Home
 
 
 
 
 
 
 

07/02/2017

O Ministério da Reconciliação

II Co. 5.17-21

Int.- Ser um salvo em Cristo Jesus é o maior privilégio que podemos ter como ser humano vivendo neste mundo. Ter sido escolhido por Deus entre bilhões de pessoas para fazer parte da família de Deus é algo indescritível.

      Porque essa escolha foi feita pelo Senhor e não por nós.

Jo. 15.16: Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

      Fomos escolhidos por Deus e feitos filhos de Deus e nomeados para que vades e deis frutos.

      Deus não tem prazer em filhos estéreis, mas em filhos que deis frutos.

- A nossa chamada é para darmos frutos.

      Quando você entender que Deus te deu o ministério da reconciliação, isto certamente fará com que você reavalie aquilo que você tem ministrado para os outros.

      Desta forma se algum homem estiver em Cristo, ele é uma nova criatura: as coisas velhas já se passaram; eis que tudo se fez novo. E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação.

      O Senhor Jesus Cristo deu uma Grande Comissão para ir a todo o mundo e pregar o evangelho a toda criatura.

      Mas o comando para pregar o evangelho ou as boas novas não é apenas algo que Jesus ordenou aos discípulos da Sua época. É uma comissão que é dada para todo crente através do Novo Nascimento, desde o tempo em que ele se torna uma nova criatura em Cristo Jesus.

II Co. 5.17: Se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

      Veja, quando você está em Cristo, seu espírito é vivificado em Deus, e a sua natureza pecaminosa se foi. Todas as coisas se tornam novas, onde? No seu homem interior. No seu espírito.

V. 18: E tudo isto provém de Deus.

- É Deus que opera esta nova natureza em nosso interior.

- Nós somos transformados de glória em glória.

I- A Reconciliação é Um dos Aspectos da Obra de Cristo Como Redenção.

- A palavra reconciliação no grego é “Katallage” e refere-se à restauração do pecador à comunhão com Deus.

1- O pecado e a rebelião da raça humana trouxeram como resultado, hostilidade contra Deus e alienação dele.

Ef. 2.3: Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira.

Cl. 1.21: A vós também, que em outro tempo éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora, contudo, vos reconciliou.

- Essa rebelião provoca a ira de Deus e seu julgamento.

2- Mediante a morte expiatória de Cristo, Deus removeu a barreira do pecado e abriu um caminho para a volta do pecador a Deus.

Rm. 3.25: Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus.

- Deus propôs para propiciação dos nossos pecados o sangue derramado de Cristo Jesus.

Rm. 5.10: Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.

- Hoje nós estamos reconciliados com Deus pela morte expiatória de Cristo Jesus.

Ef. 2.15,16: Na sua carne desfez a inimizade isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz.

      E, pela cruz, reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.

3- A reconciliação entra em vigor mediante o arrependimento e a fé pessoal em Cristo, do pecador.

Rm. 3.22: Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que creem; porque não há diferença.

- Deus só pode reconciliar o homem com Ele, se o homem se arrepender dos seus pecados e se converter ao Senhor Jesus.

Mt. 3.2: E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.

4- A igreja recebeu de Deus o ministério da reconciliação, para conclamar todas as pessoas a se reconciliarem com Ele.

II- O Ministério da Reconciliação é Uma Obra da Igreja.

      O mundo está aí perdido, longe de Deus, no pecado, caminhando em passos largos para o inferno. A Bíblia fala que o mundo jaz no maligno.

      As pessoas estão vivendo numa escuridão espiritual total, numa ignorância de Deus e de Jesus, sem saber para onde estão indo.

- Deus nos deu como Igreja o Ministério da Reconciliação.

- Quer dizer: A autoridade de pregar o evangelho às pessoas e traze-las a presença de Deus, para que elas sejam reconciliadas, ou seja, religadas a Deus.

A) Deus é o Reconciliador.

II Co. 5.19: Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados, e pôs em nós a palavra da reconciliação.

- Tudo parte de Deus Pai em relação à reconciliação com o homem.

- Por nós mesmos não tínhamos nenhuma condição de tomarmos a iniciativa.

- A reconciliação é sempre do maior para o menor.

B) Cristo é o Agente Desta Reconciliação.

- No versículo dezoito fala que Deus nos deu por Jesus Cristo o ministério da reconciliação.

- No versículo dezenove fala que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo.

- Jesus Cristo é o agente da reconciliação.

- Ele é o mediador de Deus com homens para que a reconciliação aconteça.

I Tm. 2.5: Porque há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

- Jesus Cristo é o principal elo para que a reconciliação aconteça.

C) Nós Somos os Embaixadores.

- Deus confiou nas mãos de todos os reconciliados o privilégio de anunciar essa boa nova: A Palavra.

II Co. 5.20: De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamo-vos, pois, da parte de Cristo, que vos reconcilieis com Deus.

Embaixador é aquele que representa.

- Somos representantes de Cristo aqui na terra; por isso que somos chamados de cristãos.

Mc. 16.15: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.

- Cada um de nós temos o ministério da reconciliação, de trazer pessoas para se reconciliar com Deus.

- Somos chamados para sermos testemunhas do Senhor.

Is. 43.10: Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e o meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá.

- Como nós fomos reconciliados em Deus por Jesus Cristo, o Senhor nos deu o ministério da reconciliação para que possamos fazer o mesmo com as demais pessoas.

- Com o mesmo amor que fomos alcançados, possamos alcançar os demais perdidos.

Jd. 23: E salvai alguns, arrebatando-os do fogo; tende deles misericórdia com temor, aborrecendo até a roupa manchada da carne.

- Deus nos deu essa autoridade, essa unção para ganhar almas.

- Os anjos queriam ter esse ministério da reconciliação, mas Deus deu para a Sua Igreja, que somos nós.

I Pe. 1.12: Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho, para as quais coisas os anjos desejam bem atentar.

- Para o crente é um privilégio único ser uma testemunha da glória de Deus que está em sua vida.

- O ministério da reconciliação é uma unção de Deus para a Sua Igreja.

- Ser um embaixador de Cristo aqui na terra tem um grande peso.

- Somos cooperadores de Deus na obra de alcançar as almas para o Senhor.

I Co. 3.9: Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.

- O cooperador aquele que trabalha junto, com o mesmo propósito.

- Não podemos negar nossa vocação e nossa chamada.

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos