Home
 
 
 
 
 
 
 

11/09/2018 

                       A Parábola da Pérola de Grande Valor                       

Mt. 13.45,46

Int.- Esta parábola de Jesus ilustra o indivíduo que encontra o reino dos céus, como algo de grande valor, como resultado de uma busca diligente.

      O homem que é personagem desta parábola aparece competente critico de valores, perito conhecedor de pérolas. A busca desse homem era resoluta, decisiva, judiciosa, incessante, guiada por princípios diligentes e pela experiência.

      No o tempo de Jesus as pérolas tinham grande valor, comparativamente mais do que na atualidade, porquanto, no mercado de joias, tinha mais valor do que as esmeraldas, as safiras e outras pedras preciosas.

      As pérolas eram usadas para decorar as vestes dos ricaços. Uma das razões que o imperador Claúdio deu para invadir a Inglaterra foi o desejo de fomentar ali um novo mercado de pérolas.

      As pérolas eram produzidas no golfo Pérsico, no mar Vermelho e no oceano Índico.

      Embora as pérolas não sejam minérios, são compostas de substâncias minerais; sempre ocuparam lugar de importância no mundo antigo.

      O povo para quem Jesus falou certamente conhecia bem o fato que muitos negociantes buscavam pérolas de grande valor, e tanto mais porque a Palestina ficava à beira do mar Mediterrâneo. Devido à associação das pérolas com o mar, os pescadores e o povo que moravam à beira-mar devem ter sentido o impacto desta parábola.

      Aqui vemos o quadro de um homem que sempre encontrava pérolas de pequeno valor, mas que continuou em sua busca por uma pérola soberba, singular, de grande preço.

      Finalmente a sua busca o guiou aquela pérola raríssima. Por conhecê-las bem, reconheceu imediatamente que aquela pérola era não somente grande, mas também dotada de formação perfeita, sem falhas. O seu desejo de possuí-la foi tão intenso que vendeu tudo quanto tinha, todas as riquezas que havia conquistado durante toda a sua vida, a fim de comprar aquela pérola extraordinária.

- Essa pérola da parábola, simboliza Cristo e seu reino.

- Quando aceitamos a Cristo como salvador, adquirimos essa Pérola de grande valor para a nossa vida.

I- A Natureza da Pérola.

      A pérola é produzida a partir de um organismo vivo.

- Sua formação é bem diferente de qualquer outra pedra preciosa, como safira, diamante, rubi ou esmeralda.

- A pérola é produzida a partir de um ferimento sofrido por um organismo vivo, como uma ostra.

- O momento em que acontece a produção da pérola advém da presença de alguma substância externa, como um grão de areia. Matéria calcária é pulverizada em camadas finas sobre o objeto estranho até que, finalmente, ele adquire o brilho da pérola.

- Assim, nesse processo de fabricação, o organismo vivo circunda o objeto, desavisado e atormentado, com a sua madrepérola e uma membrana até que, gradualmente, a pérola seja formada. Algo belo é produzido a partir de muito sofrimento. Aquela partícula rejeitada torna-se uma pérola de grande valor.

- Quão significativo é o fato de a igreja provir do lado ferido de Cristo.

- Maior do que o mistério e a maravilha da criação de uma pérola dentro da casca de uma ostra, é a dedicação daquele que, por meio do extenuante esforço e da dor que nossos pecados lhe causaram, transformou a vergonha e o sofrimento naquilo que ele mesmo desejava.

- Tal e qual o pequeno grão de areia, que finalmente é revestido de uma beleza não própria de si mesma, assim somos nós, recobertos com o esplendor daquele que sofreu por nós.

II- A Explicação da Parábola da Pérola de Grande Valor.

      Nessa parábola, Jesus conta a história de um homem negociante que está à procura de boas pérolas. Durante essa procura, ele encontra uma pérola de valor excepcional, porém, para comprá-la, esse homem precisa vender tudo o que têm. Prontamente ele faz o que precisa ser feito, ele vende as suas posses para poder adquirir a pérola de grande valor.

      Nos dias de Jesus as pérolas eram muito procuradas, e seu valor já era conhecido. Geralmente as pérolas de maior valor eram obtidas no Golfo Pérsico ou no Oceano Índico, sendo que os mercadores podiam ir até a região da Índia em busca de boas pérolas. As pérolas mais baratas e com qualidade inferior vinham quase sempre do Mar Vermelho. Tudo isso deixa claro que para que alguém conseguisse as pérolas mais valiosas era preciso viajar muito.

O homem da história contada por Jesus estava buscando as melhores pérolas.

- Não sabemos para onde ele viajou, sabemos apenas que sua busca foi bem sucedida.

- Note que o texto diz que esse homem “busca boas pérolas”.

- Isso significa que, quando ele encontra a pérola que o surpreende, ele está em plena atividade de seu trabalho.

- Ele estava buscando pérolas, mas, mesmo buscando, o que ele encontra o surpreende.

- Ele encontrou a melhor pérola que já havia visto em toda sua vida.

- Aqui podemos ver certa semelhança no tocante a “surpresa” tal como encontramos na Parábola do Tesouro Escondido.

- Na Parábola do Tesouro Escondido o homem não está procurando tesouro algum e é surpreendido, enquanto nessa, ele está procurando pérolas, mas é surpreendido com o resultado de sua busca.

      O ensino principal dessa parábola é o mesmo da Parábola do Tesouro Escondido.

- Essa parábola trata da disposição de se entregar tudo em favor de um bem de valor incalculável, do próprio Cristo e seu reino.

- Tal como na parábola anterior, aqui o negociante vende tudo o que têm para poder comprá-la.

- É importante destacar que a salvação não é comprada.

- Sabemos que a salvação é um dom gratuito de Deus.

Ef. 2.8: Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus.

- O fato do negociante vender tudo quanto tem para comprar a pérola de grande valor, significa que a pessoa deve fazer todo esforço para alcançar a salvação em Cristo Jesus; não deixar que nada se torne um impedimento na sua vida para adquirir a salvação.

Mt. 11.12: E, desde os dias de João Batista até agora, se faz violência ao reino dos céus, e pela força se apoderam dele.

- Quer dizer: pela dedicação, pelo empenho, pela perseverança se alcança o reino dos céus.

- Duas coisas importantes a respeito da pérola de grande valor: Primeira que é receber Jesus no coração, a salvação eterna.

- Segunda que é manter a pérola de grande valor: a presença de Jesus em nosso coração, a salvação eterna.

Ap. 3.11: Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.

III- Lição Importante da Parábola da Pérola de Grande Valor.

- Alguns encontram Cristo buscando diligentemente.

- Uns encontram o maravilhoso tesouro sem ao menos estarem procurando, enquanto outros encontram a pérola de grande valor após uma busca incessante.

- Todos nós nos enquadramos em uma das duas situações.

- Sabemos que ao homem caído e corrompido pelo pecado é impossível buscar por si mesmo a Cristo.

Sl. 100.3: Sabei que o Senhor é Deus; foi ele, e não nós, que nos fez povo seu e ovelhas do seu pasto.

- Mas muitos cristãos, antes da sua conversão, buscavam algo que poderia satisfazê-los.

- Procuraram e procuraram por um longo tempo, muitas vezes sem ao menos saber o que estavam procurando, até que, na sua procura, se depararam com o precioso tesouro da salvação e de uma nova vida pelo Espírito.

- Esse crente ficou exultante, ele encontrou a Cristo.

- Mesmo tendo procurado, se surpreenderam com o imenso tesouro que encontraram.

- Se na Bíblia temos exemplos de pessoas que encontraram o tesouro escondido sem ao menos procurá-lo, como o Apóstolo Paulo no caminho de Damasco.

- Também temos exemplos de pessoas que encontraram a pérola de grande valor após uma busca diligente, como por exemplo:

a) O eunuco etíope.

At. 8.30,31: E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes tu o que lês?

      E ele disse: Como poderei entender, se alguém me não ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse.

b) Cornélio

At. 10.33: E logo mandei chamar-te, e bem fizeste em vir. Agora, pois, estamos todos presentes diante de Deus, para ouvir tudo quanto por Deus te é mandado.

c) O carcereiro de Filipos.

At. 16.30: E, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?

V. 31: E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.

- O reino dos céus é um tesouro de valor incalculável, que deve ser buscado acima de tudo.

- É obtido quando renunciamos a tudo que nos impede de ser parte dele.

- Vender tudo significa que de todo nosso coração devemos abdicar de todos os demais interesses, por um único interesse supremo, que é Cristo.

- Paulo havia trocado todas as coisas deste mundo para ganhar a Cristo.

Fp. 3.8: E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo.

- O bem mais precioso da vida de Paulo era a presença do Senhor Jesus Cristo na sua vida.

- Essa parábola indica o incomparável valor do reino de Deus, que leva um homem a fazer todo o possível para possuí-lo.

- A salvação do crente deve ser desenvolvida com temor e tremor.

Fp. 2.12: De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor.

- O crente deve cuidar da sua salvação como um tesouro de muito valor.

- Como uma pérola de muito valor.

- Deve preservá-la e não deixar que o inimigo a arrebate-a.

I Pe. 5.8: Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.

- O objetivo do diabo é roubar a salvação do coração do crente.

- E o crente tem que ser sóbrio e vigiar, para que o diabo não lhe subtraia a salvação alcançada.

Conclusão: O crente tem que abrir o coração para receber a benção da salvação, e também se esforçar para manter a salvação alcançada.

- Uma coisa é conquistar a salvação, outra coisa é manter.

- Não é fácil manter com fervor a vida espiritual. Precisa ter muita determinação, buscar a Deus diariamente, frequentar os cultos da casa de Deus, manter uma vida consagrada, ler a Bíblia com um coração quebrantado perante Deus.

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos