Home
 
 
 
     
  A Seara e os Ceifeiros 

03/08/2014

 
  Mt. 9.37,38     
 
 

 

Int.: Jesus veio a este mundo para anunciar o Reino de Deus. Jesus escolheu doze discípulos e durante três anos e meio, os orientou, os ensinou, os conduziu para o campo de treinamento; para que quando Ele os deixasse, eles pudessem dar continuidade a grande obra de resgatar almas para o Reino de Deus. 

      Jesus deu-lhes poder para expulsarem os demônios, para curarem todas enfermidades e todo mal. Jesus capacitou os seus discípulos com os dons espirituais, para que a obra pudesse ser feita. 

      Quando Jesus via as multidões, Jesus se compadecia deles, porque andavam desgarrados e errantes como ovelhas que não tem pastor. 

      O intuito de Jesus era alcançar as pessoas sem Deus; por isso Jesus gastou 80% do tempo do seu ministério, preparando os doze discípulos, para continuarem a obra que Ele havia iniciado. 

      A primeira grande lição que aprendemos com Jesus, é que Ele escolheu pessoas com temperamentos diferentes, profissões diferentes e grau de cultura diferentes, para usar na Sua obra. Mostrando que a chamada de Deus para a Sua obra, pode ser para qualquer um, pode ser: Um pescador, um cobrador de impostos, um médico, um carpinteiro, um pedreiro, um pintor, um escriturário, um bancário, um motorista de taxi, um vendedor, enfim qualquer pessoa, com qualquer profissão. 

      O importante é ter a chamada de Deus e se colocar nas mãos de Deus. 

      Jesus continua escolhendo; Jesus continua chamando; Jesus continua capacitando vidas para a Sua obra. O Mestre continua trabalhando em vidas, formando soldados, formando lavradores, formando trabalhadores para a Sua obra. 

      A obra a ser feita não é fácil; há muito trabalho a ser feito. 

      Cuidar da edificação do Reino de Deus, propõe muito trabalho. 

      Por isso os trabalhadores chamados por Deus, precisam estar cientes da urgência da obra; do muito trabalho que se tem para fazer. E não podemos se distrair com nada desse mundo, porque o tempo urge. 

      Satanás quer distrair os obreiros com os passa tempos deste mundo, para que a obra não seja feita. 

      Satanás tem procurado enfraquecer os obreiros, para parar a obra. 

      Mas temos que olhar para frente e para o alto obedecendo ao nosso grande General: O Senhor Jesus Cristo. 

I- Jesus Dizia: A Seara é Realmente Grande. 

- Se já era grande naquela época, imagine nos dias de hoje. 

- Hoje a seara que temos que alcançar é: Jabaquara, Diadema, São Bernardo, Embu, Mogi das Cruzes, o Estado de São Paulo, os demais estados do Brasil, os países do mundo. 

- Por isso que verdadeiramente é grande a seara. 

- O que é a seara no linguajar do homem do campo? 

- É o campo de cereais; é o terreno semeado; é o campo cultivado. 

Mt. 4.38: O campo é o mundo, a boa semente são os filhos do Reino, e o joio são os filhos do Maligno. 

- Nesse versículo Jesus estava explicando a parábola do joio do campo. 

- Aqui Jesus dizia que o campo é o mundo; em qualquer país, em qualquer cidade. 

- A onde tiver uma alma perdida aí é o campo. 

Jo. 4.35: Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: levantai os vossos olhos e vede as terras, que estão brancas para a ceifa. 

- Duas coisas importantes eu vejo nesse versículo: Primeiro, Jesus manda levantar os olhos. Se estivermos com os olhos voltados para baixo, vamos ver apenas as coisas corriqueiras; mas se levantarmos os nossos olhos, vamos ver as almas. 

- Segundo, Jesus diz: As terras já estão brancas para a ceifa. 

- Jesus está dizendo: Já é o tempo da colheita. 

- Olhando para a seara podemos ver que os frutos já estão maduros. Por isto não há razão para os ceifeiros estarem parados. 

- Os Apóstolos, os profetas e os discípulos espalharam a semente que é a Palavra de Deus, mas o trabalho de ceifar hoje é para nós. 

Jo. 4.37: Porque nisso é verdadeiro o ditado: Um é o que semeia, e outro, o que ceifa. 

V.38: Eu vos enviei a ceifar onde vós não trabalhastes; outros trabalharam, e vós entrastes no seu trabalho. 

- Não importa quem semeou, o importante é que é a hora da ceifa; que é a hora da colheita. 

Mc. 4.29: E, quando já o fruto se mostra, mete-lhe logo a foice, porque está chegada a ceifa. 

- Deus quer que vejamos que a seara está madura; que vejamos que é tempo de colheita. 

- Que o Espírito Santo abra os nossos olhos para essa realidade. 

- Deus tem colírio para os teus olhos nessa tarde. 

- Jesus viu a multidão com fome na alma. 

Mt. 9.36: E, vendo a multidão, teve grande compaixão deles, porque andavam desgarrados e errantes como ovelhas que não têm pastor. 

- Jesus viu a multidão não apenas no sentido físico e terreno; mas Jesus enxergou a necessidade espiritual da multidão. 

- Essa visão só tem quem tem amor no coração. 

- Compaixão pelas almas é um sentimento concedido pelo Espírito Santo. 

- Se nós obreiros não estamos enxergando as almas, é porque estamos sem visão espiritual e sem amor no coração. 

- O profeta Isaías na visão que ele teve no capítulo seis, foi tocada a sua boca com a brasa viva do altar, sua iniquidade foi tirada, e ele passou a enxergar a necessidade espiritual da nação. 

- Deixe o Espírito Santo de Deus te tocar nesta tarde, para que você veja as almas. 

- Quem tem o Espírito Santo, o amor de Deus já foi derramado no coração. 

Rm. 5.5: E a esperança não trás confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado. 

- O obreiro chamado por Deus, seu coração arde com esse amor pelas almas. 

- Pode acontecer de o obreiro deixar de buscar a Deus, e esse amor se esfriar. 

- E pode acontecer de o obreiro se envolver com os embaraços desta vida, e deixar de fazer a obra que lhe foi confiada pelo Senhor. 

- Por isso o obreiro precisa estar vigilante, estar atento, estar apercebido, para não perder a visão. 

- O obreiro precisa estar com o coração sempre aquecido pelo Espírito Santo. 

Ec. 9.8: Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça. 

- A comunhão com o Espírito Santo, sempre deixará o obreiro ligado, na sua missão de resgatar almas para o Reino de Deus. 

- Se estamos sem amor pelas almas, é porque está faltando fogo do Espírito Santo no coração. 

- A minha oração nesta tarde é esta: Manda fogo Senhor sobre os obreiros. 

- Amado, Deus tem fogo para o teu coração nesta tarde. 

- A Bíblia fala que Deus faz de seus ministros, labaredas de fogo. 

- A pior coisa para o Reino de Deus, é um obreiro sem visão. 

- Tem obreiro que vê tudo, menos as almas que estão perecendo. 

- Que nesta tarde o Senhor possa dar visão para os obreiros verem os campos que já estão brancos para a ceifa. 

II- Jesus Disse: Mas Poucos São os Ceifeiros. 

- Quem é o ceifeiro? 

- É o segador; o homem que ceifa; o trabalhador que faz a colheita. 

- Jesus disse que tem poucos ceifeiros. 

- Obreiros até que tem muitos; mas obreiro que ceifa tem poucos. 

- É isto que Jesus está dizendo. 

- Cada obreiro foi chamado por Deus com um ministério específico, mas todos foram chamados para serem ceifeiros. 

- Está faltando ceifeiros. 

- É muito bom ficar dentro da igreja dando testemunho de fé; mas ir lançar a mão no arado e fazer a obra, poucos querem. 

- A Palavra de Deus nos mostra que ser ceifeiro é muito difícil, é uma verdadeira porta estreita e poucos entram por ela. 

II Tm. 3.1: Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. 

- As pessoas se envolveriam com as coisas materiais, do seu bem estar. 

- O verdadeiro ceifeiro é aquele que ouve a voz do Senhor e obedece como fez Isaías. 

Is. 6.8: Depois disso, ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então, disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim. 

- Deus está chamando; Deus está procurando ceifeiros para a Sua obra. 

- O Senhor chama; não é o dinheiro que chama. 

- Hoje muitos ceifeiros estão sumidos da seara. 

- Hoje para todas as carreiras há concorrências entre os homens. 

- Há milhares de excedentes procurando vagas nas universidades. 

- Mas para ser ceifeiro, a mais urgente de todas as vocações, poucas pessoas se oferecem. 

Sl. 126.5: Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. 

V.6: Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos. 

- Deus promete resultados dignos e satisfatórios para os ceifeiros. 

- Os ceifeiros voltarão com o resultado da sua colheita. 

- Ser um ceifeiro é muito glorioso, porque os tais são despenseiros das bênçãos de Deus. 

I Co. 15.58: Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. 

- A maior dificuldade hoje é achar pregadores qualificados e bem-dispostos, para levarem a mensagem do Evangelho, com sacrifício próprio. 

- Jesus chamou os discípulos e fez deles pescadores de homens. 

Mt. 4.19: E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. 

- Jesus levou os seus discípulos a Sua faculdade e os treinou a serem ceifeiros. 

- O treinamento de Jesus foi prático no próprio campo de lavoura. 

- Todos nós precisamos de um treinamento para sermos ceifeiros do Senhor. 

- O Apóstolo Paulo depois da sua conversão, se retirou para a Arábia, onde foi moldado e formado por Jesus.  

- Paulo sentia esta urgência e essa necessidade de ser um ceifeiro do Senhor. 

I Co. 9.16: Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho. 

- Paulo dizia: Ai de mim se não anunciar o evangelho. 

- Paulo sabia que a sua consciência e o Espírito Santo, lhe cobravam. 

- Que cada obreiro tenha essa consciência de que é um ceifeiro de Deus. 

- Que como ceifeiros de Deus possamos dar muitos frutos para o Reino de Deus. 

Jo. 15.8: Nisto é glorificado meu Pai: que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. 

- Deus é glorificado quando o obreiro dá fruto para o Reino de Deus. 

- Ser um ceifeiro de Deus na Sua obra é um grande privilégio. 

- Que possamos obedecer ao chamado de Deus para a ceifa. 

- Deus conta comigo e com você, como ceifeiros da última hora. 

I Jo. 2.18: Filhinhos, é já a última hora. 

- Na passagem da parábola dos trabalhadores da vinha em Mateus vinte, Jesus disse que o Senhor da vinha, contratou também trabalhadores para a colheita da vinha, na undécima hora. 

- Na última hora foram contratados trabalhadores. 

- Nossos somos os trabalhadores da Undécima hora. 

- Por isso a grande necessidade de ceifeiros, porque grande é a colheita. 

- Se coloque na posição como ceifeiro de Deus. 

- Você foi treinado, foi formado, para esta hora. 

III- As Qualidades do Ceifeiro. 

      Da mesma maneira que o lavrador precisa estar habilitado e treinado para fazer a colheita, assim também o obreiro precisa de certas virtudes para ser um ceifeiro. 

- O Senhor precisa no Seu Reino obreiros: 

1- Que ensina e prega o evangelho do Reino. 

2- Que cure os enfermos. 

3- Que expulse os espíritos imundos. 

- Para isto acontecer o obreiro precisa de virtudes: 

1- O Amor. 

- Amor pelas almas. 

- Amor pelo próximo. 

- Amor pelo necessitado. 

I Co. 13.2: E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. 

- É o amor pelas almas que nos leva a fazer sacrifícios e buscá-las para o Senhor. 

- O amor nos impulsiona para irmos atrás dos perdidos. 

2- O Poder do Espírito Santo. 

- O poder do Espírito Santo em nossa vida, nos capacita da autoridade de Deus, na proclamação do Evangelho. 

- Somente indo com as nossas habilidades e oratória é insuficiente. 

- Precisamos do poder do Espírito Santo em nossa vida. 

Lc. 24.49: E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder. 

- É como Jesus estivesse dizendo: Não saia sem o revestimento de poder, porque você vai quebrar a cara. 

At. 1.8: Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra. 

- O poder do Espírito Santo é dado ao crente para ser testemunha de Jesus. 

- Para ser um ceifeiro do Senhor. 

- Esta é uma virtude que não pode faltar ao ceifeiro. 

- Ceifeiro sem o poder do Espírito, é ceifeiro frustrado. 

3- A Visão de Deus. 

- O ceifeiro de Deus com amor no coração e com o poder do Espírito Santo, recebe de Deus a visão das almas. 

- Ter essa visão é você saber o que se passa no coração do perdido. 

- É como você se colocasse no lugar do perdido. 

- Você olha para a multidão lá fora e consegue enxergar as angustias das almas. 

- Se o ceifeiro não tiver essa visão, ele vai ver na sua frente, apenas um ser humano. 

- Deus precisa de ceifeiros que tenham visão. 

Conclusão:  

      Deus quer te levantar para ser um grande ceifeiro em Suas mãos, se posicione, se renda ao Senhor. 

      Seja um obreiro frutífero no Reino de Deus.


 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos