A ESPERANÇA DO CRENTE
Lm. 3.21
                                                              

15/07/2012
 

Int.- Este mesmo versículo em outra versão diz: Quero trazer à memória o que me pode dar esperança.

      Quem escreveu este livro foi o Profeta Jeremias, chamado de o profeta das lágrimas ou o profeta chorão. Porque Jeremias teve muitas lutas em sua vida, muitas perseguições e passou muito tempo preso no calabouço. Jeremias comeu o pão de dores.

      O nome Jeremias no hebraico significa: Jeová estabelece.

- Jeremias foi um dos quatro grandes profetas da Bíblia.

- Escreveu o livro de Jeremias e o livro de Lamentações.

- Jeremias era filho do sacerdote Hilquias.

- Foi constituído profeta antes de nascer.

- Jeremias foi constituído por Deus sobre as nações para arrancar e derribar, para destruir e arruinar, para edificar e plantar.

- Jeremias foi ameaçado de morte.

- Tamanho era o sofrimento de Jeremias que ele amaldiçoa o dia do seu nascimento.

- Todos nós sabemos que um profeta de Deus nunca vai ser bem visto pelos homens, porque vai mexer na ferida e contrariar as pessoas.

- As pessoas que querem praticar o mal nunca vão gostar de um profeta de Deus.

- Mas em meio a tantas lutas e perseguições Jeremias tinha esperança em Deus.

- Por isso Jeremias dizia: Disso me recordarei no meu coração; por isso, tenho esperança.

- Jeremias conhecia a Deus; conhecia o seu poder; conhecia a sua misericórdia; conhecia o seu amor.

V.22: As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não têm fim.

- Jeremias dizia não tem fim as misericórdias do Senhor.

Jr. 17.7: Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor.

I-As Circunstâncias da Vida Procuram Roubar a Nossa Esperança.

- Muitas vezes as lutas no casamento fazem-nos perder a esperança de um casamento feliz.

- Muitas vezes as dificuldades com os filhos fazem-nos achar que tudo está perdido.

- Muitas vezes as contínuas lutas financeiras fazem-nos perder a esperança que vamos prosperar.

- Muitas vezes as enfermidades que assolam o nosso lar fazem-nos perder a esperança de uma boa saúde.

- Mas nós como servos de Deus devemos renovar a nossa esperança em Deus.

Sl. 146.5: Bem aventurado aquele que tem a Deus de Jacó por seu auxilio e cuja esperança está posta no Senhor, seu Deus.

- Jesus nunca prometeu que não teríamos aflições e lutas.

- Mas Ele mesmo nos deu uma eterna consolação e esperança.

II Ts. 2.16: E o próprio nosso Senhor Jesus Cristo, e nosso Deus e Pai, que nos amou e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança.

- Jesus nos deu uma boa esperança.

- O que quer dizer isto? Esperança de coisas boas para a nossa vida.

Sl. 39.7: Agora, pois, Senhor, que espero eu? A minha esperança está em ti.

- Como servos de Deus não devemos colocar a nossa esperança no homem.

- Não devemos colocar a nossa esperança nos nossos recursos.

- Não devemos colocar a nossa esperança nos nossos diplomas.

Sl. 62.5: Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança.

- Nós devemos crer que Deus operará em nossa vida.

- Que Deus tem todo o poder de mudar qualquer situação.

- No mundo as pessoas dizem que a esperança é a última que morre.

- Mas para nós cristãos a esperança nunca morre.

Pv. 14.32: Pela sua malícia, será lançado fora o ímpio, mas o justo até na sua morte tem esperança.

- Porque o crente tem uma esperança viva.

I Pe. 1.3: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos.

II- A Esperança em Deus Deu Vitória a Muitos Servos de Deus.       

1-José foi vendido por seus irmãos; foi escravo na casa de Potifar; foi colocado na prisão, mas a esperança em Deus levou-o a ser governador no Egito.

Pv. 10.28: A esperança dos justos é alegria, mas a expectação dos ímpios perecerá.

2- Jó teve muitas perdas.

- Perdeu todos os seus bens.

- Perdeu todos os seus filhos.

- Perdeu a sua saúde.

- Mas as perdas de Jó não tiraram a sua esperança, e no final terminaram em bênção dobrada.

Jó 14.7: Porque há esperança para a árvore, que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos.

- Jó era um servo temente a Deus.

- Jó era homem sincero, reto e desvia-se do mal.

- A esperança de Jó em Deus era uma esperança firme.

3- Davi foi um homem que agradou muito a Deus.

- Quando Davi enfrentou Golias, e ouviu as suas blasfêmias, Davi não se atemorizou, mas Davi confiou em Deus e em seu poder, e isso o levou a honra.

I Sm. 17.45: Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu vou a ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado.

- Davi não confiou na sua funda e nem nas pedras.

- Davi não confiou nas suas habilidades.

- Mas Davi confiou no Senhor.

4- O espirito na carne de Paulo trouxe nova Graça a ele.

- Quando Deus disse a Paulo: A minha graça te basta, Deus estava lhe dizendo, descansa, eu cuido de você.

5- A prisão do Apóstolo João na ilha de Patmos.

- Trouxe a João a revelação de Deus das últimas coisas.

- Aquilo que era sofrimento trouxe esperança de um futuro promissor.

III- A Esperança do Cristão no Dia a Dia.

- Muitas vezes a prosperidade do ímpio abate a nossa esperança.

Pv. 23.17,18: Não tenha o teu coração inveja dos pecadores, antes, sê no temor do Senhor todo o dia.

      Porque deveras há um fim bom; não será malograda a tua esperança.

- O cristão terá um fim bom.

- O que Deus prometeu Ele irá cumprir em sua vida.

Hb. 10.23: Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança, porque fiel é o que prometeu.

- Quem tem Jesus tem esperança.

- Quem tem Jesus tem a esperança da glória de Deus.

Rm. 5.2: Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.

- A glória de Deus nos preenche, nos envolve, nos fortalece, nos renova em esperança.

- Deus faz a esperança abundar em nossa vida.

Rm. 15.13: Ora, o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo.

 

Conclusão: O cristão pode passar por várias dificuldades e tempestades, mas a sua esperança é renovada a cada dia pelo Senhor.

 

 

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens