ANA, UMA MÃE EM ISRAEL 
I Sm. 1.1-8
                                                                

13/05/2012
 

Int.- O Livro de Primeiro Samuel começa mostrando neste primeiro capítulo, a história de uma mulher, de uma esposa, de uma serva de Deus, e a sua oração por um filho.

      A oração de Ana mudou a história de Israel e do sacerdócio em Israel. Os motivos dela podem ter sido vários, mas seu pedido estava de acordo com a vontade soberana de Deus, que estava preparando para trazer ao mundo um homem que fosse Seu fiel representante e porta-voz.

      O seu pedido de oração atendeu duas necessidades: A primeira o seu sonho de ser mãe; a segunda a de Israel de ter um sacerdote fiel, que exercesse o seu sacerdócio de acordo com a vontade de Deus.

I-Sua Origem e Descendência.

- O nome Ana no hebraico significa graça.

- Era casada com Elcana, um zufita (filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de Toú, filho de Zufe, efrateu)

- Viviam em Ramataim-Zofim, que significa duas elevações; a cidade foi construída sobre duas elevações adjacentes.

A) A Bíblia diz que Elcana tinha duas mulheres.

- O nome de uma era Ana e o nome da outra Penina.

- O código de Hamurabi daquela época dava o direito de Elcana ter outra mulher, porque Ana era estéril.

- A Bíblia diz que Penina tinha filhos, porém Ana não tinha filhos.

- Ana se sentia infeliz, humilhada, desprezada, atormentada e afligida.

- Naquela época a mulher que não tinha filhos era considerada desgraçada, ou seja, sem graça, sem o favor divino.

- A Bíblia diz que Elcana amava Ana, era ela a sua esposa preferida.

- Por mais que Elcana reafirmasse o seu amor e a cercasse de toda espécie de carinho e atenção, Ana não se sentia uma mulher completa.

- Para atormentá-la ainda mais, Penina a outra mulher de Elcana, a sua competidora, com inveja do amor de Elcana por Ana, a irritava para a embravecer, zombava dela e a insultava por causa da sua esterilidade.

- Porém Ana não revidava, não respondia, apenas chorava e não comia.

- Há um provérbio popular que diz: Ultrajando o inimigo, tu te colocas abaixo dele. Vingando uma injúria estás no mesmo nível com ele. Perdoando-o estás acima dele. A vingança é a arma mais inútil do mundo.

Ef. 4.32: Antes, sede uns para com os outros, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

- Quando nós perdoamos e não guardamos rancor estamos agradando a Deus e vivendo o verdadeiro cristianismo.

Pv. 25.21,22: Se o que te aborrecer tiver fome, dá-lhe pão para comer; e, se tiver sede, dá-lhe água para beber.

      Porque, assim, brasas lhe amontoarás sobre a cabeça; e o Senhor to pagará.

- O que me chama atenção nesse versículo é quando diz: “E o Senhor to pagará”.

- Deus pagou a Ana pela sua atitude e comportamento lhe dando um filho.

- Deus observa nossas atitudes e comportamento.

- Nós precisamos viver um cristianismo segundo Jesus nos ensina nas Escrituras.

B) Elcana Sacrifica ao Senhor em Siló.

- A Bíblia diz que Elcana subia de ano em ano com suas esposas para sacrificar e adorar ao Senhor dos Exércitos em Siló.

- Silo era uma cidade que ficava ao norte de Betel.

- Foi o lugar onde os filhos de Israel sob o comando de Josué, armaram a tenda da congregação.

- Durante os primeiros anos da conquista da terra o Tabernáculo estava ali.

- Siló nesse começo ficou sendo o centro religioso para Israel.

- Nessa oportunidade que Elcana foi a Siló com as suas mulheres para sacrificar ao Senhor; Ana entrou no templo.

I Sm. 1.10: Ela, pois, com amargura de alma, orou ao Senhor e chorou abundantemente.

- Ana estava lançando ao Senhor toda a sua angustia e tristeza.

I Pe. 5.7: Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.

- Uma frase muito importante: “O extremo do homem é a oportunidade de Deus”.

- Muitas vezes o homem quando está bem não se lembra de Deus e não o busca, mas quando muitas vezes surge os problemas e as lutas, então vai procurar Deus.

- E Deus opera quando o homem o busca de todo o coração.

Sl. 51.17: Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.

- Quando a pessoa busca a Deus de todo o coração o acha.

Exemplos:

1-Jacó quando retornava de Padã-Arã para Canaã, estava no extremo de sua vida, sabendo que seu irmão vinha ao seu encontro para o matar, passou a noite no Vale de Jaboque buscando a Deus, foi a oportunidade de Deus agir.

2-Jonas estava no extremo da sua vida no fundo do mar, dentro do grande peixe, foi a oportunidade de Deus tocar em seu coração e agir.

3- O Rei Ezequias estava muito doente e no extremo da sua vida, o profeta Elizeu foi ao palácio para avisa-lo, para por em ordem a sua casa, que ele morreria; então Ezequias chorou e orou ao Senhor do seu aposento, foi a grande oportunidade de Deus agir.

4- O Rei Josafá, rei de Judá, temia a Deus, e vieram guerrear contra Judá os Moabitas e os Amonitas, que formavam um exército maior do que o exército de Judá; então Josafá se achou em aperto e no extremo da sua vida; a Bíblia diz que Josafá pôs-se a buscar o Senhor, e Deus agiu e lhe deu uma grande vitória em seu reinado.

- Amado talvez você esteja no extremo da sua vida, no fundo do poço, não tem para onde você correr, é a hora da oportunidade de Deus agir na sua vida.

- Mas Deus só opera se nós confiarmos Nele e deixarmos Ele agir.

Sl. 37.5: Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.

II- Deus Opera na Vida de Ana.

- Na oração de Ana, ela fez um voto ao Senhor dizendo: “Que se Deus lhe desse um filho varão, ela o daria por todos os dias da sua vida”.

- Deus aceitou aquele voto usando o sacerdote Eli dizendo-lhe: “Vai em paz, e o Deus de Israel te conceda a tua petição que lhe pediste”.

- A Bíblia diz que Ana voltou para a sua casa, e que seu semblante já não era mais triste.

- Quando você sente que Deus te ouviu, você passa a descansar. Foi isso que aconteceu com Ana.

- A benção agora já estava a caminho, agora era só questão de dias.

- Quando Deus decreta a nossa benção, é certeza que ela vai chegar.

- Passado nove meses nasceu Samuel, seu nome significa “pedido ao Senhor”.

- Samuel se tornou no maior sacerdote que Israel teve em sua existência.

- Por intermédio de Samuel, Deus proveu:

1- Livramento do jugo dos filisteus.

2- Preparação para o reino.

3- Um santuário permanente em vez do Tabernáculo em Siló.

4- Melhor sacerdócio.

- Mas não ficou só por aí não.

- Aquele ato de fé e desprendimento, devolvendo o filho ao Senhor, fez com que Ana achasse graça diante de Deus.

- E Deus concedeu a Ana ainda, mais três filhos e duas filhas.

- Olha só o que Deus fez.

- Com Deus Ana não perdeu, só ganhou.

- Quando você dá para Deus, Ele te dá muitas vezes mais.

- Ana ficou tão contente com o agir de Deus, que compôs um cântico de agradecimento, que está no capítulo dois.

I Sm. 2.2: Não há santo como é o Senhor; porque não há outro fora de ti; e rocha nenhuma há como o nosso Deus.

V.6: O Senhor é o que tira a vida e a dá; faz descer a sepultura e faz tornar a subir dela.

V.7: O Senhor empobrece e enriquece; abaixa e também exalta.

V.8: Levanta o pobre do pó e, desde o esterco, exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes.

- Havia chegado o tempo de cantar.

- Ana reconhecia a soberania de Deus e o Seu poder.

- Quando nós compreendemos o agir de Deus, passamos a confiar e a descansar.

- Ana fez acontecer o seu sonho, de ser mãe e o sonho de Deus, de levantar um sacerdote fiel em Israel, naqueles dias de crise.

- Ana cantou ao Senhor pelo Seu poder e pela Sua soberania.

- Você também vai cantar o hino da vitória, é o desejo de Deus.

- Deus havia mudado as lágrimas de Ana em sorriso.

- Deus havia mudado o seu pranto em alegria.

- Servir ao Senhor foi o maior prazer da vida de Ana.

 

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens