Home
 
 
   

O Sacrificio Vicário de Cristo

09/11/2013

I Pe. 3.18  

                                                                             

Int.: Cristo padeceu uma única vez pelos pecados de todos nós.

- E foi suficiente para satisfazer todas as exigências dos sacrifícios.

- Seu sacrifício foi único e suficiente para toda a humanidade.

- O sacrifício de Cristo é perfeito em si mesmo.

- Nada pode ser acrescentado a esse sacrifício.

Hb. 10.10: Na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feito uma vez.

I-As Razões do Sofrimento de Cristo.

1-Carregar os Nossos Pecados.

I Pe. 2.24: Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas pisaduras fostes sarados.

- Os nossos pecados eram muitos e não poucos.

- A cruz é a maior expressão do amor de Deus por nós.

Tg. 1.17: Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança, nem sombra de variação.

- E a dádiva do Seu Filho é a maior delas.

- Deus nos deu um grande presente em Seu Filho Jesus Cristo.

Is. 53.5: Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados.

- Nossas transgressões e iniquidades estavam sobre Jesus.

- Hoje nós estamos mais leves porque Jesus levou sobre si os nossos pecados.

- Trocou o fardo pesado, pelo fardo leve.

- Tudo isso porque Jesus nos amou.

Gl. 2.20: Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim.

- Jesus te amou.

- É por isso que você está aqui esta noite.

2- Para Conduzir-nos a Deus.

V.18: Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus.

- Aqui diz: Para levar-nos a Deus.

    - Estávamos distante de Deus e pela Cruz de Cristo chegamos a Deus.

- Por natureza estávamos longe de Deus.

Ef. 2.1: E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados.

- Em Jesus nós recebemos vida.

- Vida espiritual.

II Co. 5.18: E tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo e nos deu o ministério da reconciliação.

- Você agora tem o ministério da reconciliação.

- Através de Cristo hoje nós temos acesso a Deus.

- No Antigo Testamento somente o Sumo Sacerdote, uma vez por ano, podia entrar no Santo dos Santos.

- Agora com a crucificação de Cristo o véu foi rasgado e temos acesso ao Santo dos Santos.

- Hoje somos morada de Deus; templo de Deus; casa de Deus.

- Hoje Deus habita em nosso ser.

- Tudo isso pelo sacrifício vicário de Cristo na Cruz do Calvário.

- Hoje nós sentimos a presença de Deus em nossa vida.

- Louve a Deus pelo que Cristo fez por você no Calvário.

3- Jesus Sofreu Por Nós Para Que Morrêssemos Para o Pecado.

I Pe. 2.24: Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.

- A grande alegria do Senhor é nós mortos para o pecado.

- Mortos para o velho homem; mortos para a velha natureza.

- E vivos para a justiça.

- O crente agora em Jesus tem vida espiritual.

- Estamos agora vivos para Deus.

- Esta vida espiritual nos trás alegria.

- Esta vida espiritual nos trás paz.

- Esta vida espiritual nos trás gozo.

- Esta vida espiritual nos trás esperança.

- Somos agora completos com a comunhão com Deus.

4- O Sofrimento de Cristo Foi Real.

V.18: Mortificado, na verdade, na carne.

- A humanidade de Cristo era real.

- Sua missão terrena foi a Sua crucificação.

- Na carne Jesus sentiu as dores do seu sofrimento.

- Não foi uma dor fictícia; mas foi real.

- Mesmo sendo Ele o Filho de Deus, estava aqui na terra como homem.

- Na Cruz Jesus sentiu o seu corpo abatido.

Jo. 19.28: Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede.

- Se no corpo Jesus foi mortificado; mas foi vivificado pelo Espírito.

- Embora Jesus estivesse morto quanto a seu corpo físico, estava perfeitamente vivo em sua natureza espiritual.

II- A Crucificação de Jesus.

a)Satisfez a Deus plenamente.

b) Glorificou ao Senhor.

c) Satanás foi vencido eternamente.

Hb. 2.14: E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que, pela morte, aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo.

- Jesus aniquilou o diabo na Cruz do Calvário.

d) Nas Cruz Jesus cumpriu a lei.

e) Pela crucificação de Jesus nós fomos justificados.

Rm. 5.9: Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.

- Justificar é tornar justo.

- É reconhecer por inocente.

- Hoje participamos da mesa do Senhor justificados pelo sangue de Jesus.

 

Conclusão: Hoje temos comunhão com Deus e somos vencedores, pelo sacrifício vicário de Cristo na Cruz do Calvário.

- Hoje não precisamos fazer nenhum sacrifício.

- Hoje não precisamos derramar sangue nenhum.

- Porque Jesus efetuou um completo e perfeito sacrifício na Cruz do Calvário.

- Um único sacrifício; o justo pelos injustos.

- O Santo de Deus pelos pecadores.

- Glorifique ao Senhor por isso. 
 

 
 

  Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens