Home
 
 
 
     
  A Importância do Nosso Relacionamento Com Deus 

17/02/2015

 
  Cl. 3.1-11     
 

                                                                         

 

Int.- O Apóstolo Paulo se preocupava muito com o relacionamento com Deus, e em suas Epístolas Paulo exorta os cristãos a terem um relacionamento estreito com Deus. 

      Nesta Epístola de Paulo aos Colossenses, Paulo exorta os crentes de Colossos a buscarem as coisas que são de cima; Paulo orienta a pensar nas coisas que são de cima. 

      Paulo sabia que as bênçãos dos céus para o crente, depende do seu relacionamento com Deus. 

      Paulo revela em suas Epístolas como isso é de suma importância para o crente. Paulo fazia essa exortação a todos os cristãos com que ele podia se comunicar. 

      O Apóstolo Paulo fala que a carne é o grande obstáculo no nosso relacionamento com Deus. A nossa natureza pecaminosa combate com o nosso espírito, para que não façamos a vontade de Deus. É uma guerra diária e ininterrupta que travamos contra a nossa carne, até se encontrar com o Senhor na Glória. 

Rm. 7.18,19: Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. 

      Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço. 

V. 24: Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte? 

      O crente depois de aceitar a Jesus, deve se empenhar para manter e crescer no seu relacionamento com Deus. 

Fp. 2.12: De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor. 

- Operai a vossa salvação, significa: Desenvolvei a vossa salvação. 

- Quer dizer: Cresçamos em nosso relacionamento com Deus. 

- A nossa salvação se desenvolve, quando crescemos no relacionamento com Deus. 

- Quando crescemos nesse relacionamento, somos abençoados, somos aperfeiçoados, somos lapidados para chegarmos a estatura de varão perfeito. 

Ef. 4.13: Até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo. 

- Veja aqui a vontade de Deus explicita: “Até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus”. 

- Esse conhecimento do Filho de Deus aqui é a intimidade, num bom relacionamento com Deus. 

I- Deus Quer Que Tenhamos Um Relacionamento Intimo Com Ele. 

Tg. 4.8: Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. 

- No Capítulo Vinte e Oito e Gênesis, quando Jacó viajava para Padã-Arã, ele teve um sonho, onde ele viu uma escada posta na terra cujo topo tocava nos céus, e os anjos de Deus subiam e desciam por ela. 

- Essa visão mostrava a Jacó o que Deus queria: Um relacionamento dele que estava na terra, com Deus que estava na céu; uma ligação entre a terra e o céu. 

- É o que Deus quer com conosco, um relacionamento íntimo com Ele. 

- Deus nos convida para andarmos com Ele. 

II Jo. 6: E o amor é este: que andemos segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como já desde o principio ouvistes: que andeis nele. 

- Para andarmos com Deus temos que praticar os Seus mandamentos. 

- Quer dizer: O nosso relacionamento com Deus só existirá se praticarmos a Sua Palavra. 

- É por isso que os ímpios não tem Deus em suas vidas, porque não praticam os mandamentos do Senhor. 

- Quando o homem se quebranta, se humilha e se arrepende dos seus pecados, então ele se aproxima de Deus. 

- O quebrantamento atrai Deus para perto de nós. 

Sl. 34.18: Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado e salva os contritos de espírito. 

- Você pode perguntar: Como faço para melhorar o meu relacionamento com Deus? 

- O quebrantamento de coração é uma das respostas para você. 

- Quando Profeta Jonas estava dentro do ventre do peixe, ali ele se humilhou e clamou a Deus por misericórdia, ele se quebrantou na presença de Deus. 

Jn. 2.7: Quando desfalecia em mim a minha alma, eu me lembrei do Senhor; e entrou a ti a minha oração, no templo da tua santidade. 

- O inimigo das nossas almas não quer que tenhamos um relacionamento estreito com Deus. 

- Primeiro porque ele sabe que isso nos levará a grandes vitórias e a vencê-lo em todas as batalhas. 

- Segundo porque ele sabe que isso nos levará a receber grandes bênçãos de Deus. 

- A quem você presenteia? 

- As pessoas mais próximas, os mais íntimos. 

- Deus opera da mesma forma; quem mais tem intimidade com Ele, é mais abençoado. 

Hb. 4.16: Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno. 

- Somos convidados a chegarmos ao trono da graça, a chegarmos perto do Senhor, para alcançarmos misericórdia e sermos ajudados por Deus. 

- Sempre a misericórdia é dada a quem está perto. 

- Dificilmente alguém que está longe recebe misericórdia. 

- Então vale a pena estar perto do Senhor. 

II- Os Passos Que Leva o Crente ao Um Bom Relacionamento Com Deus. 

1- Não Praticar as Obras da Carne. 

V. 5: Mortificai, pois, os vossos membros que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o apetite desordenado, a vil concupiscência e a avareza, que é idolatria. 

- A mortificação da nossa carne agrada imensamente a Deus. 

- Tem muito crente que frequenta bastante os cultos da igreja, mas não tem um relacionamento estreito com Deus; porque continua praticando as obras da carne. 

- Não basta ser religioso e gostar da igreja, para ter amizade com Deus, tem que mortificar as obras da carne. 

- Amados, Deus quer que andemos em Espírito. 

Gl. 5.16: Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne. 

- O crente mortifica a sua carne e começa a andar em Espírito e com isso consegue vencer os desejos da carne. 

2- Despojar-se dos Sentimentos Maus. 

V. 8: Mas, agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malicia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. 

- Deus não quer andar com um crente que tem esses sentimentos em seu coração. 

- Não só Deus, mas nenhum de nós, quer ter como amigo, uma pessoa assim. 

3- O Diálogo Constante Com Deus. 

- Quem são seus amigos? Pessoas que você está sempre dialogando, sempre conversando. 

- Dificilmente teremos um amigo que não conversamos. 

- Você vai chamar de amigo secreto, isso não vai acontecer. 

- Como o Crente Dialoga Com Deus? 

- Da mesma forma como duas pessoas dialogam. 

- O primeira pessoa fala, depois a segunda pessoa fala, é assim que acontece um diálogo. 

- O diálogo com Deus se dá pela leitura da Bíblia e pela oração. 

- Quando o crente lê a Bíblia, Deus está falando com o crente; e quando o crente ora, o crente está falando com Deus. 

- Esse diálogo constante com Deus leva o crente a uma grande intimidade com Ele. 

Cl. 4.2: Perseverai em oração, velando nela com ação de graças. 

- Paulo sabia que a oração constante do crente o levaria a uma comunhão grandiosa com Deus. 

- Não tem como você ter uma comunhão grande com Deus, sem ser um crente que ora e que medita constantemente na Palavra de Deus. 

Sl. 1.2: Antes, tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. 

- Pergunta: Você quer estar perto ou estar longe de Deus? 

- Responda: Para estar perto você precisa dialogar. 

Conclusão: 

- Te convido esta noite a um relacionamento mais íntimo com Deus. 

- Deus só revelará os seus segredos aqueles que são seus íntimos. 

- As grandes bênçãos de Deus são derramadas sobre os íntimos. 

- O coração de Deus se agrada daqueles que estão perto dele. 

- Se empenhe em sua comunhão com Deus. 

- Invista em sua comunhão com Deus. 

- Pratique a sua comunhão com Deus. 

- Deus quer tê-lo como seu amigo.

 


 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos