A CARREIRA DO CRISTÃO                                                                                                   12.04.2011

Hb. 12.1-11
 

Int.- No versículo primeiro fala que estamos rodeados de uma grande nuvem de testemunhas. Estas testemunhas são os heróis da fé do capítulo onze; homens que enfrentaram perseguições, adversidades, prisões, tentações, escárnios e todo tipo de provações e foram vencedores.

      O Senhor está nos dizendo no versículo primeiro, por causa da grande nuvem de testemunhas, vidas que deixaram seu testemunho na história bíblica, corramos a carreira da vida que Deus colocou diante de nós.

      Aqui o cristão é comparado como um atleta. Como o atleta que se prepara para a corrida, deixemos de lado todo o embaraço, o hábito pecaminoso e tudo que possa nos impedir de corrê-la.

      A nossa vida de fé em direção ao céu é como uma corrida. Tem o ponto de partida, tem os percalços no caminho e tem o ponto de chegada.

I Co. 9.24- Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.

Fp. 3.14- Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

II Tm. 4.7- Combati o bom combati, acabei a carreira, guardei a fé.

At. 20.24- Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus.

I- Para Correr a Carreira da Vida Cristã, Alguns Princípios São Necessários:

1- Ser Perseverante.

Hb. 12.1- Corramos, com paciência.

- A vitória é daqueles que perseveram.

I Co. 15.58- Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

Mt. 10.22- Mas aquele que perseverar até o fim será salvo.

 

2- Suportar a Disciplina.

Hb. 12.11- E, na verdade, toda correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas, depois, produz um fruto pacifico de justiça nos exercitados por ela.

Hb. 12.5-8- Já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor e não desmaies quando, por ele, fores repreendido.

      Porque o Senhor corrige o que ama e açoita a qualquer que recebe por filho.

      Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque que filho há a quem o pai não corrija?

      Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois, então, bastardos e não filhos.

- O atleta se submete a disciplina para vencer.

Pv. 3.11,12- Filho meu, não rejeites a correção do Senhor, nem te enojes da sua repreensão.

      Porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem.

3- Segue a Paz Com Todos e a Santificação.

Hb. 12.14- Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.

I Pe.1.15,16- Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver.

      Porquanto escrito está: Sede santos, porque eu sou santo.

II- O Modo da Carreira do Cristão.

- Carreira: Modo de vida.

      O modo de vida do cristão é diferente. Essa diferença se manifesta no rompimento com a mentalidade do mundo, ou seja, o cristão não se conforma e não aceita viver como o ímpio vive.

Rm. 12.2- E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

      Em sua oração sacerdotal em João 17.15, Jesus roga ao Pai: Não peço que os tire do mundo, mas que os livres do mal.

- Ser livre do mal significa: Não assimilar os valores e os padrões do mundo.

 

- Isto significa que o cristão vai pensar diferente, falar diferente, negociar de modo diferente, ter a sua participação na política de maneira diferente, conceber o sexo de maneira diferente, ser um patrão diferente. Essa diferença é a diferença provocada pelo Evangelho.

      É importante destacar que o rompimento com a mentalidade do mundo não significa alienação ou afastamento da sociedade.

      A Igreja não é chamada para fugir do mundo, ao contrário, ela é enviada para dentro do mundo.

Jo. 17.18- Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.

      Os nossos atos e as nossas palavras precisam mudar as estruturas pecaminosas dessa sociedade que desconhece a verdadeira religião de Cristo.

- Nós fomos chamados para fazer a diferença e para sermos diferentes.

Hb. 12.1- Deixemos todo embaraço.

- Embaraço: Tudo aquilo que bloqueia e nos suga a energia espiritual.

Exemplo: Um trabalho sem a direção de Deus.

- Um namoro sem aprovação de Deus.

- Um apego ao materialismo.

- Más companhias.

- Más conversações.

- Apego a televisão e a internet.

Hb. 12.1- E o pecado que tão de perto nos rodeia.

- Somos tentados diariamente a pecar.

- O pecado está a nossa volta, bem perto de nós.

Rm. 13.12- A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz.

 

Conclusão: Corramos a carreira da vida cristã olhando para Jesus.

- Ele é o nosso modelo, nosso exemplo.

- Olhe para a vida de Jesus.

- Olhe para as atitudes de Jesus.

- Olhe para a sua vida de oração.

- Olhe para a sua vida de jejum.

- Olhe para o seu exemplo de amor.

   

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens