deus. 

- Qual é a sua identidade cristã? 

- Você tem a identidade de um verdadeiro cristão? 

- Lembre-se: “O que você é define o que você faz”. 

- O que você faz é fruto do que você é. 

Mt. 7.20: Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. 

I- Definindo Identidade. 

- Identidade: É o conjunto de caracteres próprios e exclusivos com os quais se podem diferenciar pessoas, animais, plantas e objetos inanimados uns dos outros, quer diante do conjunto das diversidades, quer ante seus semelhantes. 

- No Brasil nós temos o documento de identidade, que trás a nossa fotografia, nome, sexo, cidade, estado e filiação. Que nós apresentamos quando nos é solicitado. 

- O nosso nome nos distingue das demais pessoas, ele nos individualiza. 

- A sua identidade prova e comprova quem você é. 

- Agora também como cristãos, nós temos a nossa identidade. Não estou falando da carteirinha de membro da igreja. 

- Identidade Cristã: É um conjunto de características próprias, que identifica um homem ou uma mulher com Cristo; um estilo de vida; uma escolha; um modo de vida. 

- Devemos ter a nossa identidade cristã; nosso DNA de Cristo. 

- Não é o fato de estarmos indo a uma igreja que somos verdadeiramente cristãos. 

- Ser cristão não é todos os domingos ir para a igreja carregando uma Bíblia, mas sim procurar andar como Cristo andou. 

- Tem muitos crentes que estão perdendo a sua identidade espiritual. 

- O cristão precisa ser diferente, principalmente quando está fora da igreja. 

II Co. 5.17: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 

- O verdadeiro cristão não precisa abrir a boca para dizer que é um cristão, ao olharem para ele veem que existe um brilho diferente na vida dele. 

- Precisamos entender que somos diferentes. 

- Somos o templo do Espírito Santo de Deus. 

I Co. 6.19: Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? 

II- O Apóstolo Paulo Dá as Características do Cristão. 

      O Apóstolo Paulo se preocupava com essa identidade do cristão, por isso ele dizia: “Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus”. 

- Quer dizer: Como escolhido de Deus. 

- Paulo dizia aqui que o cristão deve ter as características de um escolhido de Deus. 

- As características do caráter de Cristo em sua vida. 

- Olha como Paulo revela essas características. 

- Ele dizia: Santos e amados. 

1- Santos. 

- O crente é chamado de santo porque foi separado do mundo para ser de Deus. 

Jo. 17.14: Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. 

I Pe. 2.9: Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. 

- O cristão vive no mundo, mas não é mais do mundo. 

- O mundo agora é nosso inimigo. 

I Jo. 2.15: Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. 

- O cristão anda na contra mão do mundo. 

- Se a linha divisória com o mundo se apagar, esse cristão já está desviado. 

- Tem muito crente com um pé na igreja e outro pé no mundo. 

- Muitas vezes são pequenas coisas que vão interferindo na comunhão com Deus. 

- O mundo apresenta atrativos para manchar a identidade do cristão. 

- Há uma frase que diz: “Quem não pode ser identificado não pode ser alguém de valor”. 

- Deus nos conhece pela intimidade que possuímos com Ele. 

- Quem não vive o propósito de Deus passa por Ele como um anônimo. 

- A nossa identidade em Cristo nos torna poderosos no mundo espiritual. 

At. 19.15: Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus e bem sei quem é Paulo; mas vós, quem sois? 

2- Amados. 

- O amor é uma das características da identidade do cristão. 

V. 14: E, sobre tudo isto, revesti-vos de caridade, que é o vínculo da perfeição. 

- O amor é o cartão postal do cristão. 

Rm. 12.10: Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. 

- O amor é a base de todos os sentimentos que o cristão apresenta. Como Paulo fala aqui: Entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade, suportando uns aos outros e perdoando uns aos outros. 

- O cristão só consegue viver esse amor de Deus na sua vida com a presença do Espírito Santo. 

- A presença do Espírito Santo faz o cristão expressar o amor de Deus em sua vida. 

I Jo. 3.18: Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. 

- O amor é uma importante característica da identidade do cristão. 

III- O Cristão Tem a Necessidade de Conservar a Sua Identidade. 

- Devemos carregar a bandeira do Evangelho e ser sempre reconhecidos por termos a identidade cristã. 

- José conservou a sua identidade estando longe da sua casa e da sua pátria. 

- Ezequiel conservou a sua identidade mesmo estando no cativeiro longe de Jerusalém. 

- Daniel conservou a sua identidade estando na Babilônia e não negou a sua fé em Deus. 

- Se perdermos o temor de Deus perdemos a nossa identidade como cristão. 

- O temor de Deus é que faz mantermos a identidade como cristão. 

Pv. 8.13: O temor do Senhor é aborrecer o mal; a soberba, e a arrogância, e o mau caminho, e a boca perversa aborreço. 

- Aquele que teme ao Senhor se desvia do mal. 

- Quem tem o temor do Senhor não se contamina com a sujeira do mundo. 

- Satanás usa dos seus ardis para tirar a identidade espiritual do crente. 

- Precisamos andar em Espírito para não perdermos a nossa identidade. 

Gl. 5.16: Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne. 

- A nossa carne quer se inclinar para os prazeres do mundo. 

- Somente com a ajuda do Espírito Santo rejeitaremos os desejos da carne e praticaremos a Palavra de Deus. 

Conclusão: O grande desafio para nós cristãos hoje é como mantermos a nossa identidade cristã, sem nos separar dos parentes, amigos e colegas que não são crentes. 

      Porque esses amigos e parentes fazem festas e encontros sociais com práticas não condizentes para o crente compartilhar. O que devemos fazer para não nos isolarmos desses parentes e amigos? Eis aqui o grande dilema. 

- Devemos ser claros a respeito dos nossos princípios cristãos. 

- Mostrar que os achamos importantes para nós, mas que somos servos de Deus, e não praticamos certas coisas. 

- Não termos receio se porventura formos incompreendidos por eles. 

Lc. 14.26: Se alguém vier a mim e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.


 


 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos