Home
 
 
 
 
 
 
 

10/07/2018 

               A Importância do Crente Ter a Mente Renovada              

Rm. 12.1,2

Int.- A mente do homem é a sede do pensamento. É ela que nos dá condições de conhecer, pensar, imaginar, lembrar e entender as coisas. O intelecto, a sabedoria, a inteligência e o raciocínio humanos pertencem à mente. De modo geral, a mente é o cérebro. Mente é um termo psicológico; cérebro é um termo fisiológico. A mente da psicologia é o cérebro da fisiologia. A mente exerce um importante papel na vida humana porque o pensamento influencia a ação.

      Nós usamos a nossa mente para pensar, raciocinar, lembrar e compreender.

      De acordo com a Bíblia, a mente do homem é singular, pois constitui um campo de batalha onde Satanás e os espíritos malignos contendem contra a verdade e contra o cristão.

      O campo onde se trava a batalha pela conquista dessa fortificação é a mente.

II Co. 4.4: Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.

      Satanás cegou o entendimento dos incrédulos, para que eles não vejam a luz do evangelho de Cristo e cheguem à salvação.

      Quando Satanás aprisiona a mente de alguém, esta endurece.

Cl. 1.21: A vós também, que em outro tempo éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora, contudo, vos reconciliou.

      O intelecto do homem que não é regenerado é incapaz de compreender a Deus. É necessário que o imenso poder divino destrua os argumentos humanos. Isso acontece na hora do novo nascimento, quando o homem se arrepende de seus pecados. A definição original de arrependimento é simplesmente uma mudança de mente.

      O homem que não é regenerado tem uma mente obscurecida.

      Com a conversão, ela sofre uma mudança drástica, Deus opera uma mudança na mente do homem para que ele possa receber um novo coração.

Ez. 36.26: E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei o coração de pedra da vossa carne e vos darei um coração de carne.

Ez. 36.27: E porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis.

I- O Crente Enfrenta Uma Grande Batalha Depois da Regeneração.

      Mesmo depois da conversão Satanás vai lutar com todas as suas forças para derrotar o crente.

- Paulo escreveu aos crentes de Corinto.

II Co. 11.3: Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos e se apartem da simplicidade que há em Cristo.

- Paulo reconhece que, assim como Satanás cega a mente dos ímpios, também engana a mente dos crentes.

- A mente sofre a investida violenta dos poderes das trevas mais que qualquer outra parte do homem.

- Eles sabem que a mente é o ponto mais fraco de nosso ser.

- Por isso a nossa mente deve estar protegida.

Ef. 6.17: Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.

- É possível um filho de Deus ter uma nova vida e um novo coração e não possuir ainda uma nova mente.

- Muitos crentes têm uma mente velha, embora seu coração seja novo.

- O coração deles está cheio de amor, enquanto a mente não tem nenhuma percepção das realidades espirituais.

- Muitas vezes, as intenções do coração são inteiramente puras; mas os pensamentos, confusos.

- O cérebro do homem causa mais prejuízos aos outros do que o coração.

II- A Importância da Renovação da Mente.

      Devemos entender o quanto é importante termos a mente e o coração renovados.

V. 2: E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

- Se o cristão não renovar a mente, sua vida será desequilibrada e limitada.

- Deus quer renovar a nossa mente como Ele renovou o nosso espírito.

- O povo de Deus precisa saber que, se desejamos ter uma vida plena, devemos renovar a mente.

- Uma mente vazia constitui uma base para o maligno atuar.

- Há um ditado que diz: Mente vazia, oficina do Diabo.

- A mente do crente deve estar ocupada com as coisas que são de cima.

Cl. 3.2: Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.

V. 3: Porque já estais mortos, e vossa vida está escondida com Cristo em Deus.

- Quando o inimigo ataca a mente do cristão, este tem dificuldade para ouvir os outros.

- Quando a mente do cristão sofre um ataque violento, perde a capacidade de pensar.

- O que Deus quer, por ocasião da conversão, não é apenas uma mudança na nossa mente. Sua vontade é que tenhamos uma mente totalmente renovada, transparente como cristal.

- Para termos uma mente renovada, devemos nos aproximar da cruz.

Ef. 4.22,23: Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano.

      E vos renoveis no espírito do vosso sentido.

- Sabemos que o nosso velho homem já foi crucificado com o Senhor.

- Agora ele nos exorta a nos despojar, para que nossa mente possa ser renovada.

- É claro que essa renovação é obra de Deus, mas o despojar-se, negar, abandonar do velho pensamento é tarefa nossa.

- Se realizarmos nossa parte, o Senhor fará a dele.

- A mente não renovada acha-se espiritualmente morta.

- Com a mente renovada, podemos nos maravilhar com o poder de Deus.

- O crente com a mente renovada a capacidade de concentração se torna muito mais aguçada.

- O entendimento, mais perceptivo; a memória, mais pronta; o raciocínio, mais claro; e a perspectiva, menos limitada.

- Trabalhamos com mais eficácia, raciocinamos com maior clareza e captamos os pensamentos dos outros com mais facilidade.

- Nossa mente é um instrumento através do qual o Espírito Santo age.

- Seguir o espírito produz vida e paz.

Rm. 8.14: Porque todos os que são guiados pelos Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.

- Se quisermos que o Espírito nos guie, temos de levar nosso espírito e nossa mente a operar ativamente junto com ele.

- Tudo em nossa vida deve estar sob controle, inclusive a nossa mente.

- Não podemos soltar as rédeas, senão os espíritos malignos tirarão proveito disso.

- O pensamento é a semente da ação.

- Tudo se inicia no pensamento.

- Um descuido nessa questão invariavelmente conduz a um pecado.

Fp. 4.8: Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.

- Devemos empregar todos os nossos esforços ao tratar com nossos pensamentos.

- Se deixarmos nossa vida mental sem controle, possivelmente não teremos domínio sobre mais nada.

I Pe. 1.13: Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo.

- Aqui fala: Cingir os lombos do vosso entendimento.

- Quer dizer: Controlar nossos pensamentos, sem jamais deixa-los soltos.

- O propósito de Deus é que levemos todo pensamento cativo à obediência a Cristo.

- Por isso, devemos examinar cada um dos nossos pensamentos sob a luz de Deus.

- Temos de examinar e controlar todo pensamento.

- A mente do crente deve estar cheia da Palavra de Deus.

Hb. 8.10: Porque este é o concerto que, depois daqueles dias, darei com a casa de Israel, diz o Senhor: porei as minhas leis no seu entendimento e em seu coração as escreverei; e eu lhes serei por Deus, e eles me serão por povo.

- Devemos ler a Palavra de Deus e decorar versículos bíblicos, para que nos momentos de grande necessidade possamos lançar mão desse conhecimento.

- Quando estivermos necessitando de luz para o nosso caminho, logo nos lembraremos daquilo que a Bíblia diz.

Conclusão: Como servos de Deus precisamos sempre estar com a mente renovada.

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos