A PAZ DE DEUS
I Pe. 3.8-12
                                                                

17/07/2012
 

Int.- Estamos vivendo a vida cristã, desfrutando de uma caminhada de fé; procurando viver a Palavra de Deus, seguindo os princípios de Deus. O nosso objetivo final é chegarmos ao céu, para vivermos a eternidade com Deus; mas também queremos viver uma vida de satisfação e paz aqui na terra.

      A nossa busca em Deus também é por alegria, gozo, felicidade e paz. Também foi para isto que aceitamos a Jesus em nosso coração.

      Quer dizer, o nosso alvo maior é o céu, mas também buscamos as bênçãos terrenas para a nossa vida; bênçãos que acompanham a Salvação.

V.11: Aparte-se do mal e faça o bem; busque a paz e siga-a.

- Em outra versão diz: “Busque a paz e empenhe-se por alcançá-la”.

- A paz deve ser buscada.

- Não devemos ficar passivos esperando ela acontecer; mas agirmos.

- A paz é um dos aspectos do fruto do Espírito.

Gl. 5.22: Mas o fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.

- Essa paz é dada pelo Espírito Santo de Deus em nossa vida.

- É uma qualidade intima, adquirida mediante o progresso e a maturidade espiritual.

- Aquele que possui a paz interna tem a chance de propagá-la aos outros.

- Uma das coisas mais importantes para o crente é a paz em seu coração.

- A falta de paz gera ansiedade, preocupações, descontrole, incredulidade, desconfiança, medo, insônia.

I- Características da Paz de Deus.

Fp. 4.7: E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

- Esta paz é a paz como parte da natureza de Deus.

- Essa paz é a harmonia da alma com Deus.

Jó 22.21: Une-te, pois, a Deus, e tem paz, e, assim, te sobrevirá o bem.

- Se Deus está verdadeiramente na vida da pessoa ela vai ter essa paz.

- Se está faltando paz é porque Deus está longe da pessoa.

Essa paz é atribuída a Deus por que:

1-Trata-se de uma qualidade espiritual, que nos é divinamente conferida da parte do Espírito Santo.

2- Porque Deus é a sua fonte originária.

- A Paz de Deus na vida do crente, consiste de ralações saudáveis e harmoniosas, que prevalecem na vida interior, em resultado da reconciliação com Deus, por meio de Jesus Cristo.

- No versículo que lemos em Fp. 4.7: É declarado que a paz de Deus guarda o coração e a mente do crente.

- A Paz de Deus guarda nosso homem interior, isto é, protege.

- A Paz de Deus em nós, ela protege os nossos sentimentos de serem corrompidos e afetados.

- A Paz de Deus é diferente da paz do mundo, que depende das circunstâncias ao redor.

- Paz para o mundo: É ausência de guerra.

- Mas a Paz de Deus para o crente é algo interior, é uma satisfação interior que independe das circunstâncias externas.

- Podemos ter paz no meio de uma guerra.

- Podemos ter paz mesmo doente.

- Podemos ter paz mesmo com conflitos familiares.

- Podemos ter paz mesmo estando desempregado.

      Porque essa paz não depende do que acontece a nossa volta. É uma paz que vem de Deus aos nossos corações.

Jo. 14.27: Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.

- Jesus nos deixou a sua paz, que é verdadeira.

- Essa paz que Jesus dá o mundo não pode explicar.

- A pessoa aceita a Jesus, se converte; e de repente tudo muda em sua vida; vai embora aquele nervosismo, aquele descontrole, aquela ansiedade; porque Jesus dá a sua paz ao coração da pessoa.

Cl. 3.15: E a paz de Deus para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.

- Uma paz que vem de Deus ao coração do homem.

- Esta paz de Deus deve dominar os nossos corações.

- Quando a pessoa tem um encontro com Deus tudo muda em sua vida.

- Jacó quando lutou com o anjo do Senhor no Vale de Jaboque, ele estava apreensivo, intranquilo e desesperado.

- Jacó depois da luta com o anjo e abençoado por Deus, recebeu paz no coração.

II- As Mudanças Que a Paz de Deus Opera na Vida do Cristão.

- A Paz de Deus traz ao crente uma profunda retidão interior que se reflete exteriormente.

- A Paz de Deus traz um grande senso de justiça ao crente.

Tg. 3.18: Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.

- Não pode haver justiça em meio ao conflito, a intranquilidade e a ansiedade.

- Justiça e retidão só podem vir de Deus; assim, só pode haver paz no coração quando Cristo tem o pleno controle da vida.

Ef. 2.14: Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio.

- Jesus é o Príncipe da Paz.

Is. 9.6: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

- O primeiro fruto que aparece no crente após a conversão é a paz.

- É uma tranquilidade que o homem natural não entende e nem pode explicar.

Jo. 16.33: Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.

- A entrada no Reino de Deus nos proporciona essa paz.

Rm. 14.17: Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

- Quando passamos a viver esse Reino de Deus, passamos a gozar a paz de Deus.

III- Como o Cristão Pode Alcançar Mais Dessa Paz.

1-Através da leitura e da aplicação da Palavra de Deus.

Sl. 119.165: Muita paz têm os que amam a tua lei, e para eles não há tropeço.

- O Dr. Smiley Blanton um renomado psiquiatra disse: “Se o povo lesse a Bíblia e a observasse, grande número de nós, psiquiatras, fecharíamos nossos consultórios e iríamos pescar.

- A Palavra de Deus transforma a vida de quem a lê e a pratica.

- O cristão deve aplicar a Palavra de Deus em sua vida e ser um praticante da paz entre os irmãos.

Rm. 14.19: Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros.

- O psicólogo William James disse: Semeie uma ação e você colherá um hábito; semeie um hábito e ceifará um caráter; semeie um caráter e terá um destino.

2- Através da oração.

- Depois que oramos vem uma paz de Deus em nosso coração.

- Na oração a angústia, a ansiedade, as preocupações, o medo são tomados por Deus da nossa vida e passamos a gozar uma paz real.

Tg. 5.13: Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores.

- A oração vai trazer alivio em meio a aflição.

- Na oração o Espírito Santo confirma em nosso coração que Deus a ouviu e sentimos a convicção que a resposta virá.

- É difícil encontrar um crente de oração que esteja desesperado, aflito e sem paz no coração.

- Através da oração o Espírito Santo aplica a Paz de Deus em nosso coração.

- Por isso muitas vezes quando não conseguimos dormir, nos levantamos e vamos orar, então vem a paz, a tranquilidade e o sono novamente.

- Tem um adesivo nos vidros traseiros de alguns carros dizendo, "Tá estressado vai orar".

 

Conclusão: A Paz de Deus é fundamental à nossa vida, revelando o Evangelho de Cristo em nós e dando testemunho do poder e da presença de Deus em nós.

 

 

 

 

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens