Home
 
 
 
 
 
 
  Jefté: Um Obreiro Valoroso de Israel

03/01/2016   

 
  Jz. 11.1-6    
 



Int.-
Ser um obreiro de honra é um chamado e um privilégio que recebemos de Deus. Deus nos capacita a viver a Sua vontade e o Seu propósito, confiando a nós o que Ele tem mais precioso: as vidas. Como obreiro de honra, é necessário compreender que para ser honrado, você tem que ser forte, corajoso, viver acima das crises e lutar diariamente contra a carne para ser homem e mulher de Deus, independente de toda e qualquer situação.

      Jefté é um exemplo de quem poderia ter muitos motivos para viver uma vida amarga e de insucesso. Mas ao contrário, Jefté superou todas as expectativas, o nono juiz de Israel, direcionado por Deus, escreveu uma história de quem saiu do desprezo para a honra.

      Jefté exerceu seu ministério de liderança durante um período nebuloso do povo Judeu na terra de Canaã.

      Após a morte de Josué, a nova geração não conhecia ao Senhor, nem tampouco a obra que Deus fizera a Israel. Por mais de três séculos, Israel viveu um círculo vicioso: apostasia; subjugados pelos inimigos; arrependimento e quebrantamento, e Deus levantava um juiz e dava vitória para Israel.

I- Jefté é a História de Um Homem Desprezado à Um Obreiro Honrado.

      Antes de se tornar um obreiro honrado, Jefté era um filho de uma prostituta; foi expulso de casa pelos seus irmãos, por parte de pai; retiraram dele a herança da primogenitura, teve que fugir e morar em Tobe um vilarejo desconhecido.

      Jefté foi lançado à marginalidade, sem pai, sem mãe, sem irmãos e sem lar, tendo que vencer os traumas para vencer na sociedade.

- Jefté nasceu para dar errado.

- No entanto, Deus mudou a sorte e reescreveu uma nova história para Jefté.

- Deus mudou a história de Jefté e fez dele um dos heróis da fé que aparece no capítulo onze do livro aos Hebreus.

Hb. 11.32: E que mais direi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel, e dos profetas.

- Jefté mostra para nós que não basta ser obreiro, precisa ser um obreiro honrado.

II- Características Do Obreiro Jefté.

1- Herói da Fé.

- Jefté, por meio da fé em Deus, da fraqueza tirou forças.

Hb. 11.34: Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fugida os exércitos dos estranhos.

- A história de Jefté está inserida neste versículo.

- Se fossemos escrever uma lista de heróis provavelmente nela não constaria o nome de uma prostituta ou de um filho de prostituta.

- Na galeria dos heróis da fé de Hebreus, está Raabe, a prostituta, que salvou a vida dos espias de Jericó, e de Jefté, cuja mãe era uma prostituta.

- O nome de Jefté entra na mesma lista de Samuel, Davi e dos profetas.

- O que eles têm em comum? Conquistaram reinos, derrotaram inimigos, praticaram à justiça e viveram as promessas estabelecidas por Deus.

2- O Nome Jefté Significa: Deus Abrirá.

- Como eu e você, Jefté tinha chamada de Deus e foi vocacionado para libertar o povo de Israel das mãos dos inimigos.

V.1: A Bíblia fala que Jefté era valente e valoroso.

- Tendo a história de desamparado pela família, seu destino empurrava-o para o caos, todavia Jefté prevaleceu pela coragem e valentia.

- Jefté, cujo nome nome significa “Deus Abrirá” entra para o rol dos juízes de modo louvável.  Deus abriu caminhos e deu oportunidades a esse guerreiro que soube ser diplomata e militar.

- Jefté foi juiz de Israel, era da tribo de Manassés, e administrou a justiça no território de Gileade durante seis anos.

- O obreiro para vencer precisa ser valente e valoroso.

II Tm. 1.7: Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.

- O Senhor concede ao obreiro chamado o espírito de fortaleza.

- O obreiro não pode mostrar fraqueza; mas precisa mostrar fortaleza.

Pv. 24.10: Se te mostrares frouxo no dia da angústia, a tua força será pequena.

3- Jefté Não Ficou Preso ao Passado.

- Jefté, nascido de uma prostituta numa época em que os preconceitos eram bem mais acentuados que hoje.

- Jefté criado com seu pai numa família que simplesmente não o aceitava.

- Ele foi, durante toda sua infância e juventude, um filho rejeitado.

- Acabou sendo expulso de sua casa e de sua cidade para não ter direito na herança de seu pai.

- Jefté tinha um passado de improbabilidades desanimadoras.

- Jefté era alguém que tinha tudo para ser um homem fracassado.

- O obreiro de Deus não pode ficar preso às mágoas e aos rancores do passado.

- Todo obreiro precisa superar as calúnias, injúrias, injustiças e as decepções.

Sl. 142.7: Tira a minha alma da prisão, para que louve o teu nome; os justos me rodearão, pois me fizestes bem.

- Um grande pregador disse: “O perdão é a faxina da mente, a assepsia da alma, a limpeza dos porões do coração”.

- Perdoar é zerar a conta.

- É nunca mais lançar no rosto da pessoa a sua dívida.

- Perdoar é lembrar sem sentir dor.

- Perdoar é não retaliar.

- Perdoar é ser um vencedor, é vencer o inimigo não com a espada, mas com o amor.

- Perdoar é sair do cárcere da alma.

- Deus usou Jefté porque ele perdoou seus irmãos e deixou de olhar para o passado.

4- Jefté Aprendeu a Valorizar as Pessoas.

- Jefté mostra que os líderes honrados investem e valorizam as pessoas.

- Este homem de Deus transformou-se em capitão de mercenários e em um brilhante estrategista militar.

Jz. 11.3: Então, Jefté fugiu de diante de seus irmãos e habitou na terra de Tobe; e homens levianos se ajuntaram com Jefté e saiam com ele.

- Na versão da Bíblia Viva esse mesmo versículo diz: “Logo ele passou a chefiar um bando de marginais”.

- Foi com esses homens que Jefté formou um exército e combateu contra os Amonitas e venceu.

- Essa história se parece muito com a história de Davi na caverna de Adulão, que se juntou com ele, homens endividados, com amargura de espírito.

- Deus viu em Jefté um obreiro valente e valoroso.

I Co. 1.27: Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes.

- O vilarejo de Tobe, até então desconhecido, passou a ser reconhecido devido à fama do ilustre líder Jefté.

- O povoado era um distrito das cidades da Síria e ficava cerca de 24 quilômetros ao leste de Ramote-Gileade.

- Jefté transformou homens ociosos, ou um bando de marginais, em ótimos guerreiros.

- Jefté enxergou nesses homens o que ninguém conseguiu ver.

- Jefté acreditou e deu valor a esses homens.

- Do teu lado tem um obreiro que tem um grande potencial.

- Valorize as pessoas, faça como Jefté.

- Deus te escolheu e te valorizou.

I Co. 1.28: E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são.

- Quando ninguém dava nada para Jefté e seus amigos, Deus fez dele um grande general e de seus amigos, grandes guerreiros.

- O Deus que chama, levanta, capacita, transforma e usa.

- Deus te pegou do monturo e fez de você um obreiro na Sua casa.

II Co. 3.5: Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus.

V. 6: O qual nos fez também capazes de ser ministros dum Novo Testamento, não da letra, mas do Espírito; porque a letra mata, e o Espírito vivifica.

- Deus tem feito de você um ministro do Evangelho.

- A nossa capacidade vem de Deus.

- Deus fez de um simples pastor de ovelhas, o maior rei de Israel.

- Deus fez de um copeiro do rei, um governador em Jerusalém.

- Deus fez de um boiadeiro, um profeta em Israel.

- Deus fez de um pescador de peixe, um grande ganhador de almas e pastor da igreja de Jerusalém.

- Nós somos um barro que Deus está moldando e fazendo um vaso.

Is. 64.8: Mas, agora, ó Senhor, tu és o nosso Pai; nós, o barro, e tu, o nosso oleiro; e todos nós, obra das tuas mãos.

- Deus tem te chamado e te moldado para ser um grande obreiro.

5- Jefté Um Obreiro Com Um Coração Transformado.

- Por longos 18 anos, os amonitas oprimiram os iaraelitas.

- Jefté foi procurado por aqueles que o expulsaram de sua casa.

- Jefté entendeu que era uma oportunidade de Deus para mostrar que não guardava mágoas em seu coração.

Hb. 12.15: Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem.

- A graça de Deus atua em nossa vida, se estivermos com o coração limpo e transformado.

- Os anciãos de Gileade fizeram de Jefté o seu líder, o seu cabeça.

Jz. 11.8: E disseram os anciãos de Gileade a Jefté: Por isso mesmo tornamos a ti, para que venhas conosco, e combatas contra os filhos de Amom, e nos sejas por cabeça sobre todos os moradores de Gileade.

- Jefté saiu de um vilarejo desconhecido chamado Tobe, para ser um Juiz bem sucedido em Gileade e em Israel.

- Isso aconteceu porque o seu coração estava transformado.

- Quando tiramos todo sentimento negativo do coração e obedecemos a Deus, Ele nos usa.

Jz. 11.29: Então, o Espírito do Senhor veio sobre Jefté, e atravessou ele por Gileade e Manassés; porque passou até Mispa de Gileade e de Mispa de Gileade passou até aos filhos de Amom.

- Jefté estava no ostracismo mas tinha uma chamada de Deus.

- O que o fez levantar e lutar com valentia contra os amonitas foi o Espírito de Deus.

- Se o Espírito Santo não operar em nossa vida nada fazemos.

- Não tem diploma, conhecimento, influência, que pode render frutos, como o Espírito Santo de Deus em nossa vida.

- Jefté deixou Deus lhe usar.

- Jefté tentou resolver diplomaticamente a questão da guerra com os amonitas. Infelizmente o rei de Amom não deu ouvidos a Jefté.

- Antes de ir a guerra, Jefté buscou a Deus, pois sabia a necessidade de ser controlado pelo Espírito Santo.

- Quantas vezes desprezamos o Espírito de Deus, sua voz, sua direção, seu momento, sua vontade e a sua maneira de agir. Isso sempre acontece quando queremos fazer as coisas sem orar e consultar a bíblia.

- O obreiro que busca a Deus em oração, sempre será bem sucedido no seu ministério.

Jz. 11.32: Assim, Jefté passou os filhos de Amom, a combater contra eles; e o Senhor os deu na sua mão.

V.33: E os feriu com grande mortandade, desde Aroer até chegar a Minite, vinte cidades, e até Abel-Queramim; assim foram subjugados os filhos de Amom diante dos filhos de Israel.

- Jefté com seus homens levianos venceram os amonitas e trouxeram uma grande vitória para Israel.

- Jefté com seus homens tiraram 18 anos de opressão dos amonitas sobre os israelitas.

6- Jefté Era Um Obreiro Que Sabia Lidar Com o Sucesso.

- Os efraimitas, que se consideravam a tribo dominante do Norte de Israel, recusaram-se orgulhosamente a reconhecer Jefté.

- Afirmaram que ele deixará de convocá-los para a luta contra Amom, e ameaçaram queimar a casa de Jefté sobre ele.

Jz. 12.1b: Queimaremos a fogo a tua casa contigo.

- Em vez de se alegrarem de Deus usar Jefté e seus homens para os libertarem dos amonitas, se revoltaram contra Jefté.

- Gente do próprio povo de Deus se levanta contra ele por ciúmes.

- Enquanto Israel está sofrendo subjugado pelos amonitas ninguém fala nada; Jefté é usado por Deus para dar uma grande vitória para Israel, se levantam os críticos.

- Justamente, aqueles que estavam mais próximos dele é que se levantaram contra ele.

- A vitória de Jefté incomodou aqueles que estavam a sua volta.

A) Lições Que Aprendemos Com o Sucesso no Ministério:

1- Sempre que você obtém vitória, pela graça de Deus, pessoas de seu círculo de amizade manifestarão inveja e ciúmes.

2- Se você não se preparar para estas coisas, sempre vai achar que Deus está envolvido nisto e vai reclamar de Deus permitir essas coisas.

3- Sempre que obtiver vitória, fique tranquilo, é normal alguém querer estragar a sua festa. Mas lembre-se que foi o Senhor que te deu a vitória.

Pv. 21.31: O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas do Senhor vem a vitória.

- Eu sempre falo: Se Deus te usar, a glória é de Deus e a alegria é sua.

- Se alegre pela mão de Deus estar sobre você; não deixe meia dúzia de críticos te entristecerem.

Conclusão:

- Observe as características de Jefté em seu ministério.

- Se você quiser obter vitória no seu ministério:

1- Olhe sempre adiante, não viva as dores do passado.

2- Perdoe e nunca se vingue.

Sl. 37.8: Deixa a ira e abandona o furor; não te indignes para fazer o mal.

3- Confie em Deus e haja a altura dessa fé.

4- Mantenha sempre sua palavra firmada em Deus.

5- Não mude de lado, quando as coisas não vão bem.

- Isto é, não abandone o caminho do Senhor e não se levante contra Deus, a igreja e o ministério.

6- Mantenha uma atitude e uma palavra de fé.

      Jefté iniciou a sua vida como rejeitado, mas terminou honrado como um governador e um ministério aprovado por Deus.

Ec. 7.8: Melhor é o fim das coisas do que o principio delas; melhor é o longânimo do que o altivo de coração.

- Lembre-se: “As insignificâncias do passado de um servo fiel, não impedirá o poderoso trabalho de Deus em sua vida ministerial”.

- Deus tem um projeto de vitória para o teu ministério neste ano de 2016.

- Deus tem um projeto de muita frutificação em teu ministério neste novo ano.

- Deus quer te usar de uma maneira extraordinária neste novo ano.

- Deus quer que você olhe para frente neste novo ano.

- Te anime, se esforce, arregaça as mangas, para um grande ano de trabalho.

- Vamos ter um grande ano de trabalho, de lutas, de guerras, de oposições.

- Mas também vamos ter um grande ano de colheita, de vitórias e de conquistas.

- O Deus que te chamou está contigo, vai em frente.

- A vitória é nossa em nome do Senhor Jesus.


 

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos