Home
 
 
 
     
  A Festa da Dedicação

22/11/2015   

 
  Jo. 10.22-29    
 


Int.:
Essa passagem é a única passagem bíblica que se refere à festa da dedicação. Não encontramos esta celebração no Antigo Testamento, porque esta festa se deu origem no ano 162 a.C.

      No grego, a palavra aqui traduzida por “dedicação” significa renovação. Essa festa era realizada no dia 25 do mês de Quisleu (entre novembro e dezembro). Durava oito dias, e era efetuada para comemorar a purificação do templo e do altar em Jerusalém. Esta festa é também conhecida no meio judaico como festa das luzes.

     O significado maior desta festa é a libertação de Jerusalém do domínio do exército grego-sírio, quando se deu à purificação do templo em Jerusalém.

      Os judeus celebram esta festa expressando a alegria de serem judeus, o povo escolhido por Deus.

      Jesus nesta ocasião estava exercendo o seu ministério na Judéia, passando por cidades e aldeias do sul de Israel, pregando o Evangelho do Reino e curando os enfermos.

V. 9: Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.

      Jesus está dizendo: Se alguém o receber no seu coração, receberá a salvação eterna; e achará a fonte de gozo espiritual.

- Aqui Ele diz: “E achará pastagens”.

- Achará alimento que saciará a fome espiritual.

      Jesus não se furtava de participar das festas judaicas.

      Jesus participava das comemorações das festas dos judeus.

      Jesus sempre estava no meio do povo, conhecendo as suas necessidades e participando dos seus problemas.

      Jesus não era um Messias alienado do povo; Jesus não era um Salvador eremita, solitário. Mas alguém que participava da vida das pessoas.

      A preocupação de Jesus era com a salvação das pessoas.

- A preocupação de Jesus era com a felicidade das pessoas.

- A preocupação de Jesus era com o bem-estar das pessoas.

- Jesus se preocupa com você.

- Jesus se preocupa com o seu bem-estar.

- Jesus se preocupa com a sua salvação e da sua família.

- Jesus veio a este mundo para se inteirar das nossas necessidades.

I- A Comemoração da Festa da Dedicação.

      A Festa da Dedicação ocorre dois meses após a Festa dos Tabernáculos.

      A Festa da Dedicação foi de grande importância para os israelitas nos dias de Jesus. Era a história de libertação da opressão e da dedicação a Deus, assim como Jesus é o nosso Libertador da opressão do pecado.

      Os judeus comemoravam a Festa da Dedicação com muita iluminação nos pátios do templo, e todas as moradias particulares eram iluminadas com lâmpadas decorativas. Onde os judeus a chamam de a “Festa das Luzes”.

      Jerusalém nesses oito dias ficava mais iluminada do que qualquer outra época do ano.

- Eram dias de muita alegria para os judeus.

- O acender das lâmpadas eram acompanhados por cantos que elogiavam a Deus, o Libertador de Israel.

- Jesus é a nossa luz.

Jo. 8.12: Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.

- Quem segue a Jesus não anda em trevas.

- Quem segue a Jesus tem a luz da vida.

- Ter a luz da vida: É você ter a benção de Deus na sua vida.

- Ter a luz da vida: É você ter a presença de Deus no seu coração.

- Ter a luz da vida: É você ser guiado por Deus nas suas decisões.

- Essa luz de Jesus chegou para Maria Madalena e mudou a sua vida.

- Essa luz de Jesus chegou para Zaqueu e fez dele um novo homem.

- Essa luz de Jesus chegou para a mulher adúltera e ela foi perdoada.

- Essa luz de Jesus chegou para o endemoninhado gadareno e ele foi liberto.

- Jesus falou no sermão do Monte.

Mt. 5.14: Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.

- O seu brilho influência muita gente.

Mt. 5.16: Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus.

      Jesus visitou o templo na época da Festa da Dedicação, no último inverno do seu ministério, no ano 32 da E.C.

- Era inverno e Jesus estava andando no templo, no alpendre de Salomão.

- Jesus gostava de passear no templo, na Casa de Deus, na Casa do Pai.

- Sempre que Jesus chegava a uma cidade, a primeira coisa que Ele fazia: Ele ia ao templo.

- Jesus gosta de passear no meio do Seu povo.

- Jesus está aqui esta noite, passeando no meio do Seu povo.

- Na Igreja, no culto é o lugar do encontro com Deus.

- Por isso que Davi gostava de ir ao templo, na Casa de Deus.

Sl. 122.1: Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor!

II- A Grande Pergunta dos Judeus.

- Jesus estando no templo, no alpendre de Salomão, os judeus o rodearam e questionaram Jesus:

V. 24: Até quando terás a nossa alma suspensa?

- Quanto tempo o Senhor ainda vai nos deixar em dúvida?

V. 24: Se o Senhor é o Cristo, diga de uma vez.

V. 25: Respondeu-lhes Jesus: Já vo-lo tenho dito, e não credes. As obras que eu faço em nome de meu Pai, essas testificam de mim.

- É preciso ter fé para crer que Jesus é o Salvador.

- Muitos judeus viram os milagres que Jesus operava, e mesmo assim ainda não criam nele.

- O milagre serve para mostrar o amor de Deus por nós, revelar o Seu poder e nos chamar para uma comunhão com Ele.

- Muitos recebem um milagre de Deus, e não dão continuidade à benção maior que é a salvação eterna em Jesus Cristo.

I Co. 15.19: Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.

- Não adianta receber uma benção de Deus, um milagre, e não andar com Deus.

V. 26: Mas vós não credes, porque não sois das minhas ovelhas.

- A salvação é para quem crer e não para quem quer.

V. 27: As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem.

- Quem é de Deus ouve a Deus.

- Não adianta ter conhecimento de Deus e não ouvi-lo.

- Não adianta saber de Deus e não obedecê-lo.

- Quem ouve a voz do Senhor o segue.

- Seguir ao Senhor é servi-lo.

- Seguir ao Senhor é cultuar a Deus.

- Seguir ao Senhor é praticar a Sua Palavra.

III- A Grande Benção Ofertada Por Jesus.

- Nós encontramos aqui a grande benção que Jesus concede.

V. 28: E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos.

A) Três Bênçãos Importantes Que Jesus Prometeu Nesse Versículo:

1- Dou-lhes a Vida Eterna.

- Essa é a benção maior que o ser humano pode receber de Jesus.

- Esse é o maior milagre que podemos receber de Jesus.

- A vida eterna com Deus nos céus.

I Jo. 2.25: E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna.

- Não adianta ganhar o mundo inteiro e não ganhar a vida eterna.

- O nosso tesouro maior é a vida eterna com Cristo.

2- Nunca Hão de Perecer.

- A vida eterna nos levará a imortalidade.

I Co. 15.54: E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então, cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.

- Quando Jesus voltar para buscar a Sua Igreja receberemos um corpo imortal, igual aos anjos; nunca mais morreremos.

- Nunca mais envelheceremos.

3- E Ninguém as Arrebatará das Minhas Mãos.

- Jesus está dizendo aqui que não existe força humana ou satânica que pode tirar alguém da presença de Deus.

- Jesus está dizendo que o Seu poder é maior para segurar o crente em suas mãos.

- Pode vir tempestades; podem vir enfermidades; podem vir problemas familiares; podem vir problemas financeiros; podem vir perseguições.

- Se você é escolhido de Deus, nada disso pode tirar você da presença de Deus.

- Ninguém e nem nada podem tirar a sua salvação.

- Só se você permitir; deixar de vigiar; deixar de buscar a Deus.

Conclusão: Você é escolhido de Deus para a salvação, louve a Deus por isso, glorifique a Deus por isso.

- Fique firme na posição que Deus tem te chamado.

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos