Home
 
 
   

O Cumprimento do Ministério

06/10/2013

Cl. 4.17  

                                                                             

Int.: Arquipo era um obreiro da Igreja de Colossos.

       Arquipo era uma das três pessoas a quem Paulo endereçou a Carta a Filemom.

       Muitos estudiosos acreditam que Arquipo era filho de Filemom.

       Em Filemom dois Paulo chama Arquipo: Nosso companheiro de lutas.

       Companheiro de lutas aqui é comparado a um soldado.

- Todo soldado fica sob a autoridade absoluta do seu comandante.

- O obreiro como soldado de Cristo deve obedecer a autoridade de Deus em seu ministério.

- Espera-se que o soldado viva em total dedicação à sua tarefa; e é de esperar que o soldado encontre dificuldades e até mesmo privações.

- O soldado talvez tenha até de dar a sua própria vida, para que termine com êxito a sua missão.

I- O Conselho de Paulo a Arquipo.

V.17: Atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para que o cumpras.

- Numa outra versão diz: Não deixe de fazer tudo quanto o Senhor lhe mandou fazer.

- Arquipo talvez hesitara em seus deveres, precisando da renovação da sua dedicação.

- O Apóstolo Paulo incentivava a Arquipo a cumprir o seu ministério.

- Essa era uma prerrogativa que Paulo tinha da mais alta importância na vida do obreiro.

- Cumprir no grego “plerophoreo” que significa: Encher completamente; preencher.

- Aqui inclui a ideia: Prossegue o teu ministério até o fim.

- É como Paulo tivesse dito: Faz tudo quanto puderes durante o tempo que puderes.

- Cada obreiro como um soldado tem uma missão a cumprir.

- Seja Pastor; seja evangelista; seja missionária; seja presbítero; seja um diácono ou diaconisa; seja um cooperador ou cooperadora.

- Cada um de nós chamado por Deus, temos uma missão a cumprir.

- O obreiro assim como o soldado está sob ordens a fim de agradar o seu comandante.

- O obreiro assim como o soldado, seus benefícios pessoais e seu conforto são questões secundárias.

- O obreiro muitas vezes vai sofrer no ministério, aflições como um soldado sofre.

II Tm. 2.3-5: Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.

      Ninguém que milita se embaraça com negócio desta vida, a fim de agradar aquele que o alistou para a guerra.

      E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente.

- Quais são as aflições que o obreiro sofre no exercício do ministério?

a) Criticas pelo seu trabalho.

b) Demora pela concretização dos frutos.

c) Pressão da própria família.

d) Lutas contra o seu próprio desânimo pela grande missão que está em suas mãos.

- A recompensa do soldado é ver cumprida a sua missão.

- A satisfação do soldado é que seu comandante seja honrado.

- Paulo dizia a Timóteo:

II Tm. 4.5: Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.

- Paulo dizia aqui para Timóteo sofrer as aflições.

- As aflições fazem parte do ministério.

- Paulo também disse: Cumpra o teu ministério.

- Paulo procurava lembrar Timóteo que despertasse o dom de Deus que havia recebido.

II Tm.1.6: Por este motivo, te lembro que despertes o dom de Deus, que existe em ti pela imposição das minhas mãos.

- Paulo dizia a Timóteo, que o dom de Deus que ele havia recebido, não podia ficar inerte; que o seu ministério não podia ficar estagnado.

II- Paulo Cumprira o Seu Ministério.

At. 26.19: Pelo que, ó rei Agripa, não fui desobediente à visão celestial.

- Paulo dizia que não deixou de cumprir a sua missão.

- Qual havia sido a missão de Paulo?

At. 9.15: Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis, e dos filhos de Israel.

- Paulo iniciou o seu ministério sabendo que seria Apóstolo aos gentios, além de pregar para os judeus e as autoridades.

II Tm. 1.11: Para o que fui constituído pregador, e apóstolo, e doutor dos gentios.

- Paulo cumpriu a sua chamada e a sua missão na terra.

II Tm. 4.7,8: Combati o bom combati, acabei a carreira, guardei a fé.

      Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.

- Paulo estava certo que receberá a coroa da justiça e seu galardão no céu.

- É de fundamental importância o obreiro cumprir o seu ministério.

- Quando o obreiro que é chamado por Deus não cumpre o seu ministério, há uma frustração em seu coração; uma tristeza toma conta da sua vida; o obreiro se sente devedor, se sente incompleto; um vazio toma conta do seu coração; nada neste mundo lhe trará maior alegria, a não ser em cumprir a sua chamada.

- Hoje tem muito obreiro infeliz; se sentindo vazio e sem alegria, porque deixou de cumprir a sua chamada.

- Obreiro feliz e realizado é aquele que está no centro da vontade de Deus e que está cumprindo o seu ministério.

- Obreiro cumpra o teu ministério.

- Obreiro cumpra a sua missão designada por Deus.

- Muitos obreiros deixaram de ter o Reino e a Obra de Deus como seu tesouro e colocaram os bens materiais no lugar.

Lc. 12.34: Porque onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração.

- O obreiro chamado por Deus sente prazer e alegria em fazer a obra de Deus.

- Para o obreiro que é chamado por Deus, cumprir o ministério é prazeroso, é uma grande satisfação.

- A riqueza maior do obreiro é cumprir a sua missão.

- Você obreiro e obreira de Deus tem uma tarefa a cumprir, uma missão a realizar, um legado a deixar.

- Noé cumpriu a sua missão ao construir a arca.

- José cumpriu a sua missão ao amparar o povo hebreu no Egito.

- Moisés cumpriu a sua missão como libertador do povo hebreu.

- Davi cumpriu a sua missão como rei segundo o coração de Deus.

- Elias cumpriu a sua missão como profeta de Deus em Israel.

- Isaías cumpriu a sua missão como profeta messiânico.

- João Batista cumpriu a sua missão como precursor do Messias.

- Todos os servos de Deus narrados na Bíblia cumpriram a sua missão.

- E você como obreiro ou obreira de Deus, tem cumprido a sua missão dada por Deus?

- Você como obreiro de Deus tem sido fiel a sua chamada feita por Deus?

- Deus conta conosco no cumprimento do ministério.

- Você imagina você contratando um pintor para pintar a sua casa; você cobre os móveis com lençóis, prepara toda a casa para a pintura, e o pintor não aparece e não faz o serviço; a frustração é muito grande.

- Assim acontece quando não cumprimos o ministério confiado por Deus a nós.

- A obra de Deus não fica sem ser feita, Ele levanta outra pessoa.

- Ministério é coisa séria.

- Ministério não é premio de coroação para os melhores crentes.

- Ministério é uma designação dada por Deus para cumprirmos uma missão.

- Você tem cumprido o seu ministério com eficiência?

- Você tem produzido frutos no cumprimento do seu ministério?

- A Igreja só avança quando cumprimos o nosso ministério.

- Deus é o maior interessado que cumpramos o nosso ministério.

II Ts. 1.11: Pelo que também rogamos sempre por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação e cumpra todo desejo da sua bondade e a obra da fé com poder.

- Quando cumprimos o nosso ministério uma alegria imensa invade o nosso ser; uma paz celestial reina em nosso coração; um sentimento de satisfação toma conta de nós.

- Simeão que era um homem justo e temente a Deus em Jerusalém, e fora-lhe revelado pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor.

- Quando Simeão tomou o menino Jesus em seus braços ele disse:

Lc. 2.29,30: Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra.

      Pois já os meus olhos viram a tua salvação.

- Simeão sentia que já havia cumprido a sua missão.

- Nós dizemos que quem tem promessa não morre.

- Podemos dizer: Que quem tem ainda uma missão à cumprir não morre.

- Isso aconteceu na vida de Pedro.

- Herodes havia mandado matar Tiago.

- Quando mandou matar Pedro, Deus o livrou da prisão enviando um anjo.

- Porque Pedro ainda tinha que terminar a sua missão.

III- O Que o Obreiro Precisa Para Cumprir o Seu Ministério?

1-Convicção da Chamada.

- Uma certeza plena que Deus o chamou.

- Que você está nesta função por designação de Deus.

- Esta convicção da chamada leva o obreiro a trabalhar na obra com o senso do dever; sabendo que não está fazendo para o homem, mas para Deus.

- Quando temos a convicção da chamada, não importamos com as criticas, com as perseguições, com o cansaço e com o tempo investido; apenas que estamos fazendo para o Reino de Deus.

- A convicção da chamada faz-nos suportar as enfermidades.

- A convicção da chamada traz-nos uma paz interior que Deus está conosco.

- Paulo tinha a plena certeza que o Senhor o tinha posto no ministério.

I Tm. 1.12: E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus, Senhor nossos, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério.

- A convicção da chamada é fundamental para o obreiro cumprir o seu ministério.

- Porque quando chegar o desânimo, a tristeza e as lutas, o obreiro terá forças para superá-las.

- Paulo disse a Timóteo:

II Tm. 1.7: Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.

2- Graça de Deus.

- Paulo pedia para Timóteo fortificar-se na graça que há em Cristo Jesus.

II Tm. 2.1: Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus.

- Graça é o favor imerecido de Deus ao homem.

- Graça é o poder de Deus manifesto ao homem.

- O obreiro precisa da Graça de Deus para cumprir o seu ministério.

- Só com o conhecimento humano é insuficiente.

- Só com uma boa oratória ou eloquência é insuficiente.

- Só com os esforços humanos é insuficiente.

- Precisamos da Graça de Deus para exercermos o nosso ministério.

- E essa Graça é alcançada buscando a Deus em oração.

- Recebemos Graça quando consagramos a nossa vida a Deus.

II Pe. 3.18: Antes, crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora como no dia da eternidade. Amém.

- O obreiro não conseguirá exercer o seu ministério com sucesso sem essa graça.

- A Graça abre os caminhos para cumprirmos a nossa missão.

- A Graça nos capacita com ferramentas espirituais no cumprimento do nossos ministério.

- A Graça nos faz enxergar que sem Deus não obteremos êxito.

3- Preparação Adequada.

- Todos os servos de Deus mencionados na Bíblia, antes de exercerem o seu ministério, tiveram um tempo de preparação; que podemos dividir em duas preparações: A escola do homem e a escola de Deus.

a) José teve a escola do homem e depois teve a escola de Deus, onde Deus o treinou para governar o Egito.

b) Moisés teve a escola do homem, onde foi preparado na ciência dos egípcios; depois Moisés teve quarenta anos na escola de Deus, onde foi preparado por Deus para liderar o povo para a terra prometida.

c) Davi teve a escola do homem onde aprendeu a ser pastor de ovelhas, harpista e atirador de funda; depois teve a escola de Deus onde aprendeu a pastorear a nação de Israel.

d) Paulo teve a escola do homem onde aprendeu aos pés de Gamaliel; depois teve a escola de Deus na Arábia e durante a sua vida, onde aprendeu como ser o apóstolo aos gentios.

- Todos os servos de Deus mencionados na Bíblia, usados por Deus, tiveram uma preparação adequada para serem usados por Deus.

- Conosco não é diferente, temos que ter um preparo: Seja escola de ministério, seja um curso de teologia; depois vem a escola de Deus para nós, para nos aperfeiçoar, para que sejamos úteis para Deus na Sua obra.

- Ninguém nasce pronto para a sua missão.

- Somos formados, treinados e aperfeiçoados por Deus para a sua obra.

Pv. 16.1: Do homem são as preparações do coração, mas do Senhor, a resposta da boca.

 

Conclusão: Podemos concluir: Temos uma chamada de Deus, uma missão a cumprir para Deus no Seu Reino aqui na terra; não podemos descuidar e nem vacilar nessa obra; temos que tomar todas as provisões concedidas por Deus para aqueles que tem um ministério; temos que fazer a obra de Deus e que o nome do Senhor seja glorificado por cada um de nós na Sua obra.

 

 
 

  Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil

 
Mais mensagens