Home
 
 
 
 
 
 
  Obreiro Com Autoridade e Unção de Deus

02/10/2016   

 
  Mc. 16.19,20    
 


Int.-
Nestes últimos tempos com tanta tecnologia, faltam homens com o poder de Deus e compromissado com seu reino e com a sua palavra.

      As redes sociais estão cheias de “obreiros” que se dizem vasos de Deus, e com muito poder. Mas, quando conhecemos os seus perfis, logo vemos que são vazios e carentes das misericórdias de Deus.

      A iniquidade tem se multiplicado na face da terra, e vemos os homens enlameados nos vícios e pecados, perdidos, sem Deus e sem Jesus.

      A Bíblia diz que o mundo jaz no maligno, uma influência maligna opera no mundo, levando os homens a se distanciarem de Deus.

      O secularismo e o materialismo crescente também têm influenciado os homens a serem materialistas e não buscarem as coisas espirituais.

      A nossa sociedade geme e vive uma crise de falta de Deus sem precedentes na história humana.

      Vivemos uma crise no âmbito ministerial onde há falta de obreiros com autoridade e unção de Deus.

      Deus necessita nesta hora caótica em que o mundo está passando de obreiros com autoridade e unção de Deus.

Ez. 22.30: E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.

      Naqueles dias Deus não achou ninguém que pudesse ficar na brecha para ser usado por Ele.

      Nesse tempo Deus fala, espero que você se prontifique a se colocar na brecha para ser usado por Deus.

      Ser um obreiro com autoridade e unção de Deus nesse tempo, é o grande desafio para nós como obreiro.

V. 20: E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram.

- Os discípulos depois da partida de Jesus, deram sequência a pregação do evangelho, pregando por todas as partes.

- Eles tinham autoridade e unção de Deus e os sinais e maravilhas os seguiam.

- Aqui diz: “Cooperando com eles o Senhor”.

- Deus operava através da vida dos discípulos.

I- A Autoridade de Jesus no Evangelho de Marcos.

Mc. 3.13-19: E subiu ao monte e chamou para si os que ele quis; e vieram a ele.

      E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar.

      E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios.

      Simão, a quem pôs o nome de Pedro.

      Tiago, filho de Zebedeu, e João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão.

      André, e Filipe, e Bartolomeu, e Mateus, e Tomé, e Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu, e Simão, o cananeu.

      E Judas Iscariotes, o que o entregou.

A) Chamou Para Si os Que Ele Quis.

- Jesus tem autonomia na escolha dos obreiros para a sua obra.

- É ele quem escolhe independente da sua profissão, do seu temperamento, da sua eloquência.

Ef. 4.11: E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores.

- Essa escolha quem faz é Jesus, e não nós.

B) Nomeou a Pregar.

- Desde o início Jesus nomeou os seus discípulos a pregar.

- Os discípulos receberam de Jesus a autoridade de pregar o evangelho.

- Coube aos discípulos anunciarem as boas novas de salvação.

- Foi um privilégio para os discípulos receberem essa missão de Jesus.

- Essa é uma missão que todo obreiro recebeu da parte de Deus, pregar o evangelho de Jesus Cristo.

I Co. 9.16: Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho.

- Paulo sentia essa obrigação em seu ministério.

C) Jesus Deus Poder de Curar as Enfermidades.

- Os discípulos receberam de Jesus autoridade e unção para orar e curar os enfermos.

V. 15: E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios.

- Deus dá ao obreiro a autoridade e a unção para fazer a obra de Deus.

- Os milagres autenticam o evangelho de Cristo e despertam a fé das pessoas para a pessoa do Senhor Jesus.

- Precisamos desse poder e dessa unção em nosso ministério.

D) Jesus Deu Autoridade Para Expulsar os Demônios.

V. 15: E expulsar os demônios.

- Tanto hoje como naquela época havia muitas pessoas possessas, que precisavam de libertação.

- Jesus concedeu autoridade e poder aos discípulos para expulsarem os demônios.

- Essa mesma autoridade e poder Jesus têm dado aos obreiros.

Mt. 28.18: E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.

- Esse mesmo poder Jesus passou a sua Igreja para fazer a sua obra.

- Jesus nos deu esse poder para expulsar os demônios.

Mc. 16.17: E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas.

- No nome de Jesus temos autoridade de expulsar os demônios.

1- Jesus Deu Uma Ordem aos Discípulos e aos Obreiros: Ide e Pregai.

Mc. 16.15-18: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.

      Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.

      E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas.

      Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos e os curarão.

A) Ide.

- Jesus fala aqui: “Ide por todo o mundo”.

- Os discípulos naquela época obedeceram a Jesus e saíram pelo mundo.

At. 17.6: E, não os achando, trouxeram Jasom e alguns irmãos à presença dos magistrados da cidade, clamando: Estes que têm alvoroçado o mundo chegaram também aqui.

- Os discípulos estavam viajando pelo mundo, chamando a atenção de todos os povos e autoridades.

- Eles faziam a diferença com a autoridade e o poder que havia em suas vidas.

B) Pregai.

V. 15: Pregai o evangelho a toda criatura.

- Os discípulos eram portadores de uma mensagem: A mensagem do evangelho do Senhor Jesus.

- O obreiro de Deus não pode ser contador de historinhas, mas ser pregador da mensagem do evangelho.

- O obreiro será bem sucedido quando anuncia o Senhor Jesus com poder e graça.

- O Apóstolo Paulo proclamava Jesus e a sua ressurreição.

At. 17.18: E alguns dos filósofos epicureus e estóicos contendiam com ele. Uns diziam: Que quer dizer este paroleiro? E outros: Parece que é pregador de deuses estranhos. Porque lhes anunciava a Jesus e a ressurreição.

- Paulo não inventava nenhuma filosofia ou pregava alguma doutrina de sua invenção, ele pregava e anunciava a pessoa do Senhor Jesus.

- A igreja primitiva teve seu grande êxito no primeiro século, pregando um evangelho simples, sem invenção alguma, mas com grande autoridade e poder.

At. 2.47: Louvando a Deus e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

- O crescimento da igreja primitiva era uma coisa normal e diária.

- Porque havia poder e graça na igreja primitiva.

C) Curai.

V. 17: E estes sinais seguirão aos que crerem.

- Uma das determinações de Jesus para os seus discípulos e para a sua Igreja é curar os enfermos.

- O Senhor Jesus deu a autoridade e o poder para colocar as mãos sobre os enfermos e os curar em seu nome.

- Se nós obreiros obedecermos ao ide de Jesus, os sinais nos seguirão.

- Os sinais revelam o amor e o poder de Deus aos homens.

- Os sinais mostram o poder do evangelho de Cristo aos homens.

I Co. 2.4: A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder.

- Os sinais atraem os homens a Deus.

- Os milagres são importantes na pregação do evangelho.

- Tanto os discípulos como Pedro foram usados grandemente por Deus com muitos milagres.

At. 9.34: E disse-lhe Pedro: Enéias, Jesus Cristo te dá saúde; levanta-te e faze a tua cama. E logo se levantou.

- O poder que havia no nome de Jesus curava as pessoas.

- Deus quer usar os obreiros no ministério com os dons espirituais.

- Mas para isso o obreiro precisa buscar a autoridade e a unção de Deus para a sua vida.

I Co. 12.31: Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.

- O obreiro tem o dever de buscar o poder e a unção de Deus para o seu ministério.

II- A Autoridade de Jesus no Evangelho de Lucas.

Lc. 9.1-6: E, convocando os seus doze discípulos, deu-lhes virtude e poder sobre todos os demônios e para curarem enfermidades.

      E enviou-os a pregar o reino de Deus e a curar os enfermos.

      E disse-lhes: Nada leveis convosco para o caminho, nem bordões, nem alforge, nem pão, nem dinheiro, nem tenhais dois vestidos.

      E, em qualquer casa em que entrardes, ficai ali e de lá saireis.

      E, se em qualquer cidade vos não receberem, saindo vós dali, sacudi o pó dos vossos pés, em testemunho contra eles.

      E, saindo eles, percorreram todas as aldeias, anunciando o evangelho e fazendo curas por toda parte.

- Nós temos nessa passagem um texto mais completo da chamada dos discípulos.

A) Jesus Convocou os Discípulos e Deu-lhes Virtude e Poder.

- Esse poder quem dá é o Senhor.

- Se o Senhor não nos der o seu poder, nada poderemos fazer.

- Dependemos do poder de Deus em nosso ministério.

- Todos os homens de Deus da Bíblia Sagrada e também da história da Igreja, dependeram do poder de Deus, para fazerem a grande obra para Deus.

- Sem essa unção de Deus, somos uma lata vazia, que não dá fruto.

- Pedro foi usado poderosamente por Deus com essa unção.

- Paulo fez muitos milagres porque tinha essa unção.

- O evangelista Felipe fez muitos milagres porque estava cheio dessa unção de Deus.

B) Poder Sobre Todos os Demônios.

- Sobre toda classe de demônios.

- Existe uma hierarquia no inferno e Jesus nos deu o poder de expulsar todos os demônios.

- Houve um momento que trouxeram um jovem endemoninhado para os discípulos expulsarem e não conseguiram.

Mt. 17.21: Mas esta casta de demônios não se expulsa se não pela oração e pelo jejum.

- Jesus nos concedeu o poder de expulsar os demônios, mas temos que buscar a graça e a unção de Deus para as nossas vidas.

- O obreiro de Deus tem essa incumbência de expulsar os demônios.

- O obreiro de Deus precisa ter uma vida de constante oração.

- Paulo chegou em Éfeso e Deus usou-o ali poderosamente, curando os enfermos e expulsando os demônios.

- E alguns exorcistas judeus quiseram imitar Paulo, tentavam invocar o nome de Jesus sobre os que tinham espíritos malignos.

At. 19.15: Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus e bem sei quem é Paulo; mas vós, quem sois?

V. 16: E, saltando neles o homem que tinha o espírito maligno e assenhoreando-se de dois, pode mais do que eles; de tal maneira que, nus e feridos, fugiram daquela casa.

- A unção e o poder de Deus são individuais e intransferíveis.

- Esses exorcistas judeus tentaram usar um poder que não tinham e se deram mal.

C) Poder Para Curarem Enfermidades.

- Esse dom de cura esta disponível para os obreiros, mas nós precisamos ir até a sala do trono buscá-lo.

- Para Deus usar o obreiro nesse dom, o obreiro precisa exercitar a fé; consagrar a sua vida; e ir ao encontro dos enfermos para orar por eles.

- Nós não vemos muitos milagres hoje em nossas igrejas, porque não chamamos os enfermos para orar por eles.

- Segundo temos que crer que Deus nos usará para abençoar as pessoas.

Lc. 10.19: Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.

- Há muitas pessoas enfermas e desenganadas dos médicos em nossas igrejas.

- Deus que usar você como instrumento de cura para essas pessoas.

- Esse é um dos benefícios do evangelho a cura das enfermidades.

- Há muitas pessoas sofrendo de diversos tipos de doenças e enfermidades.

- Por isso quando fala da diversidade dos dons espirituais, fala dons de curar, porque Deus pode usar obreiros nesse dom em vários tipos de doenças e enfermidades.

- Deus quer te usar para libertar vidas da escravidão das suas enfermidades.

- Deus procura homens sinceros e que estejam prontos para aceitar o seu chamado.

D) Enviou-os a Pregar o Reino de Deus.

V. 2: E enviou-os a pregar o reino de Deus

- Os discípulos tinham esta incumbência de pregar o reino de Deus.

- Pregar o reino de Deus é anunciar as boas novas que esse reino proporciona.

- É proclamar as virtudes que esse reino traz.

- Os discípulos tinham uma missão divina em Israel.

- Os discípulos tinham a missão de proclamar: É chegado o Reino de Deus.

V. 6: E, saindo eles, percorreram todas as aldeias, anunciando o evangelho e fazendo curas por toda parte.

- Os discípulos obedeceram a ordem de Jesus e pregaram o reino de Deus.

- A mesma ordem foi dada a cada um de nós obreiros de Deus.

- De irmos pelo mundo levando o evangelho a toda a criatura.

- A missão da igreja é anunciar o evangelho de Cristo de Jesus.

- O obreiro foi chamado por Deus para o ministério com essa finalidade.

- A nossa finalidade maior no ministério é ganhar almas para Cristo.

II Tm. 4.2: Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.

- O obreiro deve semear a boa semente do evangelho.

Sl. 126.5,6: Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria.

      Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.

- Quando semeamos com amor e com a graça de Deus no coração, com certeza haverá colheitas abundantes.

Mt. 10.1: E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem e para curarem toda enfermidade e todo mal.

V. 7: E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus.

V. 8: Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.

- Aqui no texto fala: Que Jesus deu-lhes poder.

Jo. 15.5: Eu sou a videira; vós, as varas. Quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto, porque sem mim nada podeis fazer.

- Não podemos fazer nada sem Jesus.

- É Ele que nos dá todo o poder para fazermos a sua obra.

- Veja a recomendação do Senhor Jesus Cristo:

a) Pregar

b) Curar

c) Limpar

d) Ressuscitar

e) Expulsar

      Estas são as ferramentas de Deus para o obreiro.

- O obreiro com autoridade e unção conseguirá realizar essas obras para o reino de Deus.

- A unção de Deus na vida do obreiro é o grande diferencial no seu ministério.

- O obreiro de Deus precisa buscar essa unção para a sua vida.

- Deus quer libertar vidas de seus jugos pela unção que está na vida dos obreiros.

Is. 10.27: E acontecerá, naquele dia, que a sua carga será tirada do teu ombro, e o seu jugo, do teu pescoço; e o jugo será despedaçado por causa da unção.

- Deus quer usar obreiros que tenham unção de Deus em suas vidas.

- A unção faz a diferença.

- A unção fez a diferença na vida de Pedro e João.

- A unção fez a diferença na vida do evangelista Felipe.

- A unção fez a diferença na vida do Apóstolo Paulo.

      Deus procura homens sinceros, e que estão prontos para aceitar a seu chamado, para que sejam cheio do Espírito Santo e cumprir a sua Palavra. Que Deus te abençoe.

 

 

 
       
 

Pr. Silvano Doblinski
Presidente da Igreja Assembleia de Deus
do Jabaquara em São Paulo - Brasil







 

 
Mais mensagens
Adicionar AD Jabaquara aos Favoritos