Home
 
 
 
 
 
 
 

08/11/2016 

  A Importância do Crente Estar Em Pé Diante de Deus (Parte 2)

I Co. 10.12.13

Int.- Aceitamos a Jesus como salvador pessoal, com o objetivo de entrarmos no céu, nosso empenho e dedicação é mantermos a comunhão com Deus e preservarmos aquilo que temos alcançado de Deus.

      Sabemos que só vai subir no arrebatamento da Igreja quem estiver em plena comunhão com Jesus e com a Igreja.

Lc. 21.34: E olhai por vós; não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia.

      Aqui no versículo diz: “E olhai por vós”.

      Cada um de nós temos que cuidar de nossa própria vida.

      Não adianta eu cuidar da vida dos outros e não cuidar da minha.

      Primeiro temos que cuidar da nossa própria vida.

I Co. 9.27: Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.

      Para nós já é uma grande tarefa cuidar da nossa própria vida.

      Não dá tempo para cuidarmos da vida dos outros.

      A nossa salvação é a nossa busca mais importante na vida espiritual.

      Não podemos perder a razão da nossa fé.

I Pe. 1.9: Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das almas.

      O crente não pode perder os olhos daquilo que é mais importante para a sua vida.

      Muitos buscam a Deus atrás de riquezas, de prosperidade, de algum milagre, de fama terrena, de projeção humana.

      Mas a nossa busca maior deve se concentrar na nossa salvação eterna, o resto são bênçãos que acompanham a salvação.

      Nessa jornada em direção ao céu o inimigo das nossas almas, vai procurar de todas as maneiras, nos tirar dos caminhos de Deus, roubar a nossa salvação, fazer-nos cair da graça.

I Pe. 5.8: Se sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.

      Por isso precisamos estar vigilantes, para não sermos pegos desprevenidos pelo adversário.

   E para subirmos naquele grande dia precisamos estar em pé diante de Deus, quando Jesus voltar.

I- O Que É Estar Em Pé Diante de Deus?

1- É Estar Em Plena Comunhão Com Deus.

- Esta comunhão envolve buscarmos a Deus em oração.

- Estudarmos a Palavra de Deus.

- Frequentarmos os cultos da igreja.

- Tomarmos a Santa-Ceia do Senhor.

I Jo. 1.3: O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai e com o seu Filho Jesus Cristo.

- O Espírito Santo de Deus habita em nosso coração, e nos comunica toda a direção de Deus para a nossa vida.

- Nós sentimos a sua presença diariamente em nossa vida.

- É ele que nos conforta, nos encoraja, nos guia, e nos alimenta.

- Essa comunhão com Deus nos sustenta em pé.

- Comunhão é a amizade, é a aliança, é a concordância dele e com Ele.

- Devemos nos empenhar para mantermos essa comunhão com Deus.

- A nossa comunhão com Deus é a base do nosso êxito como cristão.

- Enoque tinha uma tremenda comunhão com Deus, ao ponto de Deus o tomar para si.

Ml. 2.6: A lei da verdade esteve na sua boca, e a iniquidade não se achou nos seus lábios; andou comigo em paz e em retidão e apartou a muitos da iniquidade.

2- É Estar Com a Consciência Limpa Perante Deus.

- Se alguma coisa nos acusa, já temos um empecilho de chegarmos a Deus.

- Se há algum pecado em nossas mãos estamos impedidos de orar e de sermos aceitos por Deus.

- Para estarmos em pé diante de Deus temos que estar com a consciência limpa perante Deus.

At. 24.16: E, por isso, procuro sempre ter uma consciência sem ofensa, tanto para com Deus como para com os homens.

- Quando o crente não tem nada que o acuse ele anda de cabeça erguida.

I Tm. 3.9: Guardando o mistério da fé em uma pura consciência.

- Para o crente estar de pé precisa ter uma pura consciência.

 

3- É Viver Plenamente a Vida Cristã.

- É ter saúde espiritual.

- Quando alguém está doente perde o apetite.

- Quando estamos bem espiritualmente temos disposição de servir a Deus.

- Nós temos que cuidar da saúde da nossa alma.

III Jo. 2: Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma.

- A pior coisa para o crente é a sua alma estar doente.

- Quando a alma está doente: Nada presta, nada satisfaz, nada lhe agrada, nenhum crente presta; começa a ver defeito em tudo, na igreja, no pastor, nos irmãos, no culto.

- Mas eu tenho uma noticia para aqueles que estão doente da alma.

- A Igreja é um pronto socorro espiritual.

Sl. 121. 1,2: Elevo os meus olhos para os montes; de onde me virá o socorro?

      O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra.

- Deus concede ao crente saúde espiritual para o seu viver.

- O crente que está em pé espiritualmente, está ativo na igreja, na vida espiritual, todos veem que ele está vivo para Deus.

4- É Ter Equilíbrio Espiritual.

- É manter uma posição de estabilidade espiritual.

- Não queira ser aquilo que Deus não quer que você seja.

- Não queira dar passos mais largos do que as suas pernas.

I Co. 15.58: Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

- Aqui diz: Firme e constante.

- Que tenha uma estabilidade, que tenha um equilíbrio.

- É importante o crente manter uma constância na vida espiritual, sem altos e baixos.

- O crente ganha equilíbrio quando amadurece, se torna adulto espiritualmente.

I Pe. 2.2: Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo.

- Tem crente que vive caindo, que vive tropeçando; não tem equilíbrio espiritual, tão necessário para uma vida vitoriosa.

II- O Que Leva O Crente Cair Diante de Deus.

1- O Pecado.

- O pecado faz o crente perder a comunhão com Deus.

- O pecado destrói o relacionamento do crente com Deus.

Is. 59.2: Mas as vossas iniquidades fazem divisão entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça.

- O pecado afasta o homem de Deus.

- O pecado faz o homem cair da graça e perder a salvação.

Rm. 6.23: Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor.

- A consequência do pecado é a morte espiritual, a queda espiritual, a perda da salvação.

2- A Falta de Vigilância.

- O descuido do crente leva-o a cair espiritualmente.

- No versículo fala: “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia.”

- Quer dizer: Vigie para não cair.

- O crente precisa estar atento e cuidadoso com a sua vida espiritual.

Mt. 26.41: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

- Muitas vezes o crente menospreza a batalha espiritual do dia a dia que enfrenta, e deixa de vigiar.

- Muitas vezes o crente menospreza a sua própria natureza pecaminosa e quando vai perceber está abatido e desanimado.

3- A Negligência Em Buscar a Deus.

- Sempre falo: Toda negligência tem a sua consequência.

- Negligência em vir para o culto.

- Negligência em buscar a Deus em oração.

- Negligência em ler a Palavra de Deus.

- Tudo isso vai afastando o crente de Deus, e levando o crente a cair.

Is. 55.6: Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

- A prática diária da vida cristã nos leva a uma constante vida de relacionamento com Deus.

- É que nem andar de bicicleta: Não se pode parar de pedalar se não desequilibra e cai.

 

 

 
 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos