Home
 
 
 
 
 
 
  A Importância do Cristão Participar da Santa Ceia

13/02/2016   

 
  Jo. 6.53,54    
 

 

Int.: Jesus Cristo deixou duas ordenanças para a Sua Igreja:

1- O Batismo nas águas.

2- Santa-Ceia.

      Em São Mateus 1.19: Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.

      O batismo nas águas é uma das ordenanças de Jesus para o crente receber a vida eterna.

Mc. 16.16: Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.

- O profeta João Batista veio preparar o caminho para Jesus e João Batista batizava as pessoas o batismo do arrependimento.

- Quando Jesus veio, Ele anunciou e juntamente com os Seus discípulos batizava os crentes: Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Para que assim os crentes tomassem posse do Reino de Deus.

- O batismo nas águas é a porta de entrada para o crente ingressar no Corpo de Cristo, que é a Igreja.

- A Santa-Ceia é a segunda ordenança que Jesus deixou para a Sua Igreja.

- A Santa-Ceia é o rito de comunhão com Jesus e com a Igreja.

- A Santa-Ceia é a continuação da vida de fé do cristão.

I Co. 11.26: Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor, até que venha.

- Nós temos a ordenança de Jesus para tomarmos a Santa-Ceia até que Ele venha buscar a Sua Igreja.

- Por isso tomamos a Santa-Ceia todos os meses.

- E quando tomamos a Santa-Ceia lembramos a morte do Senhor Jesus.

- Culto de Santa-Ceia é culto de lembrarmos o sacrifício vicário de Cristo na cruz do Calvário.

- Para nós lembrarmos que éramos pecadores destinados ao inferno; e que agora somos perdoados, justificados e destinados para o céu.

- Somos novas criaturas em Cristo Jesus.

I- A Santa Ceia É Essencial Para a Nossa União Com Cristo.

V. 53: Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.

- Jesus disse isso a multidão a beira do Mar da Galiléia.

- A metáfora que Jesus usou, de comer a sua carne e beber o seu sangue, chocou os judeus que a ouviram.

- Os judeus estavam com o pensamento naquilo que é natural, que é físico, que é carnal.

- Jesus estava dizendo aqui que o crente precisa dele para a sua sustentação espiritual, do seu crescimento espiritual e da continuação da sua vida espiritual.

- Jesus estava aqui dizendo: Se assim não fizerdes, não tereis vida em vós mesmos.

- Jesus estava dizendo: se você não vive os seus ensinamentos, se você não está em comunhão com Ele: você não tem vida espiritual.

- Apenas frequentar a igreja é insuficiente; você precisa viver os Seus ensinamentos e manter comunhão com Ele.

- Quem tem comunhão com Jesus tem vida espiritual.

I Jo. 5.12: Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida.

- Amados, ter vida espiritual é essencial para a nossa fé cristã.

- Quem não tem vida espiritual: Não tem alegria, não tem paz, não tem convicção, não tem esperança.

 I Jo. 5.11: E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho.

- Quem tem Jesus tem vida.

- Quem tem Jesus tem tudo.

- Estamos caminhando para o céu com Jesus no coração.

- O nosso modelo, o nosso exemplo, o nosso referencial é Jesus.

Hb. 11.2: Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se a destra do trono de Deus.

- Viva a vida cristã olhando para Jesus.

II- A Santa Ceia É Essencial Para a Nossa Vida Eterna.

V. 54: Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.

- Aqui Jesus está falando da vida eterna.

- Se não participa da Sua vida, se não aceita a Sua morte vicária, não tem a vida eterna.

- O propósito maior ao aceitarmos a Jesus como Salvador é alcançarmos a vida eterna.

I Pe. 1.9: Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das almas.

- O fim da nossa fé não é um diploma universitário.

- O fim da nossa fé não é um emprego com um alto salário.

- O fim da nossa fé não é a prosperidade material.

- O fim da nossa fé não é a cura de uma enfermidade.

- O fim da nossa fé não é uma paz social.

- O fim da nossa fé é a vida eterna em Cristo Jesus.

- Foi para isso que aceitamos a Jesus como Salvador.

I Co. 15.19: Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.

- O nosso propósito maior é o céu; é a vida eterna.

- Quando você participa da Santa-Ceia, você está comendo a carne e bebendo o sangue de Jesus.

- O pão simboliza o corpo de Jesus.

- O cálice simboliza o sangue de Jesus.

Conclusão:

- Valorize a Santa-Ceia.

- Tenha alegria em participar da Santa-Ceia.

- Sinta a comunhão ao participar da Santa-Ceia.

- Participe lembrando o que Jesus fez por você no Calvário.

- Quando participamos da Santa-Ceia: Somos renovados, somos fortalecidos; somos abençoados.

- A Santa-Ceia tem um valor espiritual muito grande para o crente.

- Crente que tem o temor de Deus, não deixa de tomar a Santa-Ceia.

- Crente que está em plena comunhão com Jesus e com a Igreja, não vê a hora de chegar o dia da Ceia.

- Santa-Ceia é compromisso com Deus.

- Santa-Ceia é aliança com Deus.

- Quem está em aliança com Deus não quer perder a Santa-Ceia.

- O valor que você dá para a Santa-Ceia é o tamanho do amor de Deus que está em seu coração.

- A Santa-Ceia uni mais o crente com o Corpo de Cristo, que são os irmãos.

- Quando tomamos a Santa-Ceia estamos glorificando o nome do Senhor e valorizando o sacrifício vicário de Cristo na cruz do Calvário.

- O crente mostra que está com saúde espiritual quando sente a falta da Santa-Ceia.

 

 

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos