Home
 
 
   

A Glória da Ressurreição

20/04/2014

Mt. 28.1-6  

 

Int.: O inimigo de nossas almas, Satanás, procurou desde o início impedir que o Messias, o Filho de Deus viesse a nascer, para trazer salvação à humanidade. Achou que Abel filho de Adão sendo morto, não haveria uma raiz pura para o Messias nascer. Mas Deus deu a Adão, o filho chamado Sete, que significa compensação ou renovo, de onde viria a descendência do Messias.

Jó 42.2: Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido.

      O inimigo tentou de todas as maneiras impedir a chegada do Messias, perseguindo o povo hebreu, incitando as nações contra Israel, para destruir este povo. Se levantaram os Amalequitas, os Filisteus, os Assirios, os Babilônicos. Mas Deus preservou, protegeu, guardou e sustentou o seu povo, por causa da sua promessa.

Gn. 3.15: E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente: esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.

- Deus estava dizendo que haveria uma inimizade entre o povo de Deus e Satanás.

- Amados, a promessa de Deus nos sustenta.

- A promessa de Deus nos anima.

- A promessa de Deus nos traz esperança.

Exemplo: José tinha promessa de Deus através de sonhos que ele havia tido.

- Chegou o dia do nascimento de Jesus (Do Messias).

Gl. 4.4: Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei.

- Jesus nasceu em Belém de Judá, numa estrebaria.

- O inimigo tentou destruí-lo, incitando a Herodes para que matassem todas as crianças de dois anos para baixo. Mas Deus guardou o menino, dando um sonho a José para levá-lo para o Egito.

- Sendo morto Herodes José e Maria voltaram para Israel e foram morar em Nazaré.

- E o menino Jesus cresceu na Graça e na Sabedoria e iniciou o seu ministério terreno aos trinta anos de idade.

- Andou por todo o Israel, da Galiléia a Judéia, pregando o Evangelho do Reino, curando os enfermos, pondo em liberdade os oprimidos e anunciando o ano aceitável do Senhor.

- O inimigo com toda a fúria usou a Judas Iscariotes para o trair, e o entregar aos seus perseguidores.

- Jesus foi preso na quinta-feira a noite lá no Getsêmane, no Jardim das Oliveiras; foi levado a casa do sumo sacerdote: Foi cuspido, apunhalado e esbofeteado.

- Pela manhã foi levado ao palácio de Pilatos, onde o açoitaram.

- Tiraram a sua roupa, colocaram uma coroa de espinhos na sua cabeça e batiam em sua cabeça com uma cana.

- E o levaram na manhã da sexta-feira para ser crucificado.

- Na Cruz Jesus ficou das 9:00 horas até às 15:00 horas.

- Às 15:00 horas Jesus disse: Está consumado. Pai nas tuas mãos entrego o meu espírito.

- Aos olhos do inimigo houve uma aparente derrota do Senhor.

- O inimigo, Satanás, achou que o havia vencido, que o havia derrotado.

- Mas quando seu corpo foi colocado no sepulcro, a Bíblia diz: Que Jesus desceu às regiões inferiores da terra, no hades.

Ef. 4.9: Ora, isto, ele subiu, que é, senão que também, antes, tinha descido às partes mais baixas da terra?

- E lá Jesus pregou aos espíritos em prisão.

I Pe. 3.19: No qual também foi e pregou aos espíritos em prisão.

- Depois Jesus tomou de Satanás as chaves da morte e do inferno.

Ap. 1.18: E o que vive; fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém! E tenho as chaves da morte e do inferno.

- Quando Jesus pegou as chaves da morte e do inferno, houve um terremoto na região do sepulcro (V.2); e Deus enviou um anjo, que removeu a pedra.

- Então Jesus subiu das profundezas do Hades, voltando ao sepulcro, então o seu corpo ressuscitou.

- E agora todos podemos dizer: Jesus está vivo, Jesus ressuscitou.

- Jesus venceu a morte.

Ap. 5.5: E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, que venceu para abrir o livro e desatar os seus sete selos.

- Jesus depois da sua ressurreição foi visto na terra por um espaço de quarenta dias, preparando os seus discípulos e a Sua Igreja, para darem sequência a pregação do Evangelho.

I- A Ressurreição de Jesus.

- A Ressurreição de Jesus é o grande milagre do cristianismo.

- A Ressurreição de Cristo é o fundamento da nossa fé.

- Sem a Ressurreição de Cristo a Cruz não tem valor algum.

- Se Cristo não tivesse ressuscitado sua morte não seria expiatória.

- Se Cristo não tivesse ressuscitado então os cristãos estariam sendo enganados durante séculos.

 - Se Jesus não tivesse ressuscitado, a sua morte teria sido uma morte comum, que não tira pecado.

A) Em I Coríntios 15 Nós Encontramos Seis Consequências Desastrosas:

1- A nossa pregação seria vã.

I Co. 15.14: E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação.

2- A nossa fé seria vã.

V.14: E também é vã a vossa fé.

- A nossa fé não teria valor algum; seria nula.

3- O testemunho dos Apóstolos seria falso.

V.15: E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus.

4- Estaríamos ainda em nossos pecados.

V.17: E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados.

5- Os que dormem em Cristo teriam perecido.

- Quer dizer: Aqueles que morreram no Senhor não teriam esperança nenhuma.

V.18: E também os que dormiram em Cristo estão perdidos.

6- Nós cristãos seríamos os mais infelizes de todos os homens.

V.19: Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.

- Se Cristo não tivesse ressuscitado não teríamos esperança da vida eterna.

- A Ressurreição de Cristo revela que há uma vida vindoura.

Jo. 14.19: Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.

- Porque Ele vive, nós também viveremos.

- Porque Ele Ressuscitou dos mortos, também os mortos em Cristo ressuscitarão.

- Os restos mortais de Maomé estão enterrados na Arábia.

- Os restos mortais de Buda estão enterrados na Índia.

- Os restos mortais de Confúcio estão enterrados na China.

- Eu estive no sepulcro de Jesus em Jerusalém, em Abril de 1996.

- Mas o sepulcro de Jesus em Jerusalém está vazio.

- Porque Jesus ressuscitou.

A) A Bíblia Cita Três Ressurreições no Antigo Testamento.

1- A Ressurreição do filho da viúva de Sarepta.

2- A Ressurreição do filho da Sunamita.

3- A Ressurreição do soldado que foi jogado no sepulcro de Elizeu.

B) No Novo Testamento Há Cinco Ressurreições Citadas.

1- A Ressurreição da filha de Jairo.

2- A Ressurreição do filho da viúva de Naim.

3- A Ressurreição de Lázaro.

4- A Ressurreição de Tabita.

5- A Ressurreição de Êutico.

      E também no Novo Testamento cita a ressurreição eterna de Jesus Cristo.

I Co. 15.20: Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos e foi feito as primícias dos que dormem.

- Jesus é o primeiro que ressuscitou para nunca mais morrer.

Rm. 4.25: O qual por nossos pecados foi entregue e ressuscitou para nossa justificação.

- Isto é: Nós que antes éramos culpados e estávamos condenados, fomos absolvidos e declarado justo.

- Através da Cruz de Cristo nós somos regenerados.

- Com sua ressurreição nós somos justificados.

 

Conclusão: A Ressurreição de Jesus Cristo é a pedra angular do cristianismo.

- A ressurreição de Jesus Cristo nos dá a certeza da vitória.

- Jesus está vivo e está em nosso meio nos dando a vitória.

 
 

  Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens