Home
 
 
 
     
  A Razão da Firmeza do Cristão 

19/08/2014

 
  Hb. 2.1-3     
 

                                                                          

 

Int.- O escritor aos hebreus exortava aos cristãos a atentar com mais diligência (com mais cuidado), para as coisas que já tinham ouvido do Senhor, para que permanecessem firmes, para que em tempo algum se desviassem delas. 

      O escritor aos hebreus está exortando aos cristãos a permanecerem na fé em Jesus Cristo; a valorizarem a sua salvação; a não perderem o que tinham alcançado em Jesus Cristo. 

      Uma coisa importante para o crente, além de alcançar a sua salvação em Jesus Cristo, é manter a sua salvação. 

      O que adianta alguém aceitar a Jesus e servir a Deus por vinte anos, e depois abandonar a fé e desviar-se, essa pessoa perderá a salvação. 

      Eu sempre falo que o crente deve aceitar a Jesus para toda a vida. Não aceitamos a Jesus com prazo de validade, por dez anos ou vinte anos, mas para toda a vida. 

      A nossa salvação estará garantida se permanecermos firmes até o fim. 

      Não é fácil manter-se firme em Jesus. Muitas lutas e batalhas enfrentamos em nossa jornada de fé. O inimigo se levanta para nos tirar da presença de Deus, mas temos que nos manter firmes para alcançarmos a nossa salvação. 

I-Paulo Enxergava a Firmeza do Cristão Como Ponto Fundamental na Salvação. 

      Paulo revela em suas epístolas, o cuidado e preocupação que ele tinha, da firmeza na fé dos crentes, que ele havia ganhado para Jesus em cada cidade. 

Fp. 4.1: Portanto, meus amados e mui queridos irmãos, minha alegria e coroa, estai assim firmes no Senhor, amados. 

- Paulo dizia que sua alegria e galardão era a firmeza dos crentes de Filipos. 

Cl. 2.5: Porque, ainda que esteja ausente quanto ao corpo, contudo, em espírito, estou convosco, regozijando-me e vendo a vossa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo. 

- Paulo aqui se regozijava da firmeza na fé dos crentes de Colossos. 

- Paulo mesmo que não estivesse presente naquela igreja, se alegrava em saber da firmeza daqueles crentes. 

- O Apóstolo Paulo sempre aconselhava os crentes a estarem firmes na fé. 

I Co. 15.58: Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. 

- Paulo exortava constantemente a todos os cristãos a estarem firmes na fé. 

I Co. 16.13: Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente e fortalecei-vos. 

- Quando Paulo fala “portai-vos varonilmente” ele está dizendo: Leve a sério a sua salvação. 

- E aqui Paulo fala: Fortalecei-vos. 

- O crente só consegue estar firme se estiver forte espiritualmente. 

- Paulo estava ciente que para o crente chegar ao Céu, teria que se manter firme em Jesus até o fim. 

- No final da sua vida Paulo revela essa sua firmeza. 

II Tm. 4.7: Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. 

- Paulo está dizendo: Eu acabei a carreira, mas não perdi a fé. 

- Jesus argumentava com os Seus discípulos sobre o valor da salvação. 

Mt. 16.26: Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? 

- Amados a nossa salvação é o nosso bem mais precioso. 

- É mais importante que os bens materiais, é mais importante que os nossos diplomas, é mais importante que os títulos terrenos. 

- O escritor aos hebreus revela que só vamos participar da vida eterna com Deus, se nos mantivermos firmes na fé até o fim. 

Hb. 3.6: Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim. 

Hb. 3.14: Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim. 

- O cristão deve empenhar-se na fé por toda a sua vida. 

- Satanás procura roubar do cristão sua fé em Jesus. 

- Nós temos uma batalha travada com o inferno diariamente. 

Hb. 10.23: Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança, porque fiel é o que prometeu. 

- Nesse versículo o escritor aos hebreus está exortando a perseverar na fé. 

 

II- Razões Que Mantém o Cristão Firme na Fé. 

1-A Confiança em Deus. 

Sl. 125.1: Os que confiam no Senhor serão como o monte Sião, que não se abala, mas permanece para sempre. 

- A nossa confiança em Deus é fundamental para permanecermos firmes na fé. 

Is. 26.3: Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti. 

- Deus não se agrada quando deixamos de crer nele. 

Hb. 11.6: Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam. 

2- O Apego a Palavra de Deus. 

- Amados, a Palavra de Deus renova o crente. 

- A Palavra de Deus fortalece o crente. 

- A Palavra de Deus levanta o caído. 

- A Palavra de Deus encoraja o crente. 

- A Palavra de Deus vivifica o crente. 

Rm. 10.17: De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. 

- A nossa fé vai se desenvolvendo e vai crescendo em recebermos a Palavra de Deus. 

Sl. 119.92: Se a tua lei não fora toda a minha alegria, há muito que teria perecido na minha angústia. 

3- As Experiências Diárias Com Deus. 

- A nossa comunhão diária com Deus nos trás essas experiências. 

- É o exercício diário da caminhada com Deus. 

- A nossa jornada de fé é como pedalar uma bicicleta, se pararmos de pedalar a bicicleta ela desequilibrará e tombará, da mesma maneira acontece em nossa jornada de fé. Não podemos parar de buscar a Deus, de cultuar a Deus, de orar a Deus. 

- Não dá para estarmos firmes na fé em casa, sem virmos à igreja. 

- A igreja é o lugar do encontro com Deus. 

4- Uma Vida de Oração. 

Jd. 20: Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo. 

- A oração é oxigênio para a alma do crente. 

- Crente que ora dificilmente se desvia da presença de Deus. 

- A oração é um combustível que vai alimentar a vida espiritual do crente. 

- A oração vai proporcionar força ao crente para vencer as lutas diárias. 

- A oração vai dar condições para o crente vigiar. 

- A oração mantém o crente em pé.  

- A oração vai conceder poder ao crente para vencer o inimigo. 

- O crente não pode parar de orar. 

Ef. 6.18: Orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos. 

- O problema é que muitos crentes se acomodam e deixam de orar, e quando vem a luta e as tentações, estão despreparados para enfrentar. 

- Sempre falo para a igreja: Depois da oração tudo fica mais fácil. 

- A maior dificuldade para o cristão é orar. 

- O inimigo vai fazer de tudo para o cristão parar de orar, porque ele sabe, que crente que não ora, vai ser derrotado por ele. 

 

Conclusão:  

- Não seja um crente com uma fé fraca. 

- Não seja um crente com raízes rasas. 

- Não seja um crente meia boca. 

- Não seja um crente desapegado da Palavra. 

- Não seja um crente que não ora. 

- Não seja um crente inconstante. 

- Mas seja um crente firme em Jesus Cristo. 

- Seja um crente com estrutura espiritual. 

- Seja um crente que tem experiências com Deus. 

- Seja um crente com uma fé firme no Senhor.


 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos