AS   CARACTERÍSTICAS DA IGREJA DE CRISTO                                                               04/11/2008 

I Pe. 2.9,10


Int.-
A Igreja de Cristo somos nós, cada crente individualmente. Somos a morada do Espírito Santo de Deus na terra. E aqui Pedro inspirado pelo Espírito Santo de Deus revela os títulos dessa Igreja de Cristo que somos nós. E nos mostra nesses versículos que nós não éramos povo, não éramos nada, mas agora somos o povo de Deus. E que a misericórdia de Deus agora nos alcançou.

      Que privilégio único e maravilhoso este de sermos escolhidos por Deus para sermos o seu povo. É algo impar e glorioso este privilégio; mas que também exige responsabilidades.

      A Bíblia diz que somos embaixadores de Deus na terra.

II Co. 5.20- De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamos-vos, pois, da parte de Cristo que vos reconcilieis com Deus.

I- Características do crente como Igreja de Cristo.

1- Geração Eleita.

- Os crentes são uma nova raça em meio as nações do mundo.

Ef. 1.4- Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade.

I Pe. 1.2- Eleitos segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e aspersão do sangue de Jesus Cristo: graça e paz vos sejam multiplicadas.

- Eleitos segundo a presciência de Deus: Isto quer dizer, a quem Deus previu que creriam.

- Escolhidos por Deus no meio de muitos.

2- Sacerdócio Real.

- Todos os crentes são sacerdotes.

Ex. 19.6- E vós me sereis reino sacerdotal e povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel.

- A Nação de Israel no Antigo Testamento é comparada com a Igreja de Jesus Cristo.

I Pe.2.5- Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo.

Ap. 1.6- E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai, a ele, glória e poder para todo o sempre. Amém.

 

          

3- Nação Santa.

- Somos uma nação santa porque fomos separados do mundo, de seus vícios e corrupções.

Jo. 17.15,16- Não peço que os tire do mundo, mas que os livres do mal.

      Não são do mundo, como eu do mundo não sou.

- A nação santa deve ser uma nação separada de outras nações, tanto na conduta da vida como na natureza da alma.

I Co. 2.12- Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.

4- Povo Adquirido.

- Que palavras bonitas essas.

- Povo de propriedade exclusiva de Deus.

Is. 43.21- Esse povo que formei para mim, para que me desse louvor.

- No original grego diz: Um povo para aquisição, ou então, um povo para a possessão.

- O povo adquirido, portanto, deve ser santo, porquanto faz parte das possessões de Deus.

I Pe. 1.18,19- Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais.

      Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.

- Nosso ser, pois, torna-se a localidade da glória de Deus, pois seu Santo Espírito habita em nós.

- Veja a responsabilidade que temos na face da terra como Igreja do Senhor Jesus Cristo.

II- A Responsabilidade do Crente como Igreja de Cristo.

- Veja o porque e para que a Igreja recebeu esses títulos:

- Para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.

- Essas virtudes declaramos mediante a pregação do evangelho.

- Mas também declaramos mediante a nossa maneira de viver.

- Esse é um privilégio único da Igreja de Cristo.

- Os anjos queriam ter esse privilégio, mas Deus deu para a Igreja.

 

 

             

I Pe.1.12- Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que, agora, vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho, para as quais coisas os anjos desejam bem atentar.

- Nós como Igreja de Jesus Cristo temos uma grande responsabilidade no mundo.

Mt. 5.14- Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.

Mt. 5.16- Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus.

- O crente deve mostrar em suas palavras e em sua vida, a bondade de Deus, a glória de Deus, a grandeza de Deus e todos os seus atributos, como justiça, sabedoria e força.

- O crente deve ser um pregador do Evangelho de Cristo.

Mc. 16.15- E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.

- Devemos pregar o Evangelho de Cristo em qualquer tempo, dia e lugar.

- Não devemos nos envergonhar em sermos uma testemunha do Senhor Jesus.

Rm. 1.16- Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego.

- Essa é a nossa maior tarefa como Igreja do Senhor Jesus Cristo.

- A pregação do Evangelho de Jesus Cristo.

- De sermos ganhadores de almas para Cristo.

- Nós só somos aprovados por Deus quando cumprimos o papel como crentes em Cristo Jesus.

 

Conclusão: Desfrutemos das bênçãos como crentes em Cristo Jesus, mas também assumamos a responsabilidade de sermos testemunhas do Evangelho de Cristo, para que almas sejam salvas e libertas pelo poder do Espírito Santo de Deus, pois é Ele que convence o homem: do pecado, da justiça e do juízo.


                                                                  
Pr. Silvano Doblinski
                                                                   Presidente da Igreja Assembléia de Deus
                                                                   do Jabaquara em São Paulo