Home
 
 
   

O Arrependimento e a Conversão dos Ninivitas                   

20/01/2013
Jn. 3.4-10  

Int.- Jonas nasceu em Gate-Efer, cidade situada a uma hora de distância de Nazaré. Diz a lenda judaica que era filho da viúva de Sarepta, aquela a quem Elias ressuscitara. Não sabemos se isso era verdade, mas provavelmente foi discípulo do grande profeta Eliseu, a quem sucedeu como profeta.

      Jonas viveu durante o reinado de Jeroboão II e cooperou para tornar o reino de Israel muito poderoso e próspero. Jonas foi estadista famoso.

      Deus está neste livro. Deus está cuidando do seu profeta; Deus está agindo.

- Deus preparou um grande peixe.

- Deus fez nascer uma planta.

- Deus enviou um verme.

- Deus mandou um vento calmoso oriental.

      Nínive era uma das maiores cidades do mundo, situada à margem oriental do Tigre, cerca de seiscentos quilômetros do Mar Mediterrâneo. Era a capital da Assíria, que imperava naqueles dias. A fortaleza da cidade media mais ou menos cinquenta quilômetros de extensão por dezesseis de largura. Nínive tinha um aspecto admirável. Havia cinco muralhas e três fossos que circundavam a cidade. As muralhas da cidade tinham trinta metros de altura e permitiam que quatro carros corressem lado a lado sobre elas. Possuía grandes e belos palácios com os mais lindos jardins. Quinze portas, guardadas por colossais leões e touros, davam acesso à cidade.

      Nínive era tão grande em iniquidade quanto em riqueza e poder. Os ninivitas eram conhecidos pela crueldade com que tratavam os seus inimigos.

- A medida da iniquidade dos ninivitas tinha chegado aos Céus.

Jn. 1.2: Porque a sua malícia subiu até mim.

- Deus tem uma tolerância de pecados das nações.

- Quando Deus mandou o dilúvio sobre a terra, a Bíblia fala que a terra estava cheia de violência.

- Mas da mesma forma que Deus deu uma oportunidade a humanidade, ao mandar Noé construir a arca e ser um pregoeiro da justiça; para os ninivitas Deus também daria uma oportunidade.

- Foi por isso que Deus mandou o profeta Jonas para Nínive.

Rm. 5.20: Mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça.

I- A Grande Misericórdia de Deus Para Com os Ninivitas.

      Dois acontecimentos se destacam no livro de Jonas: Um é o grande peixe engolindo Jonas, e o outro, a possibilidade de uma grande cidade pagã como Nínive converter-se em poucos dias pela instrumentalidade de um desconhecido missionário estrangeiro.

Lc. 11.32: Os homens de Nínive se levantarão no Dia do Juízo com esta geração e a condenarão; pois se converteram com a pregação de Jonas; e eis aqui está quem é maior do que Jonas.

- Alguém maior do que Jonas pregou-lhes o arrependimento e foram testemunhas de Seus milagres. Eles, porém, rejeitaram Sua mensagem de juízo e graça e o crucificaram na cruz do calvário.

- Deus não quer que ninguém se perca mas que venham ao conhecimento da verdade.

I Tm. 2.3,4: Porque isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador.

      Que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade.

- Deus quer salvar todos os povos.

- A misericórdia de Deus alcançou os ninivitas.

- As misericórdias de Deus são imensas.

Lm. 3.22: As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não têm fim.

- Você está aqui esta noite por causa da misericórdia de Deus.

- Nenhum de nós temos condições por nós mesmos para alcançarmos a salvação.

- A grande misericórdia de Deus te alcançou.

I- A Bíblia Fala Que os Habitantes de Nínive se Arrependeram.

- Os ninivitas não tiveram privilégios como Israel.

- Os ninivitas ouviram somente um profeta, e ainda um profeta insensível, que não tinha interesse que os homens de Nínive se convertessem e fossem salvos.

- Os ninivitas eram um povo cruel e inimigos de Israel, por isso que Jonas queria que Deus cumprisse o Seu juízo sobre eles.

- Os ninivitas ouviram Jonas uma vez só e bem brevemente.

- Mas foi o suficiente para eles se arrependerem.

- O povo simples de Nínive se arrependeu primeiro.

- Depois foram os nobres.

- O despertamento religioso começou com o povo.

- Imagine uma cidade como o Rio de Janeiro arrependendo-se e convertendo-se a Deus num só dia por causa da pregação de um profeta moderno. Seria o milagre dos séculos. Foi o que aconteceu com Nínive, quando Jonas pregou em seus dias.

II- A Mensagem de Jonas Era Muito Desanimadora.

- Nínive ouviu somente ameaças, nenhum convite para a conversão.

- Jonas não anunciou perdão, nem mesmo arrependimento.

- Jonas pregou somente um severo juízo, que só viveriam mais quarenta dias.

- Jonas pregou sem motivação.

- Sua mensagem não continha nenhum sinal de amor.

- Jonas não pediu a misericórdia de Deus para eles, como Abraão fez com Sodoma e Gomorra, e como Moisés pediu para o povo hebreu.

- Jonas não se agradou da compaixão de Deus para com Nínive.

- O grande milagre está que mesmo com uma maneira desmotivadora a pregação de Jonas surtiu efeito.

A) A Esperança dos Ninivitas Era Bem Pequena.

- Não sabiam nada do amor de Deus.

- Não conheciam o sacrifício da propiciação.

- Não receberam nenhum convite como em Isaías 55.1: Ó vós os que tendes sede, vinde às águas, e vós que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.

B) Os Ninivitas Receberam a Mensagem do Profeta.

- Todos ouviram as palavras de Jonas.

- Toda cidade foi envolvida; o trânsito parou, todo trabalho silenciou.

- Houve perguntas sérias sobre Deus.

- Do rei até ao último homem, todos se arrependeram e se prostraram perante Deus em pano de saco e cinzas.

Jn. 3. 5-9: E os homens de Nínive creram em Deus, e proclamaram um jejum, e vestiram-se de panos de saco, desde o maior até ao menor.

      Porque esta palavra chegou ao rei de Nínive, e levantou-se do seu trono, e tirou de si as suas vestes, e cobriu-se de pano de saco, e assentou-se sobre a cinza.

E fez uma proclamação, que se divulgou em Nínive, por mandado do rei e dos seus grandes, dizendo: Nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas provem coisa alguma, nem se lhes dê pasto, nem bebam água.

      Mas os homens e os animais estarão cobertos de panos de saco, e clamarão fortemente a Deus, e se converterão, cada um do seu mau caminho e da violência que há nas suas mãos.

      Quem sabe se se voltará Deus, e se arrependerá, e se apartará do furor da sua ira, de sorte que não pereçamos.

- Todos clamaram a Deus. Apesar da mensagem de Jonas não oferecer nenhuma graça, mas somente conter juízo, ainda assim tiveram ânimo. Estavam aproveitando os 40 dias para salvação por meio da conversão.

- Quando existe um arrependimento para com Deus, Deus muda o cativeiro do ser humano.

At. 3.19: Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor.

- Deus faz por você o que ninguém pode fazer.

Lc. 1.37: Porque para Deus nada é impossível.

- Deus pode mudar o seu cativeiro.

- Deus pode reverter a sua situação.

- Jesus reverteu a situação do filho da viúva de Naim que estava morto.

- Jesus reverteu a situação da filha da mulher cananéia que tinha um espírito imundo.

- Jesus reverteu a situação do paralítico de Cafarnaum.

- Jesus reverteu a situação de Lázaro onde ninguém esperava mais nada.

- Jesus reverteu a situação do cego Bartimeu.

- Jesus vai reverter a sua situação.

Mt. 28.18: É-me dado todo o poder no céu e na terra.

- Jesus pode operar na sua vida nesta noite.

C) Deus Ouviu o Clamor dos Ninivitas e se Compadeceu.

V.10: E Deus viu as obras deles, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria e não fez.

- As obras dos ninivitas mudaram.

- Se converteram do seu mau caminho.

- Deus mudou o propósito de destruir Nínive por causa do arrependimento e da mudança dos ninivitas.

- A atitude dos ninivitas fez Deus mudar suas ações.

- O arrependimento do homem toca o coração de Deus.

- O quebrantamento dos ninivitas tocou o coração de Deus.

Sl 51.17: Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.

- Não importa quem seja a pessoa.

- Não importa o que ela tenha feito.

- Se houver arrependimento e mudança de atitude Deus perdoará.

Sl. 86.5: Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar.

- Quando a pessoa reconhece o seu erro e pede perdão, Deus está pronto a perdoar.

- As reações de Deus são maiores do que as Suas ações.

- O que quer isso dizer?

- Que Deus mais reage pelas nossas ações do que qualquer outra coisa.

Tg. 4.8: Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração.

- Olha a reação de Deus.

- Se nós dermos um passo em direção a Deus, Ele dará outro em nossa direção.

 

Conclusão: Os habitantes de Nínive foram salvos pelo seu arrependimento e mudança de atitude. Deus não fez o mal que tinha dito que faria.

      O profeta Jonas ficou ressentido pela não punição de Deus aos ninivitas, e Deus disse para Jonas, Jn. 4.11: E não hei de eu ter compaixão da grande cidade de Nínive, em que estão mais de cento e vinte mil homens, que não sabem discernir entre a sua mão direita e a sua mão esquerda, e também muitos animais?

 

 
 

  Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens