Home
 
 
   

A Instituição da Santa Ceia

14/04/2013

Mt. 26.26-30  

                                                                             

Int.- Jesus em Seu ministério terreno, ensinou e praticou tudo aquilo que Ele queria que fizéssemos. Jesus não apenas pregou, mas Ele praticou e fez, para servir de exemplo, de modelo, de referencial para nós.

      Jesus não precisava ser batizado nas águas, mas Ele foi batizado para ser o nosso exemplo e cumprir toda a justiça.

      A Santa Ceia é a segunda ordenança que Jesus deixou para a Sua Igreja celebrar. Jesus a instituiu, porque ela tem uma importância muito grande na vida cristã.

      Quando o crente participa da Santa Ceia, ele é fortalecido espiritualmente.

      Nossa esperança é renovada a cada Santa Ceia que participamos.

      Nossa comunhão com Cristo e a Igreja é fortalecida.

      Na Santa Ceia nós adoramos a Deus por aquilo que Ele fez por nós.

      Cada vez que a Igreja se reúne para celebrar a Ceia do Senhor, estamos comemorando, a morte expiatória de Cristo, que nos libertou dos pecados.

      A Ceia do Senhor é uma lição objetiva que expõe os dois fundamentos do Evangelho:

1- A Encarnação.

Jo. 1.14: E o verbo se fez carne e habitou entre nós.

- Quer dizer: Jesus o Filho de Deus, deixou o céu e se fez homem.

- Quando comemos o pão da ceia estamos lembrando que Jesus é o Verbo que se fez carne.

Jo. 6.33: Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo.

2- A Expiação.

- Significa que o sangue de Jesus foi derramado para o perdão dos nossos pecados.

- A palavra expiação no hebraico significa “cobrir”.

- Cobrir tanto os pecados, como também o pecador.

Ex. 12.13: E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito.

- Nossos pecados são perdoados pelo sangue de Cristo derramado na Cruz do Calvário.

- A morte de Cristo foi uma morte expiatória, porque seu propósito era apagar o pecado.

Ef. 1.7: Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça.

I- Quatro Verdades Sobre a Celebração da Santa Ceia.

1- É uma Reunião de Comunhão.

- Nos reunimos em um só corpo para participarmos da Santa Ceia.

- Nenhum de nós é igual ao outro, mas mesmo assim nós temos comunhão por Jesus Cristo.

- A Santa Ceia fortalece essa comunhão.

I Co. 10.17: Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo; porque todos participamos do mesmo pão.

- A Santa Ceia fortalece a nossa comunhão com os irmãos e com Jesus.

- Na Santa Ceia nós cumprimos a ordenança dada por Jesus para a Sua Igreja.

- Na Santa Ceia nossa comunhão vertical é fortalecida.

- Cada cristão precisa participar da Santa Ceia para manter sua comunhão com Jesus e com a Igreja.

- Quando deixamos de participar da Santa Ceia, essa comunhão é prejudicada.

2- A Santa Ceia é uma Lembrança da Nova Aliança.

V.28: Porque isto é o meu sangue, o sangue do Novo Testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.

- Quando tomamos a Santa Ceia, estamos lembrando que estamos debaixo de um Novo Testamento, de uma Nova Aliança.

- Não precisamos sacrificar nenhum animal para sermos perdoados.

- O sacrifício de Cristo foi feito uma vez só para o perdão dos nossos pecados.

- A Nova Aliança é única e completa.

- Estamos debaixo de um Novo Testamento.

3- A Realidade do Sacrifício de Cristo.

I Co. 11.24: E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim.

- Jesus quer que nós lembremos do seu sacrifício feito na Cruz do Calvário.

- A nossa salvação foi comprada com preço de sangue.

I Pe. 1.18,19: Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais.

      Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.

- Na Santa Ceia lembramos do sacrifício de Cristo e valorizamos o Seu feito.

- Nenhum de nós era merecedor de tamanho perdão.

- Mas Deus nos perdoou pelo sacrifício de Cristo feito na cruz do Calvário.

- Na Santa Ceia nós lembramos quem nós éramos e o que agora somos em Jesus Cristo.

- A Santa Ceia tem o propósito de nós nunca vangloriarmos no que agora somos, os méritos são todos do Senhor Jesus.

- Você é o que agora é, por causa do Senhor Jesus.

4- Anunciar a Volta do Senhor Jesus.

I Co. 11.26: Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciai a morte do Senhor, até que venha.

- Cada vez que tomamos a Santa Ceia, estamos anunciando que Jesus virá buscar a Sua Igreja.

- Na última Ceia Jesus fez essa promessa.

Mt. 26.29: E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide até aquele Dia em que o beba de novo convosco no Reino de meu Pai.

- Jesus fez a promessa aos discípulos, de tomar a Ceia novamente no céu.

- Jesus estava falando das Bodas do Cordeiro, que será a festa de casamento de Jesus com a Sua Igreja.

- A Santa Ceia é uma prévia das Bodas do Cordeiro.

- Cada Santa Ceia que tomamos, estamos mais perto do arrebatamento da Igreja.

- A Santa Ceia é um lembrete que Jesus virá buscar a Sua Igreja.

- Se aqui na Santa Ceia, já ficamos alegres e felizes, imagine no céu.

- Nossas forças e alegrias são renovadas na Santa Ceia.

- Estamos vivendo e cumprindo a ordenança de Jesus para a Sua Igreja.

- Ele irá cumprir a Sua promessa.

- Pois Ele é fiel e justo para cumprir as Suas promessas.

 

 

  Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens