AS CARACTERÍSTICAS DO CIDADÃO DOS CÉUS                                                                                    03/08/2010
Sl.15.1-5

 

Int.- Nascemos como homem natural, com a semente do pecado em nosso ser, sendo humano e cidadão do nosso País. Aceitamos a Jesus como Salvador, nossa vida foi transformada; passamos a ser uma nova criatura, debaixo da Graça de Deus; passamos a ser morada do Espírito Santo de Deus; e em conseqüência disso passamos também a ser cidadão dos céus; passamos a fazer parte do Reino de Deus, a sermos representantes de Deus aqui na terra; e estamos aguardando o arrebatamento da Igreja, para subirmos para o Céu.

      Nós identificamos a procedência das pessoas pelas características que ela apresenta, seja aparência, sotaque e idioma. Da mesma maneira identificamos o cidadão dos céus pelas características que ele apresenta.


I- A Diferença Daquele que é Cidadão dos Céus.

      Existem dois reinos em que as pessoas fazem parte: O Reino de Deus, também chamado de Reino da Luz e o Reino das trevas, que fazem parte todos aqueles que não são do Reino de Deus: Sejam eles o homem natural, os ímpios, os mundanos e todos aqueles que não tem a presença de Deus.

      O cidadão dos céus é aquele que aceitou a Jesus como Salvador, que teve a sua vida transformada

e que anda na luz do Senhor.

Ef.5.8- Porque, noutro tempo, éreis trevas, mas, agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz.

I Pe.2.9,10- Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.

      Vós que, em outro tempo, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia.

- Jesus disse que quem o segue não andará em trevas.

Jo.8.12- Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.

- Para estarmos na luz temos que seguir a Jesus.

- Seguir a Jesus é praticar os seus mandamentos.

- Jesus é a luz para todo aquele que o aceita.

Jo.12.46- Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.


II- As Características do Cidadão dos Céus.

1- O Cidadão do Céu Anda em Sinceridade (V.2).

- Não anda em falsidade.

- Não tem duas caras.

- Não anda na mentira.

Fp.1.10- Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros e sem escândalo algum até ao Dia de Cristo.

- Sinceridade: Franqueza, lealdade, boa fé, ausência de hipocrisia.

- O engano não levará ninguém ao céu.

- Paulo dizia que a nossa consciência testifica sobre a nossa sinceridade.

II Co.1.12- Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que, com simplicidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria carnal, mas na graça de Deus, temos vivido no mundo e maiormente convosco.

- O cristão anda na contra mão do mundo.

- Mesmo que todos a nossa volta usem de falsidade e de mentira, nós como filhos de Deus não podemos se corromper.

- Deus se agrada da verdade e da sinceridade.

Pv.28.18- O que anda sinceramente salvar-se-á, mas o perverso em seus caminhos cairá logo.

2- O Cidadão do Céu Pratica a Justiça (V.2).

- O que é justiça?

- Virtude em dar ou deixar a cada um o que por direito lhe pertence.

- Conformidade com o direito.

- Retidão da alma.

- Pratica do que é correto e justo.

Sl.82.3- Defendei o pobre e o órfão; fazei justiça ao aflito e necessitado.

Pv.21.3- Fazer justiça com retidão é mais aceitável ao Senhor do que oferecer-lhe sacrifício.

Mq.6.8- Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a beneficência, e andes humildemente com o teu Deus?

- O cristão deve querer as coisas corretas e justas.

- Quando não agimos assim, é sinal que alguma coisa não vai bem em nossa vida com Deus.

O Cidadão do Céu Fala a Verdade (V.2).

- A Bíblia fala que o diabo é o pai da mentira.

Jo.8.44- Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o principio e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.

- Não podemos como servos de Deus falar mentira.

Ef.4.25- Pelo que deixai a mentira e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros.

- A verdade faz bem a nossa alma.

- A mentira leva a pessoa a cada vez mais se arruinar e a ficar presa.

- Mas a verdade liberta.

- Fale a verdade sempre; pois assim você nunca terá nada a esconder ou a tua consciência a lhe acusar.

Pv.23.23- Compra a verdade e não a vendas; sim, a sabedoria, e a disciplina, e a prudência.


III
- O Cidadão do Céu Controla a Sua Língua (V.3).

- Não fala mal do seu próximo; não faz mal ao seu próximo e nem aceita nenhuma afronta contra o seu próximo.

Tg.3.5- Assim também a língua é um pequeno membro e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia.

- A nossa língua tanto pode bendizer como pode maldizer.

Tg.3.9- Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.

- Temos que tomar um cuidado muito grande para não pecarmos com as nossas palavras.

I Pe.3.10- Porque quem quer amar a vida e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, e os seus lábios não falem engano.

 

Conclusão: O cidadão dos céus, aquele que vive o Reino de Deus, sabe que precisa viver essas qualidades, para se manter no Reino de Deus, como cidadão dos céus. E quanto mais perto de Jesus estamos, mais fácil fica viver essas qualidades de servo de Deus, porque o Espírito Santo nos ajuda nas nossas fraquezas e nos capacita a procedermos como cidadãos dos céus.


    

  Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil